Pesquisar
Close this search box.
/
/
Como ler e antecipar tendências para ser uma empresa adaptável

Como ler e antecipar tendências para ser uma empresa adaptável

Acompanhar as transformações no sentimento do consumidor é o desafio das empresas que sabem se adaptar para ter e manter o sucesso

Em um mundo em que as transformações ocorrem de forma acelerada, acompanhar as tendências de comportamento e hábitos de consumo é também uma maneira de investir no futuro da sua empresa. Conforme o consumidor evolui, é esperado que a empresa acompanhe essas mudanças, o atendendo não só como ele quiser, mas também no lugar onde ele preferir. Para isso, é preciso ainda entender o perfil do seu consumidor, e como certas mudanças devem afetar mais ou menos a sua forma de atendimento.

Adriana Arruda, Head de Consumer Care da L’Oréal; Pablo Satyro, Diretor Executivo de Marketing E-commerce da Telhanorte; e Rodrigo Garcia, Head de Soluções da iLink debateram quais são as habilidades necessárias para as empresas serem capazes de ler e antecipar tendências para serem adaptáveis nesta edição do Conarec 2022,.

O papo teve a mediação de Thiago Gringon, Coordenador da ESPM, que começou com uma provocação: qual a melhor maneira de interpretar as mudanças de comportamento? Existe certo ou errado?

Desafio é estabelecer prioridades corretas

Para Rodrigo Garcia a tendência é observar o comportamento para a partir daí identificar com métricas e análises como priorizá-lo. Essa é, para Pablo Satyro, o maior desafio, eleger o que priorizar.

“Quando a gente fala em cliente são preciso dados para entender quais são as dores e resolver de forma mais sistêmica e impactar o maior número possível de clientes”, aponta o executivo da Telhanorte.

Trabalhar internamente as mudanças e demandas dos consumidores é uma das principais ponderações na área de Customer Care da L’Oreal. “Refletimos muito sobre como lidar com o que a audiência está pedindo, mas também com o que ela precisa”.

O mediador, Gringon, considera quase um paradoxo para se ter uma verdadeira adaptação equilibrar entre seguir o que o público e os consumidores está falando ou identificar as questões frente ao mercado.

Dados são essenciais para evoluir e se adaptar

Os dados são uma ferramenta essencial para identificar onde estão as oportunidades e as tendências de mudanças. “Quando a gente fala de dados, os maiores e mais estruturados ajudam a identificar aquilo que você tem que ter atenção, mas é preciso descer alguns níveis para entender um ponto com mais profundidade e os detalhes do desenvolvimento da experiência do cliente”, aponta Rodrigo Garcia.

E se os dados geram insights e apontam caminhos possíveis, é preciso testar as oportunidades. Adriana enfatiza a necessidade de experimentar e pensar nas maneiras de encantar o cliente, inclusive nos erros, como algo essencial para ser uma empresa adaptável. “É importante ouvir o que o consumidor está dizendo, senão nada no negócio faz sentido”.

Uma ferramenta que tem se tornado cada vez mais estratégica na adaptabilidade das empresas é ser ágil. Mas Rodrigo ressalta que ser ágil não é ser rápido. “Envolve mais a capacidade de reagir rápido, inclusive ao erro, e com isso surgem as oportunidades de melhoria”, opina o head de Soluções na iLink.

E como afirma Pablo, para inovar é preciso testar e errar, senão não há evolução. Uma das formas de fazer isso é se colocar no lugar do consumidor, mas se fundamentar em dados.

“In God we trust, all others must bring data”, resume Adriana Arruda.

“Sem conhecer o consumidor é difícil começar. É preciso mergulhar nos dados. É preciso olhar as tendências do mercado, mas olhar para seu cliente. Dentro de casa você tem o que o consumidor quer e muitas vezes quando e como quer”, explica a head de Customer Care da L’Oreal.

Para Thiago Gringon, um passo útil junto com a coleta de dados é refletir sobre eles. “Vale dar um passo para trás, olhe com olhos frescos, que surgem insights e conexões que talvez não tenham sido vistas”, sugere o mediador.

Experiências de empresas adaptável

Na L’Oreal a adaptação começou com uma definição de estratégia de caminhar rumo ao mercado de experiência, por isso inovação é tão importante. “Mas a gente apanha no processo, porque não é só ser um produto, queremos ser uma experiência de beleza, é uma virada de página muito importante para uma marca que era de produto”, revela Adriana.

Na iLink, o trabalho é observar o multimercado e entender a necessidade das empresas e dos clientes. “Assim podemos atender com soluções inovadoras que acompanhem os usuários e consumidores fornecendo o background necessário para que as empresas se adaptem continuamente”, explica Rodrigo Garcia.

Já na Telhanorte a mudança de mentalidade já começou, com a reflexão sobre o sentido do produto que vendem. “Passamos a pensar a casa como performance, queremos melhorar o ambiente em que as pessoas vivem e facilitar esse processo”, compartilha Pablo Satyro, diretor executivo de Marketing e E-Commerce.

 

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]