Pesquisar
Close this search box.
/
/
De volta aos anos dourados

De volta aos anos dourados

Em Paris, livraria convida clientes a um retorno ao passado e a curtir lentamente o tempo

De frente para o Sena, com vista para a Catedral de Notre Dame, fica um local que, de tão old school, se torna único. A livraria Shakespeare & Company é um clássico em uma cidade repleta de atrações imperdíveis. Para quem é apaixonado por livros, é parada obrigatória.

Localizado em uma pequena praça, o edifício antigo seria mais um em uma cidade milenar. A fachada sugere qualquer coisa, menos uma experiência incrível. Mas, voilà, estamos em Paris, onde tudo é mágico.

A capital francesa é conhecida mundialmente por sua pouca paciência com o idioma inglês, o que torna ainda mais surpreendente o acervo da livraria, composto exclusivamente por títulos neste idioma. Ao entrar na loja, claro, o Jornalista é recebido com um “hello”, em vez de um “bonsoir”. Os móveis são antigos e seu estado de conservação mostra que eles estão longe de serem tratados como peças de museu. A sinalização da loja é simples: aqui e ali, pedaços de papel grudados com durex aos móveis indicam os temas das obras. E o mix é bem sortido: literatura inglesa e estrangeira, ficção científica, biografias, artes… As estantes estão repletas de livros e o local parece muito mais a casa de alguém obcecado por leitura do que uma loja moderna.

Em cada cômodo, a cada passo, uma surpresa diferente. Ao mesmo tempo em que a série de aventuras do agente Jack Reacher (recentemente interpretado no cinema por Tom Cruise) se faz presente, James Joyce encontra bastante espaço. Um cartaz indica que há livros infantis no andar de cima e, quase no mesmo momento, surge o som de um jazz muito bem tocado no piano. Ou será que a música estava lá o tempo todo e somente agora é que a ouvimos?

Escada acima, a parede de pedras é parcialmente coberta por gravuras de escritores como Ernest Hemingway, Emile Zola, Gertrude Stein e Ezra Pound, habituées da loja original, aberta em 1919. O local atual é, na verdade, a terceira geração da Shakespeare, aberta em 1951 por George Whitman como Le Mistral e rebatizada em 1964 para homenagear o espaço original. Os degraus da escada rangem enquanto o Jornalista sobe lentamente, lendo os cartões que oferecem aulas de inglês. Nada mais apropriado.

O piso superior abriga uma pequena sala com livros infantis espalhados sobre um sofá. Em frente, o espaço se desdobra, revelando uma sala de leitura exclusiva para outros livros que estão naquele lugar. Nada de levar para cima os livros do andar de baixo, por favor. Um enorme gato branco passa, preguiçosamente, sem pressa alguma. Afinal, ele está em sua casa. Como deveríamos nos sentir.

Em outra sala, encontramos algumas pessoas estiradas sobre os dois sofás, ouvindo um talentoso pianista que, disfarçado de mendigo, brinda o pequeno público com minutos de boa música. Que poderão ser horas, se der vontade. A única limitação é o horário de funcionamento da loja. Fora isso, entre e fique à vontade.

O tempo passa. Quanto tempo o Jornalista não sabe. Alguns minutos? Algumas horas? Mas aquela bagunça de livros espalhados nas estantes, móveis muito velhos e um ambiente que parece saído do filme “Meia Noite em Paris” ficará por muito mais tempo na memória.

Como conceito de varejo, a Shakespeare & Company mostra que em um mundo digital, extremamente conectado e acelerado, existe espaço para navegar no sentido oposto. Ainda que seja para ser o último dos moicanos, o derradeiro vendedor de máquinas de escrever ou a única livraria de Paris onde não se fala francês.

Leia mais:
O que Paris ensina ao varejo?

Um conto de Nova York

Que a força esteja com o varejo

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]