Pesquisar
Close this search box.
/
/
CX de excelência envolve mais tecnologia e inteligência artificial, diz CEO da Mutant

CX de excelência envolve mais tecnologia e inteligência artificial, diz CEO da Mutant

Carla Melhado, CEO da Mutant, destaca como as novas tecnologias estão impulsionando um CX de excelência hoje - mas não é só isso. Entenda.

Vivemos avanços tecnológicos significativos em Customer Experience (CX) nos últimos anos. E mesmo com todo esse progresso, consumidores ainda encontram uma grande dificuldade em realizar uma jornada verdadeiramente integrada, ágil e resolutiva com grandes empresas do mercado brasileiro.

Mas qual seriam os obstáculos? O que impede que empresas passem a ser mais eficientes na construção de uma experiência excelente com seus clientes? Para a CEO da Mutant, Carla Melhado, isso pode ser atribuído a diversos fatores. Os principais são: falta de investimento adequado em tecnologia; integração efetiva de canais e uma gestão da experiência descentralizada.

“Ainda hoje convivemos com a falta de investimentos adequados em tecnologia para CX. Muitas empresas oferecem diversos canais de atendimento, mas, na maioria das vezes, eles não são integrados de forma eficaz. O cross dessas interações é o ponto crucial para tornar a jornada ágil e resolutiva. Isso somado a uma gestão descentralizada, que ocorre na maioria das empresas, onde cada área cuida de uma etapa e nem sempre conversa com a outra, torna essa experiência do cliente ruim”, explica Carla.

Conheça o Mundo do CX

Tecnologia e Inteligência Artificial para transpor as barreiras

Diante desse desafio, Carla ressalta que a Mutant oferece soluções ideias para superar tudo isso. Usando tecnologia e inteligência artificial para transpor as barreiras existentes em CX, a Mutant também entrega o processamento de todas essas interações, que geram insights de melhoria para a jornada do cliente com uma empresa.

Poderíamos então supor que os investimentos em CX seriam um dos impositivos para avançarmos em uma jornada mais fluída entre consumidores e empresas? Segundo Carla, o “caro” ou “barato” em CX é muito relativo. “Esse custo deve ser encarado como investimento, que trará excelentes resultados qualitativos e quantitativos ao longo do tempo. As empresas que enxergam essa evolução como algo conectado à estratégia saem na frente”, avalia.

Para Carla, hoje em dia, o consumidor está cada vez mais exigente e busca por soluções que atendam suas necessidades de forma eficiente e personalizada, e as novas tecnologias podem auxiliar empresas nessa entrega. “A prática de um CX de excelência, cada dia mais envolve tecnologia e inteligência artificial”, frisa a CEO da Mutant.

“É um desafio contínuo elevar a experiência do consumidor a um novo patamar, e isso implica em estar sempre à frente das tendências e necessidades do mercado” 

Rápida adaptação às demandas é fundamental em CX

Nesse contexto, a Mutant tem conquistado resultados exponenciais, diz Carla. “Nosso modelo de negócio é focado no atingimento das metas dos nossos clientes, isso é um grande diferencial – é o impacto direto no resultado. Ou seja, além de entregar uma jornada de atendimento eficaz, visando uma experiência positiva do consumidor, entregamos resultados em retenção, fidelização, negociações, aumento das vendas e receita para as empresas”, destaca a executiva.

Nesse caminho, perguntamos a Carla como tem sido trabalhar inovação no Brasil para o mercado de atendimento ao cliente. Segundo ela, “é um desafio e um aprendizado constante”. “A inovação faz parte do nosso DNA e com o avanço da Inteligência Artificial, essa transformação nunca terá um fim. É um desafio contínuo elevar a experiência do consumidor a um novo patamar, e isso implica em estar sempre à frente das tendências e necessidades do mercado. A Mutant sempre se destacou pela rápida adaptação às demandas e na oferta de soluções personalizadas”, pontua Carla.

De fato, ao longo dos anos, pudemos observar vários temas como grandes promessas para a melhoria do atendimento ao cliente, a própria ominicanalidade e as tecnologias imersivas como o Metaverso, por exemplo. Recentemente, as Inteligências Artificias generativas ganharam os holofotes e estão gerando grande interesse do mercado de CX.

Leia mais:
Como missão, visão e valores impactam a experiência do cliente

IA tem uma capacidade infinita de gerar respostas

Mas, seria essa tecnologia a solução que realmente trará resultados significativos e amplos para a experiência do cliente? Para Carla, a utilização de IAs generativas no atendimento ao cliente é “extremamente promissor”. “Isso permite uma interação mais personalizada e intuitiva, ao mesmo tempo em que agiliza e automatiza processos”, frisa.

“Os resultados tendem a ser mais cada vez mais amplos e significativos. As marcas precisam conhecer seus consumidores e a IA tem uma capacidade infinita de gerar respostas, coletar dados em larga escala e assim gerar insights, que irão auxiliar no desenvolvimento novos canais e jornadas trazendo sólidos resultados. É um ciclo que se retroalimenta”, avalia a executiva. Para Carla, a ominicanalidade, por exemplo, permite que os consumidores interajam com as empresas por meio de diferentes canais, no entanto, é a evolução das IAs generativas que poderão impulsionar esse ecossistema tecnológico em CX.

 

Em CX, tecnologia não é nada se não houver empatia

Por fim, diante dessas características e do crescimento exponencial de novas tecnologias para CX, Carla ressalta que a tecnologia seguirá sendo uma grande aliada nesse processo de melhorias da experiência do cliente com uma marca, entretanto, será o olhar para o comportamento do consumidor que trará o sucesso para a sinergia dessas aplicações em CX. “Tão importante quanto incorporar novas tecnologias está o olhar para o consumidor, colocando-o como ponto central. Os esforços devem se concentrar em conhecer seus consumidores para desenhar uma jornada cada vez mais personalizada”, diz Carla.

Para a CEO da Mutant, mais do que nunca, a conexão entre clientes e marcas demanda não só tecnologia, mas também empatia. “O que não cabe mais – e deve ser abandonado – é a visão de que as empresas não são aliadas do consumidor na resolução dos seus problemas e de tudo aquilo que dificulta a sua jornada em qualquer que seja a etapa dessa experiência”, conclui Carla Melhado.



+ NOTÍCIAS
Seis tendências em experiência do cliente no varejo para 2023
Inteligência Artificial: entenda o uso da ferramenta no varejo

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]