Pesquisar
Close this search box.
/
/
Edu Lyra: é preciso coragem e ousadia para empreender e mudar o cenário à sua volta

Edu Lyra: é preciso coragem e ousadia para empreender e mudar o cenário à sua volta

O empreendedor, ativista e fundador da ONG Gerando Falcões não sabe ouvir não. E com isso vem reunindo parcerias para mudar a realidade das favelas e a vida das pessoas

A palavra “empreendedorismo” geralmente evoca imagens de startups inovadoras, tecnologias de ponta e histórias de sucesso corporativo. No entanto, para Edu Lyra, empreendedorismo é sinônimo de propósito e transformação social. Em palestra no CONAREC 2023, Lyra, fundador da ONG “Gerando Falcões”, destacou seu objetivo de “derrotar a pobreza” através de um ecossistema integrado que combina tecnologia, políticas públicas e participação ativa das comunidades.

“Não há muito o que fazer com o passado, mas temos como escolher o que faremos com o futuro”, disse Edu Lyra na abertura do segundo dia do CONAREC, em um dos painéis mais esperados do dia. “Por isso criamos um ecossistema que trabalha para derrotar a pobreza, gerar desenvolvimento econômico e cidadania para enfrentar a miséria e a falta de estrutura”.

“Não importa de onde se vem, mas para onde se vai”

“Nasci na favela em Guarulhos, aprendi que ninguém escolhe como vem pro mundo, onde vai morar, mas vai ganhar um sobrenome, uma cor, uma família – estruturada ou não”, disse Lyra, lembrando sua própria trajetória. “Isso me ajudou a diminuir minha taxa de preconceito”. O empreendedor recordou, com emoção, os desafios enfrentados em sua infância: “nasci em um barraco de terra batida, em uma comunidade sem saneamento básico, sem estrutura e sem dignidade”.

No entanto, a adversidade não foi a única marca de sua origem. O amor e a determinação de sua mãe foram catalisadores essenciais para sua jornada. “Tive uma coisa extraordinária, minha mãe, que sempre manteve a cabeça erguida. E ela sempre foi líder, porque líder não lidera só na bonança, é na crise”.


CONAREC 2023
Acompanhe a cobertura completa!


Gerando Falcões e a visão de transformação

A combinação de sua experiência pessoal e seu desejo de criar um impacto fez nascer a “Gerando Falcões”, fundada há 12 anos, que atualmente tem presença em “6 mil favelas do Brasil”.

A ONG começou antes mesmo de ter sido pensada com esse propósito, pelos tantos ‘nãos’ que Edu se recusou a aceitar enquanto batalhava para lançar um livro que escreveu durante a faculdade – e que gostaria que servisse de inspiração para jovens de periferia perceberem que existem alternativas além da pobreza e do crime.

Já que nenhuma editora e nenhuma livraria se interessaram, com o dinheiro da venda de porta em porta, junto de 50 amigos, nas comunidades, ele fundou a Gerando Falcões.

A Gerando Falcões se tornou um ecossistema de desenvolvimento social, idealizada por Edu Lyra, para acelerar o poder de impacto de líderes de favelas de todo país. O mote é simples: tirar pessoas da extrema pobreza e transformar as favelas em lugares dignos para se morar, empreender e viver.

Simples, não?

Para Edu Lyra, o ‘não’ parece combustível. “Há quem diga que não é possível, mas somos treinados para sonhar todos os dias com o impossível”. Essa é a escolha que Edu define como uma atitude, de interagir com os desafios, as oportunidades, os nãos e os sims. “Só assim para saber vai ser um bundão para fazer peso na Terra, ou se vai fazer diferença, e dizer crise – pode vir quente que estou fervendo”.

Foi com essa mentalidade que o trabalho de levar dignidade às favelas através do empreendedorismo, promovendo a autonomia da população que vive nas comunidades, e transformando o ambiente em torno – saneamento, asfaltamento, infraestrutura, educação e saúde – apoiado por pequenas, médias e grandes empresas para empreenderem junto.

A busca por parcerias com grandes empresários do país faz parte da ambição de alcançar ainda mais comunidades. “Ser pequeno é bonito, é importante, mas ser grande é uma necessidade, é preciso ganhar escala para atingir mais pessoas”.

Empreendedorismo traz dignidade

O ativista, que lida com bilhões de reais para o desenvolvimento das ações de transformação, fez uma analogia poderosa sobre o poder de mudar essa realidade:

“A pobreza é uma bomba-relógio. Tic-tac, tic-tac. É preciso desarmá-la. O desarmador precisa ter três habilidades: técnica para não cortar o fio errado; ternura, não pode ser uma atitude atabalhoado ou brabo demais; e coragem, porque é uma bomba, e pode ser perigosa”.

E como um hábil desarmador, está com um novo projeto. O fundador da Gerando Falcões revelou estar trabalhando no “Favela 3D”: D de Digno, D de Digital e D de desenvolvido.

A inspiração é o urbanismo social como as transformações de Medellín, na Colômbia, que em 20 anos deixou de ser sinônimo de narcotráfico para se tornar uma cidade vibrante e menos desigual.

O diferencial do sucesso dos projetos da Gerando Falcões, que já estão em mais de seis mil comunidades em todo o país, envolve participação. O que Edu Lyra define como decisões que não são tomadas de cima para baixo. A autenticidade e a genuinidade na conexão com as comunidades são fundamentais. “Ninguém entende mais a favela do que o próprio favelado”.

Se no geral os serviços sociais, os serviços públicos são decididos por pessoas completamente distantes da realidade, de cima pra baixo, explica, o empoderamento promovido por discussões das mudanças da comunidade dentro da própria comunidade serve para empoderar e promover a cidadania.

“A favela tem que participar, ser integrada, participando da gestão dos recursos e da decisão do orçamento”, insistiu.

Em seguida, é feito um trabalho de trilhas individuais e personalizadas para superação da pobreza de cada família, para que em um ano elas consigam ter emancipação social.

“É importante deixar claro que o contrário de pobreza não é riqueza, é dignidade”, afirmou.

Empreendedorismo e propósito

Em um mercado saturado, Lyra destaca que o verdadeiro diferencial é a autenticidade. “Uma coisa que o dinheiro das empresas não pode comprar: engajamento”, afirmou. Para ele, o desafio não é apenas construir um negócio bem-sucedido, mas construir um que gere impacto real e transformador.

“Empresas com propósito social tendem a cultivar lealdade e confiança”, porque, como ele explicou, os clientes se conectam não apenas com o produto ou serviço, mas com a missão.

Conheça o Mundo do CX

Lyra, com sua abordagem única, inspira e desafia. Ele argumenta que é necessário “teimar diante dos nãos”, pois a inovação nem sempre é facilmente aceita.

“Vivemos numa grande encruzilhada, ambiental e social, que pode levar ao colapso. Quanto mais demorarmos a resolver os problemas, mais chegamos perto do ponto de não-retorno”. Por isso, ele defende que todos precisam ser parte dessa solução, e estimular o empreendedorismo, a dignidade, para uma transformação social que realmente diminua as desigualdades – não só porque é o certo a ser feito, mas porque a sociedade inteira se beneficia.

“Todos precisam ser parte dessa solução. Todo mundo quando voltar aos seus espaços de trabalho, precisam pensar em formas de atuar pela mudança, inserir o favelado, pensar como a tecnologia pode contribuir para a reduzir a desigualdade, o desenvolvimento social ou humano. A única forma de sobrevivência nesse país é através da colaboração. O único jeito de chegar lá é inovar, recriar. É preciso ser ousado”, provoca Lyra.



+ NOTÍCIAS
O CRM deve estar na mesa de decisões

Vai Tourinho: “o foco na excelência é matar um leão por dia, senão ele te mata”

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]