Pesquisar
Close this search box.
/
/
De que maneira a diversidade melhora a experiência do cliente?

De que maneira a diversidade melhora a experiência do cliente?

Pesquisas revelam que a cultura da diversidade permite que o público sinta-se representado pela marca e facilita relacionamento marca-consumidor

Não é novidade que o relacionamento entre consumidor e marca vem sofrendo grandes mudanças ao longo do tempo, principalmente com a pandemia, que acelerou o processo de digitalização das empresas, aumentou a concorrência e tornou o público-alvo ainda mais exigente e atento para todas as etapas da jornada de compra.

Além das questões atreladas a qualidade dos produtos e serviços, os clientes têm se atentado para outros parâmetros, que vão desde as ofertas e formas de pagamento em diferentes canais, até a busca por organizações que se adequam a agenda ESG, ligada a temáticas que apoiam causas como a sustentabilidade e a diversidade, por exemplo.

Leia Mais: O que diversidade tem a ver com inovação?

Diversidade a serviço da experiência do cliente é tema no Conarec

E é justamente sobre a diversidade no mundo corporativo que este artigo pretende discutir! Ancorado na pauta “Diversidade a serviço da experiência do cliente”, o Conarec 2022 convidou a diretora geral da VIF Consultoria em RH, Virginie Fernandez, para discorrer sobre a importância da representatividade nos ambientes organizacionais tanto para os colaboradores, quanto para os clientes da marca.

Por meio de um estudo apresentado pela Harvard Business Review de 2019, Virginie Fernandez iniciou seu discurso comentando sobre a importância da cultura da pluralidade para a promoção de um ambiente de trabalho e de consumo onde as pessoas sintam-se bem-vindas: “de forma mais tangível, essa cultura diversa e inclusiva se vale de 3 chaves principais: a consciência, a autenticidade e a responsabilização”, comenta a diretora da VIF Consultoria em RH.

“À consciência de reconhecer padrões e vieses, medos e tendências e práticas e comportamentos; a autenticidade de agir com intenção, de ser transparente com o cliente, de reconhecer quando erramos e de pedir feedbacks sobre os atendimentos; e a responsabilização de criar as condições onde todos se sintam seguros e valorizados”, salienta a profissional.

Assine nossa newsletter e fique atualizado sobre as principais notícias da experiência do cliente

Enraizado no ambiente corporativo, racismo explicita a falta de diversidade nas empresas varejistas

Para ilustrar a necessidade de diversificar o time de colaboradores e inserir a cultura da representatividade nas empresas, Virginie Fernandez trouxe à tona um estudo patrocinado pela rede mundial de cosméticos, Sephora, que entrevistou diversos clientes e funcionários de dezenas de lojas varejistas para compreender como estes se sentiam com relação ao viés racial.

“Assim, foi descoberto que 3 a cada 5 clientes haviam sofrido um tratamento discriminatório e 2 em 5 acreditaram que este comportamento havia sido baseado na raça. Ademais, 3 em 5 funcionários afirmaram ter presenciado racismo no local de trabalho”, pontua a diretora da VIF Consultoria em RH.

Os resultados, segundo a convidada pelo Conarec, indicam alguns pressupostos que devem ser considerados pelas empresas de pequeno, médio e grande porte: “em primeiro lugar, é preciso entender que a falta de diversidade racial nas organizações criaram comportamentos de exclusão dos consumidores de minoria antes mesmo de entrarem na loja. Por isso, é imprescindível que todas as minorias sejam representadas para que todos os públicos se sintam bem-vindos”, afirma.

Leia Mais: Diversidade faz bem para o negócio e para a sociedade

Feedbacks devem fazer parte das rotinas empresariais

“Em segundo lugar, o estudo constatou que os consumidores desenvolveram mecanismos de adaptação para não enfrentarem momentos desagradáveis, como fazer compras online, tirar as mãos do bolso por acharem que teriam comportamento menos suspeitos e se vestir muito bem para mostrar posição social.

Para além, foi observado que a maioria dos consumidores pertencentes a minorias raciais não expressam suas experiências negativas sobre as compras, o que acaba indicando a importância de pedir feedbacks de maneira sistemática e contínua para compreender como vem ocorrendo o atendimento ao cliente”, continua Virginie Fernandez.

Além da consulta feita com os clientes, a palestrante ressalta alguns dos princípios básicos sobre a experiência do cliente que foram traçados por este estudo e podem ser aplicados por empresas de diferentes segmentos: “antes de mais nada, conheça a fundo seu público e passe a promover uma cultura organizacional com foco no cliente.

Durante este processo, lembre-se de escutar o que o cliente tem a dizer e de humanizar o atendimento, facilitando e agilizando a comunicação. Ademais, invista nos colaboradores, treinando-os para promover pluralidade e não se esqueça de medir os resultados depois da execução dessas etapas”, aponta a especialista.

Conheça o Mundo do CX

“As ações com propósito são cruciais para que os compromissos das empresas de varejo se transformem em ações concretas. Assim, o tema da experiência do cliente está totalmente vinculado ao fato de que ele se sinta bem recebido, escutado e aceito na sua totalidade e nas suas diferenças”, finaliza Virginie Fernandez.

Vale lembrar que o Conarec, que promoveu o diálogo com a diretora geral da VIF Consultoria em RH, é o maior evento da América Latina direcionado para o relacionamento entre marca e cliente. Esta edição tem como tema “CX Made in Brazil: mais Conectado, mais Inteligente e mais Humano” com transmissão online.


+ Notícias

Ouvir, analisar e reagir: hiperpersonalização leva a sucesso dos negócios

Insatisfeita, Geração Z quer mudar cultura corporativa por dentro

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]