Pesquisar
Close this search box.
/
/
O efeito batom está vendendo máquinas de café?

O efeito batom está vendendo máquinas de café?

Momentos de gratificação estão presentes em todas as crises, desde o “efeito batom” até o “gasto por vingança”, e essa é uma ótima oportunidade

Alguns meses após o final da Segunda Guerra mundial, os estudiosos de marketing da época começaram a observar um gasto adicional em produtos com algo grau de indulgência pessoal. Essa atitude ficou conhecida como “revenge spending”, em tradução livre, um gasto por “vingança”, como uma forma de se esquecer o ocorrido e se recompensar emocionalmente. Outro efeito bastante estudado, com impactos semelhantes, é o “lipstick effect” ou efeito batom, que se caracteriza por gastos com pequenos luxos, em momentos de crise.

Neste caso, o conceito é que, quando a renda fica pequena para gastos maiores, as pessoas transferem parte do desembolso para categorias mais baratas, porém comprando marcas premium dessas categorias. E, como você já se deu conta, estamos vivendo um momento muito propício no Brasil para ambos os efeitos. Não apenas a pandemia deixou um impacto emocional e econômico profundo, mas também o longo e intenso processo eleitoral, além de notícias tristes de guerras, mortes e perdas de emprego, que vêm dominando o noticiário desde o ano passado.

As oportunidades do efeito batom

A grande pergunta é: o efeito batom serve apenas para cosméticos? Eu acredito que não e dou como exemplo a categoria de máquinas de bebidas quentes, as famosas “máquinas de café domésticas”. Em anos anteriores, a categoria vinha crescendo bastante, porém, a explicação básica era o trabalho “em casa” (home office). Outras categorias de eletroeletrônicos também cresceram muito.

No entanto, quando comparamos o acumulado das vendas de janeiro e fevereiro de 2023, contra o mesmo período de 2022, vemos um crescimento de impressionantes 25%. Para tornar a análise ainda mais interessante, o segmento de máquinas mais caras, acima de R$600, cresceu 80% e já representa 17% das vendas. Isso está acontecedo mesmo com o retorno ao trabalho presencial – ou seja, é uma venda quase “contracíclica”, se considerarmos o home office como um elemento da economia do comportamento.

O mais interessante é observar como as marcas aproveitam esse desejo dos consumidores e o transformam em experiências no varejo. No final de 2022, foi inaugurada uma loja conceito para Nescafé Dolce Gusto NEO, em São Paulo, idealizada por um arquiteto (Guto Requena) especializado em experiências imersivas. A loja permite degustação de diversos sabores, apresenta cápsulas de papel, enfim, a narrativa completa para o momento.

Loja conceito para Nescafé Dolce Gusto NEO, em São Paulo, idealizada pelo arquiteto Guto Requena./Crédito: Divulgação
Nescafé Dolce Gusto NEO, loja conceito localizada em São Paulo, idealizada pelo arquiteto Guto Requena./Crédito: Divulgação

Modelos que dão certo

Outro elemento a se observar é a execução da ativação da marca em parceria, já que a Arno produz, mas a maior parte do relacionamento com o consumidor final é feito pela Nestlé (pela Dolce Gusto). As vendas diretas ao consumidor nessa categoria, seja para máquinas ou cápsulas, também merece destaque, já que o controle da jornada de compra é maior por parte das marcas. Isso não impede que a máquina tenha boa distribuição no varejo de massa, estando presente em quase todos os marketplaces.

Isso ainda traz uma vantagem adicional aos potenciais compradores: com uma rápida busca, após terem decidido modelo da máquina ou sabores das cápsulas, podem comprar pelo menor preço.

Assine nossa newsletter!
Fique atualizado sobre as principais novidades em experiência do cliente

O importante desse caso é que há maneiras de se conquistar a carteira e o coração dos consumidores, mesmo no ambiente em que estamos vivendo. Há um desejo genuíno de se “presentear”, de dar um tempo nessa vida maluca, de ter um prazer um pouco mais exclusivo. Cabe às marcas explorarem bem o sentimento latente, apresentando histórias sensíveis e execuções bem integradas.

Felipe Mendes é General Manager Latin America da GFK



+ NOTÍCIAS
O marketing autêntico de Diogo Defante

Havaianas alia experiência física à presença digital

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]