Pesquisar
Close this search box.
/
/
Multicommerce – Os desafios do varejo multicommerce

Multicommerce – Os desafios do varejo multicommerce

Estudo realizado pela NOVAREJO com consultoria técnica da E-Consulting com os 500 maiores varejistas do País aponta as tendências para atuação multiplataforma

Os varejistas brasileiros têm consciência da necessidade de incluir o consumidor em sua cadeia de criação, produção e desenvolvimento de produtos e serviços. Mas as tentativas de estabelecimento de processos de colaboração contínua ainda são incipientes, promocionais e longe de ganharem perfil sistêmico, contínuo ou estruturado o suficiente para impactar o setor.

A conclusão é da pesquisa Multicommerce 2014, elaborada pela E-Consulting. Segundo Daniel Domeneghetti, sócio-fundador da consultoria, esse é um dos principais desafios do varejo atual, que perde competitividade na mesma medida da falta de diferenciação. ?O novo marketing exige um processo de construção com o cliente no centro, fazendo parte da proposta de valor da marca, para colaborar na construção, regulação, auditoria e melhoria de produtos e serviço ? e, claro, pagando menos por sua fidelidade?, diz o especialista. ?O desafio é conseguir diferenciação não só de imagem e marca que gere recall, mas que seja relevante o suficiente para motivar o consumo e provoque a conversão em vendas.?

O universo do estudo, realizado entre janeiro e abril deste ano, abrangeu os 500 maiores varejistas do País. Eles apontaram as principais tendências do negócio, entre elas qual o retrato de sua atuação omnichannel, com indicação de quais são os canais principais, quais estão em foco em mais curto prazo e quais terão experiência intensificada.

No segmento moda/têxtil, por exemplo, 83% consideram as lojas físicas seu canal de ancoragem, enquanto 54% vão focar as lojas virtuais com mais atenção. Os canais de experiência, nesse caso, são as redes sociais, para comunicação, vendas e relacionamento. As drogarias hoje também se apoiam nas lojas físicas (83%) e apostam nas virtuais (67%), mas investem em websites para incrementar a comunicação, mobile para vendas e contact center para relacionamento.

Já o segmento de eletroeletrônicos e eletrodomésticos, ancorado nas lojas virtuais (52%), mira flagships (36%) e coloca fichas nas redes sociais, para comunicação e relacionamento, e em mobile para vendas ? a mesma dinâmica é testada pelo setor de livros e CDs, que também está apoiado em lojas virtuais (56%), mas agora persegue o canal porta a porta (39%). ?A equação correta de oferta de canal pode mudar de acordo com marca, público e produto, inclusive em empresas multimarca?, aponta Domeneghetti.

Os varejistas consultados apontaram também os principais desafios atuais do setor. Um deles é o aumento no grau de competitividade, marcada por excesso de oferta e comunicação e impactada por invasão de players de outros setores, baixas fronteiras, multiplicidade de canais e facilidade de comparação de preços e pagamentos. Outro é a dificuldade efetiva do multivarejo, atendendo a diversos formatos, canais e modelos para colocar o produto certo, no formato certo, na hora certa, para a pessoa certa e no local certo. Para o especialista, isso só faz sentido no que for razoavelmente econômico para cada um. ?Os serviços devem ser agregados dentro da lógica financeira do canal. No afã de buscar diferenciação, há o risco de aumentar o custo e a confusão com serviços que o usuário nem valoriza?, adverte.

Mais uma questão é construir cadeias eficazes, que somem agilidade, disponibilidade, entrega, controle, aprendizado e sustentabilidade. ?Para tangibilizar a experiência do cliente, a cadeia tem de ser perfeita, seja loja física, virtual, consultoria de vendas ou vending machine. Isso envolve desde negociação à integração digital, tecnologia e logística?, diz Domeneghetti. Também é necessário, apesar das novidades, manter a mira nos pilares básicos do varejo, montando a equação correta entre rentabilidade, participação nos gastos do cliente e valor do relacionamento para diferentes segmentos de consumidores. E, por fim, assegurar o processo de diálogo contínuo entre marcas, não só empresas, e consumidores. ?A marca tem de expressar proposta de valor, causas e atributos e lidar em ambiente de ?multiálogo?, já que os consumidores conversam entre si?, lembra ele.

8 Principais desafios apontados pelos varejistas

1. Competitividade superior e percebida em ambiente de excesso de oferta e comunicação, players de outros setores, baixas fronteiras, comparação de preços, múltiplos canais e facilidades de pagamento.

2. Implementação efetiva do multivarejo: diversos formatos, canais, modelos.

3. Desafio do produto certo, no formato certo, na hora certa, para a pessoa certa, no momento/local certo.

4. Agregação de serviços e facilidades como diferencial de valor.

5. Cadeias eficazes como fator crítico de sucesso: agilidade, disponibilidade, entrega, controle, aprendizado, sustentabilidade.

6. Relacionamento e colaboração com consumidores e demais atores.

7. Correta equação PWR (Profitability-WalletShare-RelationshipValue) com diferentes clusters e segmentos de consumidores ? abordagem local/singular + global/acessível.

8. Garantia de feedback contínuo positivo marca/oferta ou experiência única ? criação de links RAID (Razão, Emoção, Instinto e Desejo) com diferentes grupos de consumidores.

Fonte: E-Consulting

Clique na imagem para ampliar {module 795}

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]