Pesquisar
Close this search box.
/
/
Digitalizar para otimizar: uma receita para maximizar recursos e resultados

Digitalizar para otimizar: uma receita para maximizar recursos e resultados

Tecnologia bem empregada ajuda no aumento de atendimentos ao cliente sem alterar custos ou número de pessoas

Anos de pandemia, guerra na Ucrânia e crises de abastecimento obrigam o mercado a agir com cautela. No Brasil, as já constantes variações nas previsões do PIB e da inflação somam-se a expectativa em relação a um novo governo. O mais recente Boletim Focus, divulgado pelo Banco Central na segunda-feira (28/11), elevou a projeção do IPCA de 2022 para 5,91% e manteve o de 2023 em 5,02%. Já para o PIB, a estimativa é de alta de 2,81% este ano e 0,70% em 2023.

Diante desse cenário, a opção tem sido digitalizar para otimizar processos e investimentos, maximizando recursos e resultados. Mas isso não significa apenas implementar tecnologias. Sem um bom planejamento e critérios bem definidos, a estratégia da digitalização pode ter efeitos contrários aos desejados.

Quando se trata do atendimento ao cliente, por exemplo, a automação por si só, sem o entendimento do consumidor, desenho de jornadas e melhora constante nos processos, influencia negativamente na qualidade do serviço e, consequentemente, na experiência do cliente. Resultado: a maximização de recursos e resultados não é alcançada.

“Por trás de um robô eficiente deve existir um humano dotado de empatia, que seja competente em atendimento e comprometido com a melhor experiência para o usuário. Sem qualidades como essas, um robô até pode ser criado, mas provavelmente não será eficiente e eficaz no seu propósito. Penso nos robôs como uma possibilidade de multiplicar as características dos humanos que fazem muito bem o seu papel”, afirma Jansen Alencar, CEO do Grupo Services by Webhelp.

Dessa forma, ao incluir robôs na jornada, a empresa deve se preocupar, em primeiro lugar, com fluidez e redução do esforço por parte do cliente. O Grupo Services, por exemplo, utiliza Inteligência Artificial e cognição de voz para entender o que os clientes dizem e demonstram, a fim de prestar um atendimento semelhante ao de um humano, com assertividade e rapidez. Isso evita más experiências, que levam ao abandono do autoatendimento devido à falta de eficiência.

“É uma tendência que, cada vez mais, a tecnologia absorva os atendimentos com excelente experiência para o consumidor. Temos cases de clientes que já têm 93% do atendimento automatizado com autosserviço, bots de texto, bots de voz ativos e receptivos. Com isso, restam apenas 7% dos contatos para os agentes, que ficam responsáveis por demandas mais complexas”, diz Jansen Alencar.

Tecnologia para auxiliar no dia a dia

Quando em contato com o atendente, o cliente espera rapidez e eficiência semelhantes às oferecidas pelos robôs. Por isso, além de treinados para resolver demandas complexas, os agentes passam a ser apoiados por tecnologias que fornecem as informações necessárias para gerar fluidez na interação.

A consequência de ferramentas que auxiliam na tomada de decisões é um atendimento mais rápido e qualificado que, consequentemente, melhora a produtividade do agente e a eficiência de toda a operação.

Jansen explica como isso funciona na prática: “há automações que auxiliam o agente a resolver demandas sem precisar pedir ‘um momento’ para o cliente a toda hora. Então, a tecnologia vem para agilizar o atendimento e simplificá-lo – uma interação muito importante entre digital e humano”.

Os novos modelos de atendimento

O principal objetivo de um atendimento digitalizado, então, é atender um volume maior de clientes, com mais qualidade e experiência ainda melhor, sem a necessidade de aumentar a equipe ou os custos.

Exemplo disso é uma operação do Grupo Services na Argentina, que substituiu o atendimento e a URA com voz por mensagens de texto, ou seja, bots e consultores digitais pelo WhatsApp. Como consequência dos fluxos mais ágeis e completos do autoatendimento, o volume de atendimentos praticamente dobrou e 82% dos clientes passaram a atribuir nota alta para a experiência.

“Com a tecnologia absorvendo parte desses atendimentos, o humano precisará ser cada vez mais sênior. Isso é muito bom para o mercado, que elevará a profissão de atendente a um consultor. Assim, as estruturas imensas que os contact centers têm hoje, além da dependência do presencial, serão reduzidas. É uma revolução do call center, que se torna quase um trabalho de back office”, afirma Jansen.


+ Notícias 

Marketing de influência e Copa: qual a melhor jogada? 

O respeito ao cliente na ótica da vida digital 

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 285

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
Rhauan Porfirio | Nathalia Parra


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Angela Souto
[email protected] 

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
Nathalia Parra | Zootz Comunicação

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 285

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
Rhauan Porfirio | Nathalia Parra


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Angela Souto
[email protected] 

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
Nathalia Parra | Zootz Comunicação

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]