Pesquisar
Close this search box.
/
/
BNPL: democratização ou endividamento?

BNPL: democratização ou endividamento?

BNPL, o pagamento a prazo voltou a fazer parte das discussões do setor financeiro: há a democratização do consumo ou o endividamento das classes C e D?

Recentemente a empresa de serviços financeiros norte-americana, American Express, anunciou a adesão ao recurso de pagamento de crédito a prazo, também conhecido como BNPL (compre agora e pague depois), onde seus clientes passaram a realizar o parcelamento das contas durante o checkout no site da Delta Air Lines.

A ação, apesar de ser muito comum no Brasil, pegou muita gente de surpresa nos Estados Unidos e vem caindo no gosto popular, já que o setor do turismo sofreu um novo impulsionamento após o afrouxamento das restrições sanitárias e as formas de pagamentos flexíveis tendem a aumentar ainda mais a procura por viagens.

De acordo com o Conselho Mundial de Viagens e Turismo, a expectativa é que os gastos domésticos com passeios dos estadunidenses aumente 11,3% com relação a 2019 e chegue a US$ 1.1 trilhão, o que reforça a importância do BNPL para o ramo, uma vez que quase 30% dos americanos assumem o interesse no parcelamento das dívidas durante as transações de alto valor nas férias.

Leia mais: Quais as tendências de CX do setor de turismo para 2022?

Democratização ou endividamento?

Nesse sentido, com o aumento do interesse da população pelo BNPL, principalmente a Geração Z e os chamado Millennials, surge uma série de dúvidas a respeito das vantagens e desvantagens do parcelamento à prazo: será mesmo que tal ferramenta possibilita a democratização do consumo para as classes C e D ou será que este tipo de pagamento só aumenta o número de pessoas endividadas?

De acordo com o especialista em soluções financeiras e CEO da Brainstorm Soluções, Enzo Ribeiro, “um pagamento parcelado pode significar custos maiores, pois o dinheiro tem valor no tempo e assume forma de juros. Por isso, é comum que o pagamento à vista seja mais barato, enquanto o pagamento parcelado apresente algumas taxas”, explica o representante da Brainstorm Soluções.

Para a especialista em estratégia de negócios, Priscila Guskuma, o parcelamento ou não das dívidas gira em torno dos objetivos e das condições de planejamento de cada pessoa, já que o investimento para uma pode significar dívida para a outra.

“Para explicar esse raciocínio, vamos tomar como exemplo o financiamento estudantil. Isso porque este formato de pagamento pode ser considerado um investimento para uma pessoa que sempre sonhou em ter uma formação superior, mas não tem os recursos para pagar a faculdade. Assim, quando aparece a oportunidade de financiar/parcelar o curso, o estudante adquire conhecimento e experiência e, ao final da graduação, ingressa na carreira e consegue quitar a dívida”, afirma a profissional.

“Em contrapartida, o financiamento estudantil pode ser visto como uma dívida para os casos onde o aluno ingressa na faculdade apenas pelo desejo de obter um diploma superior, não se prepara ao longo dos estudos e não consegue colocação no mercado de trabalho, o que gera a frustração e arrependimento que ter adquirido a dívida”, argumenta Priscila Guskuma, que complementa: “tudo é questão de ponto de vista: a pessoa precisa se perguntar antes de parcelar: ‘essa decisão é uma dívida ou investimento?’”.

Leia mais: iPhone por assinatura? Apple estaria cogitando essa possibilidade

BNPL é acessível e democrático

Apesar do pagamento à vista ainda ser uma das opções mais indicadas para a aquisição de qualquer produto ou serviço, o BNPL também pode ser encarado como uma ferramenta acessível e democrática, já que não possui acumulação de juros sobre os pagamentos diferidos e oferece prazos mais curtos e transparentes, o que evita os riscos de endividamento comuns nas compras com cartões de crédito.

De acordo com uma pesquisa elaborada pela Finder, o “compre agora e pague depois” também vem ganhando cada vez mais adeptos por conta da facilidade, tendo em vista que não ocorre uma análise de crédito demorada, tampouco interrompe o fluxo de compras com solicitações de financiamentos em vários lugares.

O sucesso deste formato de compras é tão grande que a sua ausência ou presença já exerce influência na experiência do cliente. Segundo o estudo da Finder, 40% dos britânicos afirmaram o interesse pelo BNPL e quase 10 milhões deles disseram que não compram de varejistas que não oferecem essa opção de pagamento.

Ainda de acordo com este relatório, as compras online que recorrem a BNPL estão crescendo a uma taxa de 39% ao ano na Inglaterra, o que representa um aumento da aquisição dos consumidores e, consequentemente, uma elevação do número de vendas e das taxas de conversão para o varejo.

Com isso, é possível fazer uso deste formato de transferência para recuperar o prejuízo de vendas causado pela pandemia, melhorar o atendimento ao cliente e ajudar no processo de fidelização do público-alvo.

Assine a nossa newsletter e fique atualizado sobre as principais notícias da experiência do cliente 


+ Notícias

Open Finance e o empoderamento definitivo do consumidor 

Portabilidade bancária: saiba como usar esse direito 

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 284

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
YUCA | Estúdio Criativo

ILUSTRAÇÃO:
Midjorney


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

Fabiana Hanna
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
YUCA | Estúdio Criativo

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Líder de Marketing Integrado 
Suemary Fernandes 
[email protected]

Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 284

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
YUCA | Estúdio Criativo

ILUSTRAÇÃO:
Midjorney


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

Fabiana Hanna
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
YUCA | Estúdio Criativo

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Líder de Marketing Integrado 
Suemary Fernandes 
[email protected]

Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]