Pesquisar
Close this search box.
/
/
Expectativas e desafios para o mercado de eletromobilidade no Brasil

Expectativas e desafios para o mercado de eletromobilidade no Brasil

Enquanto o aumento na venda de veículos elétricos traz otimismo, o grande entrave ainda é a falta de infraestrutura de carregamento

Segundo a ABVE (Associação Brasileira de Veículos Elétricos), o momento é de otimismo para o mercado de eletromobilidade no Brasil. Ela registrou um aumento de 43% na venda de carros elétricos no país em 2022. O crescimento vai ao encontro de expectativas mundiais já lançadas por alguns estudos.

A empresa de consultoria global Boston Consulting Group, por exemplo, prevê que até 2030 a frota de veículos elétricos plugáveis e veículos elétricos a bateria vai aumentar 160 vezes, chegando a cerca de 507 mil unidades circulando nas ruas e estradas de todos os cantos do globo.

Por outro lado, o mesmo estudo afirma que, para dar conta destes novos números, será preciso um investimento de R$ 14 bilhões na infraestrutura de carregamento para mobilidade elétrica até 2035. O dado faz sentido também para a realidade brasileira, uma vez que o grande desafio do país é justamente a ausência desta infraestrutura.

Diante do cenário que traz, ao mesmo tempo, boas expectativas e dificuldades a serem vencidas, conversamos com o responsável pela área de mobilidade elétrica da Smart Infrastructure da Siemens, Paulo Antunes, que nos ajuda a fazer um raio-x deste mercado em ascensão.

A empresa hoje atua na definição do mercado de infraestrutura inteligente e adaptável e está focada em atender os desafios da urbanização e das mudanças climáticas, inclusive por meio da conexão de sistemas de energia, edifícios e indústrias.

Conheça o Mundo do CX

Pontos fortes do mercado de mobilidade brasileiro

“Se tem um país no qual a mobilidade elétrica faz todo o sentido, é no Brasil”, afirma o executivo da Siemens Smart Infrastructure, considerando principalmente que o país tem um percentual excelente de geração de energia elétrica renovável.

Enquanto a média mundial de fontes renováveis na matriz elétrica é de 28%, o Brasil tem mais de 85% de sua geração “verde”. “Isso faz com que um veículo elétrico em operação tenha de fato uma emissão de CO2 muito baixa e acabe com a emissão de outros poluentes nocivos para a população urbana”, completa.

Ele gosta de ressaltar os benefícios ambientais e econômicos com um mercado de eletromobilidade fortalecido.

“Por conta da matriz elétrica altamente renovável, o Brasil é um excelente local para se produzir baterias e veículos com baixa pegada de CO2. Isso pode gerar emprego de qualidade e incluir o país na cadeia global de produção de veículos elétricos”, enfatiza, lembrando também que este sistema produtivo é um aliado para o cumprimento das metas de descarbonização do transporte.

Além disso, o impacto no custo de manutenção do carro elétrico também se torna atrativo no cenário brasileiro. No abastecimento, por exemplo, a economia pode chegar a mais de 60% no valor em reais por quilometro rodado em comparação com um veículo movido a combustível fóssil. Já na manutenção propriamente dita a redução do custo é em media de 30%.

Desafios para o avanço do carro elétrico no Brasil

Fazendo coro aos dados levantados por estudos que reconhecem a importância de investimentos em infraestrutura, o responsável pela área de mobilidade elétrica da Smart Infrastructure, Paulo Antunes, acredita que o otimismo no mercado de eletromobilidade só não é maior devido à ausência de uma política clara sobre mobilidade elétrica no país.

Isto reflete não apenas no fato de que os carros elétricos hoje são todos importados, o que traz uma grande diferença de preço entre os modelos elétricos e a combustão, mas também na falta de infraestrutura de carregamento destes veículos. Enquanto as iniciativas neste sentido no setor privado ainda são tímidas, no setor público elas são praticamente inexistentes.

“É o típico dilema do ‘ovo e a galinha’. Por não ter ainda uma infraestrutura adequada no país, muitos deixam de embarcar na onda dos veículos elétricos. Por outro lado, não contamos com tantos investimentos em infraestrutura de carregamento devido ao tamanho ainda pequeno da frota. Então, o que vem, ou o que deve vir, primeiro?”, pontua o executivo.

Nos Estados Unidos, por exemplo, a atuação governamental foi essencial para fomentar uma estrutura pública de carregamento, ajudando a massificar a adoção desta tecnologia.

Já no Brasil, ainda são poucos os locais para carregamento público e os carregadores existentes são, em sua maioria, do tipo carga lenta, que demora algumas horas para a carga completa do veículo. Assim, o ponto de virada para este mercado estaria em tornar a experiência de carregamento o mais próxima possível do que o consumidor está acostumado com um carro a gasolina ou etanol.

“O carregamento ultrarrápido carrega a bateria de 20% a 100% em mais ou menos 20 minutos, com carregadores com potência de 150kW. Observamos também que os veículos novos suportam cada vez uma carga mais rápida, e assim vão tornando mais fácil o deslocamento entre cidades com a possibilidade de carregar toda a bateria em questão de minutos”, explica Paulo Antunes, sobre a tecnologia de carregadores ultrarrápidos que a Siemens inclusive está trazendo para o Brasil.

Assine nossa newsletter e fique atualizado sobre as principais notícias da experiência do cliente

Experiência do consumidor na mobilidade elétrica

O executivo da Siemens Smart Infrastructure conta que, em uma pesquisa recente com os colaboradores da empresa, foi identificado que o maior motivo de resistência para a aquisição de um carro elétrico é a ausência de infraestrutura de carregamento rápido. Por isso, defende a necessidade de uma política orientada para a mobilidade elétrica, que gere incentivos para instalação de postos públicos de carregamento.

“Ninguém quer passar pela situação de ficar horas parado, com a família no carro, esperando o carregamento em uma viagem”, exemplifica.

Um segundo entrave é a diferença de preço entre o veículo a combustão e o elétrico. Ainda que algumas marcas tenham reduzido o preço do modelo elétrico nos últimos tempos, ainda há margem para outros tipos de incentivo, como redução do IPVA, entre outros.

Superadas estas barreiras de custo e infraestrutura, a experiência do consumidor com a eletromobilidade tende a ser satisfatória, representando uma mudança definitiva.

“Veículos elétricos têm zero emissões, grande redução da poluição sonora, aceleração instantânea, bastante tecnologia embarcada, o que torna a experiência de uso bem atrativa, entre outros benefícios. Em contato com alguns proprietários, percebi que, aqueles que se adaptaram à rotina da recarga, não pensam em retornar ao veículo a combustão”, reforça Paulo Antunes.


+ Notícias

A nova jornada de compra de gift cards no turismo

Mercado Livre lança página dedicada ao Big Brother Brasil

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 284

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
YUCA | Estúdio Criativo

ILUSTRAÇÃO:
Midjorney


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

Fabiana Hanna
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
YUCA | Estúdio Criativo

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Líder de Marketing Integrado 
Suemary Fernandes 
[email protected]

Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 284

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
YUCA | Estúdio Criativo

ILUSTRAÇÃO:
Midjorney


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

Fabiana Hanna
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
YUCA | Estúdio Criativo

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Líder de Marketing Integrado 
Suemary Fernandes 
[email protected]

Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]