Pesquisar
Close this search box.
/
/
Como a pandemia alterou o cotidiano das empresas de saúde?

Como a pandemia alterou o cotidiano das empresas de saúde?

Grupo Fleury e Hapvida participam de webinar promovido pela Consumidor Moderno para debater as mudanças que o coronavírus causou em suas operações

Quando o coronavírus chegou ao Brasil, o setor de saúde já estava arregaçando as mangas para atender com eficiência. É o que revelam as empresas Hapvida e Grupo Fleury. Ambos se organizaram para o atendimento em domicílio ou via conferência e prepararam suas clínicas e hospitais com os mais completos protocolos de segurança para dar segurança aos que ainda precisaram ir às unidades.

A prontidão das empresas foi um dos pontos debatidos pelas empresas do setor de saúde em um webinar promovido pelo portal Consumidor Moderno. Jeane Tsutsui, diretora-executiva de Negócios do Grupo Fleury e Marcelo Sampaio, diretor-executivo da Hapvida Assistência Médica, participaram de uma conversa mediada por Melissa Lulio, Content Designer do Grupo Padrão. O evento ainda contou a participação de Jacques Meir, diretor-executivo de Conhecimento do Grupo Padrão.

Uso de dados

Pilar fundamental para o sucesso de qualquer empresa hoje, a coleta e tratamento adequado de dados é essencial para os bons resultados observados por Fleury e Hapvida.

A Hapvida utilizou as informações dos pacientes para se organizar. Os dados ajudaram a empresa a entender quais unidades têm maior espera e onde há maior demanda. A análise ajudou a cumprir o objetivo de atender os pacientes em até quinze minutos, do momento em que retiram uma senha ao momento em que estão conversando com um médico.

“Fomos capazes de entender quais unidades precisavam de maior esforço. Controlamos todos os nossos tempos para resolver qualquer problema que o paciente possa ter durante a trajetória no nosso hospital”, explica Sampaio.

No Grupo Fleury, os dados estão sendo usados para ajudar as autoridades sanitárias. Todos os exames realizados na rede estão sendo enviados para a Secretaria da Saúde de São Paulo a fim de ajudar no combate ao coronavírus.

“Temos acompanhado muito de perto (os dados) para fazer projeções. Temos na palma da mão o controle de pacientes atendidos por unidade, por regional e como estamos projetando a adaptação das agendas de exames para os usuários”, afirma Jeane.

Desenho de protocolos

As empresas do setor de saúde precisaram ser rápidas na criação de protocolos de segurança para o atendimento dos pacientes. Nos hospitais com maior capacidade de atendimento a Hapvida dividiu as unidades e criou eixos para casos de COVID-19 ou de suspeita da doença. Além disso, o time de Supply da companhia precisou enfrentar alguns desafios para que não faltassem equipamentos de proteção individual para os colaboradores da rede.

O Grupo Fleury também se preocupou em digitalizar o atendimento para dar mais rapidez aos processos. A empresa começou a atender via WhatsApp e disponibilizou um check-in virtual para que o paciente seja atendido com mais rapidez quando chega a uma das unidades da rede. A companhia ainda incluiu no protocolo de atendimento a consulta via drive-thru para pacientes com suspeita de COVID-19.

Telemedicina

A Hapvida atingiu a marca de 900 atendimentos diários via telemedicina. O número expressivo só foi possível graças a um trabalho de preparo anterior à regulação que permitiu o uso da telemedicina durante a pandemia de COVID-19.

Sampaio explica que a ferramenta é útil por dar acesso a consultas para pessoas que moram longe de grandes centros, além de tornar possível o atendimento de casos relacionados à COVID-19 evitando a contaminação de outros pacientes.

A telemedicina já foi assunto em outro webinar promovido pela Consumidor Moderno. Renato Cardoso, CEO do Dr. Consulta, contou que sua empresa faz mais de dois mil atendimentos remotos por dia com uma equipe de 400 médicos.

“A telemedicina veio para ficar. É mais uma ferramenta. Não substitui o atendimento presencial, mas adiciona uma possibilidade para casos mais simples. A ida ao hospital continua existindo”, afirma Jeane Tsutsui.

Confira o webinar completo: 

medidas

COVID-19: É preciso continuar em movimento sem sair de casa

Saúde + tecnologia: como garantir o bem-estar nas empresas

 

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]