Pesquisar
Close this search box.
/
/
Qual o futuro do streaming diante dos novos comportamentos do consumidor?

Qual o futuro do streaming diante dos novos comportamentos do consumidor?

Boom de produções cinematográficas esperado no Brasil foi impulsionado, em maior parte, pelas plataformas como Netflix, Amazon Prime e HBO Max, que encomendavam novos conteúdos nacionais

Com a transformação do comportamento do consumidor, bem como o surgimento de novos players, as plataformas de streaming passam por uma remodelação. Se antes a atenção do público era voltada para empresas já conhecidas e consolidadas no mercado, hoje, as novas concorrências provocam abalos no setor.

Enquanto o poder de compra da população mundial cresce em progressão aritmética, a escolha do público entre os serviços de streaming aumenta e escala geométrica. Nesse cenário, as principais plataformas de negócios têm feito investimentos, unificações e parcerias. As informações são da Pesquisa Global de Entretenimento e Mídia 2022-2026.

Leia mais: Como os consumidores elegem e consomem streamings

Plataformas e suas adaptações diante das tensões

Para unificar suas marcas em uma única plataforma, o Grupo Globo investiu R$ 1 bilhão no Globoplay como parte da estratégia “Uma Só Globo”. Entre os negócios que surgiram nos últimos anos, podemos citar também o lançamento do Peacock, a estreia do Paramount Plus e o aumento de assinantes do Disney+, que ultrapassou 87 milhões.

Na mesma proporção que surgem as opções para as plataformas de todo o mundo, a concorrência também emerge. Diante do cenário, os players temem a falta de assinaturas individuais para contribuir com seu crescimento. A Netflix, por exemplo, perdeu 200 mil assinantes em abril de 2022. Já a Discovery temeu não ter potencial para atrair novos assinantes, e encerrou um investimento de US$ 300 milhões na CNN+ apenas três semanas após o lançamento.

Assine nossa newsletter!
Fique atualizado sobre as principais novidades em experiência do cliente

Até 2026, estima-se que o mercado de streaming tenha um CAGR (taxa de crescimento anual composto) de 7,6%. No Brasil, a expectativa é que o crescimento seja o menor do período, com 9,8%. Isso em um cenário em que a maior expansão do setor será na América Latina, a Colômbia apresenta uma taxa de 22,1% e o Chile com 18,3%.

O cenário está ameaçado pelas tensões do mercado, que são seguidas pela queda dos preços das ações de alguns dos maiores players. Ainda há o temor de que o investimento em conteúdos diários para o consumidor não seja o suficiente para impulsionar o crescimento, o que levanta dúvidas sobre o futuro da evolução das plataformas.

Receitas das telonas e novas plataformas

Enquanto isso, quando o assunto é cinema, a expectativa é que entre 2022 e 2026 o Brasil recupere a receita que antecedeu a pandemia, e apresente recorde mundial. Em 2022, a receita de 122 milhões de ingressos foi de US$ 404 milhões. A estimativa é que, em 2023, a receita salte para US$ 569 milhões, e os números das vendas nas bilheterias chegue a 169 milhões.

O cenário tende a evoluir até 2026, quando a receita brasileira com as telonas deve atingir US$ 681 milhões, com 191 milhões de ingressos. Em âmbito global, a estimativa é ainda maior para a data final da pesquisa: enquanto os ingressos chegam a 7,6 bilhões, a receita deles deve alcançar o valor de US$ 52,7 bilhões.

Conheça o Mundo do CX

Vale lembrar que o boom de produções cinematográficas esperado no Brasil foi impulsionado, em maior parte, pelas plataformas como Netflix, Amazon Prime e HBO Max, uma vez que encomendavam novos conteúdos brasileiros.

Outro ponto desse cenário é o quanto a televisão conectada e os jogos se tornaram um mercado promissor para a publicidade. A expectativa é que, em todo o mundo, as receitas publicitárias nessas novas plataformas ultrapassem US$ 100 bilhões até 2025. Já no Brasil, o faturamento pode ir além de US$ 1 bilhão em 2026.



+ NOTÍCIAS
Live Shopping: o streaming chegou ao varejo
Classe C é quem mais consome streaming de vídeo

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]