Pesquisar
Close this search box.
/
/
Saiba como a Inteligência Artificial impulsiona a experiência dos clientes Petlove

Saiba como a Inteligência Artificial impulsiona a experiência dos clientes Petlove

Heber Santos, Diretor de CX da Petlove, avalia a importância da Inteligência Artificial e bots para a evolução da experiência dos clientes com a marca

Quando falamos em Inteligência Artificial (IA) para Customer Experience (CX), muitos são os caminhos para a melhor adoção e resultados. Porém, uma coisa é certa; as marcas que estão investindo em IA para CX estão um passo à frente de seus concorrentes.

Tudo porque as facilidades e a agilidade que essa tecnologia apresenta para a experiência do cliente com a marca vem superando diversos obstáculos encontrados há muito tempo em CX. Heber Santos, Diretor de CX da Petlove, é um executivo que entende esse o valor. “IA para mim agrega muito nesse sentido: se eu consigo entregar ao meu cliente uma inteligência que capte seu problema e resolva, é isso que importa”, define Santos.

Por onde começar a utilizar IA em CX?

Como toda nova tecnologia, o começo pode ser algo desafiador paras as empresas. No caso da adoção de IA na Petlove, Heber Santos, explica que a marca começou aprendendo com aquilo que ela tinha de informação de seus clientes “dentro de casa”. “Aqui na Petlove temos um milhão de dados e informações. Desde o pedido do tutor, dados do pet, fornecedores, mercado etc. Então, por que não usar isso para facilitar a vida do nosso tutor?”, diz Santos.

Por exemplo: quando um tutor cadastra um pet filhote e passa adquirir comida, tapetes, entre outros itens para filhotes, “porque eu não posso lembrá-lo da vacina e vermífugos?”, explica Santos. Ele diz que é um sentimento de “eles sabem que eu tenho um filhote e se preocupam com a gente”. “Então, o desafio era olhar para esse mar de informações e coordená-las para a melhor experiência do tutor e pet”, detalha.

Hoje, com o auxílio de algoritmos, Santos entende que maior o desafio é “garantir que nenhuma variável fique de fora”. “Por exemplo, na pandemia, o comportamento do tutor era diferente, óbvio. Então, comportamento (tutor / mercado) mais informações (tutor / pet) são as grandes chaves no nosso caso para usar isso de forma inteligente e construir uma jornada interessante para o tutor e pet”, explica Santos.

Nesse caminho, Santos também avalia que as novas tecnologias agregam muito mais preditividade e personalização na experiência do cliente, para que as marcas direcionem e gastem energia com aquilo que, de fato, encanta o cliente. “Com toda certeza, otimizando o tempo do atendimento humano, abrimos um mundo de possibilidades para usar o time em experiências incríveis para os clientes”, diz Santos.

“O bot faz aquilo que você o condiciona a fazer, não espere dele mágica”

O valor de chatbots e IA para a Petlove

Como o avanço dos robôs de atendimento, a Petlove também faz uso de chatbots justamente para impulsionar as melhorias citadas anteriormente. Para Heber Santos, “o bot é um facilitador” e “um excelente professor”. “Os dados que coletamos com ele servem para nos ajudar a revisitar todos os processos que, na visão do tutor, acabamos falhando. Então, o bot para mim é uma ferramenta imprescindível para otimizar o time de forma inteligente”, pontua.

E para extrair o máximo dessa tecnologia, Santos diz que não há segredo: “Não tem receita de bolo. Acho que tem boas práticas. O bot faz aquilo que você o condiciona a fazer, não espere dele mágica”, ressalta. Santos diz que a marca ainda precisa ter um time de alta performance e extremamente engajado para finalizar bem esse processo. “Quando eu consigo absorver tudo que o bot me dá de informações, com as soluções que ele tratou direto com o cliente, eu consigo ajustar os processos e seguir de forma mais assertiva”, explica.

“Acho que a IA não tem limitação de canal, pode ser estendida a toda jornada física e online do cliente” 

Dados e limites de privacidade

Já sobre dados e limites de privacidade, na visão de Santos, existem dois pontos: respeitar o que é lei e empatia. “Não tem certo e errado, mas tem aqui como eu gostaria de ser tratado”, resume. Santos exemplifica: na Petlove não cancelamos um atendimento de plano do pet por falta de pagamento. Primeiro entendemos com o cliente o que ocorreu e como podemos ajudá-lo. Muitas empresas, por exemplo, disparam uma mensagem sobre o não pagamento com um prazo para cancelar. Para nós, é importante entender o contexto já que nos sentimos responsáveis por aquele pet e seu tutor”.

Enfim, é com esse olhar humano e a adoção inteligente de novas tecnologias, que a Petlove vem remodelando suas estratégias em Customer Experience. Um olhar de quem busca fazer da experiência do cliente com a marca o seu diferencial num mercado em amplo crescimento como o mercado pet. E nesse ponto, Santos é arrojado: “Acho que a IA não tem limitação de canal, pode ser estendida a toda jornada física e online do cliente”, conclui.


Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]