Pesquisar
Close this search box.
/
/
Febraban rebate críticas de bancos digitais e defende sua história

Febraban rebate críticas de bancos digitais e defende sua história

Presidente da Febraban rebateu críticas feitas em ação publicitária que insinua que entidades tradicionais do setor estão ultrapassadas

O presidente da Febraban, Isaac Sidney, deu em seu discurso de abertura da Febraban Tech alfinetadas nas fintechs e bancos digitais, ao afirmar que a tradição dos bancos incumbentes – os ‘bancões’ – se traduz em solidez e robustez, e não em estratégias de marketing e publicidade para conquistar novos clientes.

“Celebramos o que oferecemos para nossos clientes, segurança e confiança. Os bancos da Febraban são por vezes qualificados pela concorrência recém-chegada de bancos tradicionais, por vezes jocoso e demérito. Esse tom releva algo que eles não têm: história”.

Leia mais: Redução de reclamações de bancos está ligada a investimentos em tecnologia

Ele valorizou a capilaridade do sistema bancário brasileiro, que chega a em quase todas as cidades do país, e defendeu a presença física dos bancos sem deixar de realizar investimentos na transformação digital e na mobilidade que os aplicativos oferecem.

“Somos versáteis e plurais e presentes para quem precisa de amparo, e virtuais para quem prefere essa comodidade. Não existimos só no 0800 e nos apps”, definiu.

A manifestação, incisiva, da Febraban, foi motivada por uma campanha publicitária divulgada pela XP com a hashtag #EuNaoBanco, em que critica os bancos tradicionais e afirma não ser o mesmo tipo de entidade. A ação teve uma resposta rápida da entidade, que reúne os principais e mais tradicionais bancos do país, como Banco do Brasil, Itaú, Santander, Caixa, Bradesco e também novos players do varejo, como o BTG Pactual, com um comunicado e o lançamento da hashtag #EuBanco.

Assine nossa newsletter!
Fique atualizado sobre as principais novidades em experiência do cliente

Futuro do sistema financeiro: inovação para comodidade

Ao apontar os caminhos para o futuro do sistema financeiro, como o desenvolvimento tecnológico voltado à agilidade e a conveniência, Sidney valorizou o legado dos 115 bancos que compõem a federação, e as iniciativas – individuais e coletivas – de inovação centrada no cliente.

“O futuro dos bancos tradicionais não é distante do nosso passado: envolve trabalho e não aventura, sempre tivemos foco e não foto”, continuou.

Um dos exemplos citados é a maturidade do Pix, e a massiva adesão dos brasileiros, que provocou o fim de um tradicional sistema de transferência, o Doc, que será descontinuado em janeiro de 2024.

Leia mais: BC, CVM e Febraban debatem nova moeda, Real Digital

Bioeconomia: o futuro sustentável e rentável

Uma das inovações a que o presidente da Febraban se refere é a responsabilidade ambiental. Segundo ele, a agenda ESG é um aspecto tradicionalmente inovador dos bancos brasileiros. “Não abrimos mão de ter um papel de relevo em economia de baixo carbono, com uma agenda verde, e a monetização de ativos ambientais”.

A autorregulação bancária, por exemplo, é uma das pioneiras ao travar metas e princípios sobre a responsabilidade climática. Dentro dos escopos de neutralização de carbono na própria atuação, os bancos avançaram em 2022, quando tornaram mais rígidos os controles para o financiamento de investimentos em terras indígenas e protegidas, e em seguida deram mais um passo para endurecer a autorregulação de financiamentos para a cadeia de carne em regiões relevantes como a Amazônia legal.

Conheça o Mundo do CX

“Existem formas certas de crescimento sustentável, independente das políticas governamentais, e os bancos que compõem a Febraban levam a sério os compromissos com o meio ambiente e com a sociedade”, disse Sidney.

No aspecto macroeconômico, o presidente da Febraban destacou a importância do crédito como uma das alavancas mais importantes para desenvolvimento econômico e social. Ele ainda defendeu o barateamento do custo do crédito, ecoando as demandas de vários segmentos da sociedade pela queda da taxa básica de juros, a Selic, mas ponderou que é preciso atacar as causas que tornam o crédito e o investimento tão altos no Brasil como atualmente.

“É preciso baratear o custo do crédito, mas atacando as causas, atalhos são comprovadamente ineficazes. Assim como a inflação não é uma fatalidade, investimentos não dialogam com desequilíbrio fiscal, e precisamos diminuir a insegurança jurídica no país”, defendeu.



+ NOTÍCIAS
Sete em cada dez brasileiros acreditam que a vida vai melhorar este ano
Paul Krugman e o otimismo terrificante sobre a economia global

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 285

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
Rhauan Porfirio | Nathalia Parra


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Angela Souto
[email protected] 

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
Nathalia Parra | Zootz Comunicação

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 285

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
Rhauan Porfirio | Nathalia Parra


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Angela Souto
[email protected] 

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
Nathalia Parra | Zootz Comunicação

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]