Pesquisar
Close this search box.
/
/
Customer Centric em empresas do segmento de educação superior

Customer Centric em empresas do segmento de educação superior

Pandemia de Covid-19 colocou o conceito à prova

O relacionamento com o consumidor sempre foi uma grande preocupação de companhias de todos os setores, mas atualmente essa relação vai além de bom atendimento no site ou por telefone: é necessário colocar o cliente no centro do negócio (customer centric). Porém, como trazer esse conceito para empresas da educação superior? Como é possível melhorar a experiência do estudante brasileiro?

Quando se pensa no ensino superior, compreende-se que é preciso que todos os setores da faculdade – do atendimento presencial ao digital, do financeiro ao administrativo – estejam integrados, implementando um forte processo de transformação digital dentro das instituições.

Dentro desse cenário, a Kroton, vertical B2C da Cogna Educação, criou a Vice-Presidência de Experiência do Aluno em que todas as áreas de serviços da companhia foram unificadas, desde 2020, para que os estudantes vivenciem a melhor experiência acadêmica possível, unindo os serviços de secretaria, marketing de relacionamento, cobrança, pesquisa e insights.

Rodrigo Cavalcanti, sócio e vice-presidente de experiência do aluno da companhia, coloca que com o mercado cada vez mais competitivo, é preciso buscar por novas soluções para garantir a satisfação do cliente.

“Hoje, colocar o consumidor em primeiro lugar não faz parte apenas das boas práticas do mercado, mas é uma condição necessária para uma empresa. Antigamente, eram os negócios que determinavam as tendências em via de mão única e ditavam o comportamento de compra dos usuários. Isso mudou: são os desejos e necessidades dos clientes que afetam de forma positiva ou negativa as estratégias de uma marca, e o grande diferencial é a experiência do cliente”, afirma.

No setor educacional não é diferente e o aluno é o cliente. “Criamos uma nova cultura e uma mentalidade ainda mais digital. Em 2020, dentro do nosso processo de transformação digital e com os desafios impostos pela pandemia de covid-19, mudamos o nosso posicionamento com intuito de oferecer aos nossos mais de 1 milhão de alunos matriculados no ensino superior a melhor experiência”, explica.

“Portanto, para além da nossa eficiência operacional, era necessário instaurar uma visão de customer experience e customer centric”, acrescenta Rodrigo Cavalcanti.

Assine a nossa newsletter e fique atualizado sobre as principais notícias da experiência do cliente

Ser customer centric passa a ser necessidade

A Kroton trabalha para oferecer a melhor experiência, do calouro ao egresso, em cada etapa da sua jornada. E durante a transformação digital da companhia, uma das principais mudanças foi adoção de um modelo de trabalho ágil com integração completa entre negócios, tecnologia e o conceito de customer centric.

Isso permitiu ganhar velocidade na solução dos problemas, podendo testar e corrigir problemas com rapidez, sem medo de errar. E esse processo foi fundamental para se aproximar dos alunos, para mapear suas dores e propor soluções assertivas que funcionem.

“Com a metodologia do SAFE, conseguimos ter essa visualização do que podemos melhorar e priorizar os processos. Criamos uma área de consumer insights, que avalia a experiência do nosso aluno, medindo não apenas a satisfação, mas o nosso ecossistema como um todo, buscando entender os pontos de insatisfação de cada estudante para saber o que precisamos melhorar”, revela o executivo.

Além disso, há o programa Aluno Oculto, em que os estudantes podem dividir suas percepções com entrevistas mais aprofundadas e detalhadas, sem se identificar. Assim, eles se sentem acolhidos e à vontade para expor suas opiniões mais abertamente.

“No final das contas, colocar o aluno no centro significa oferecer a melhor experiência educacional em todas as etapas desse processo: da matrícula ao diploma. Para isso, criamos um ambicioso programa de transformação tecnológica de todo o conjunto de aplicações sistemas da empresa, chamado Programa Transformação Kroton”, completa Rodrigo Cavalcanti.

Essa iniciativa reúne cinco grandes projetos: Digital Finance, responsável por operar toda experiência financeira do aluno; o Athenas, que tem como core a Operação SRM – Student Relationship Management , para oferecer a jornada mais digital da gestão acadêmica do aluno – secretária e relacionamento; Sophia, o aplicativo acadêmico dos alunos; Delfos, tornando o processo de captação mais digital e baseado em dados e, por fim, o Backbone, que amarra tudo isso e registra em tempo real todas as transações, retroalimentando os fronts.

Em suma, diferente do que muitas empresas fazem, a Kroton optou por mudar o sistema core no back end e não apenas os fronts – revistando todos os processos à luz da tecnologia que está disponível.

“Estamos integrando as plataformas ao mesmo tempo em que se instaura uma mudança cultural. A pandemia evidenciou a necessidade da aceleração da digitalização dos serviços: durante o período de isolamento social, o aluno já vivenciava sua experiência acadêmica de forma remota, mas era necessário que o serviço de atendimento ao aluno fosse repensado”, salienta.

Por isso, uma das iniciativas foi criar serviços de atendimento ao cliente diferenciados, como o teleatendimento, atendimento a distância e, principalmente, autoatendimento. Uma mudança mais profunda, considerando que o serviço de secretaria sempre foi presencial (no balcão), dada a complexidade de capturar as informações e documentos do aluno, e a inexistência de benchmark no mercado educacional.

Devido ao know-how de transformação digital, a empresa consegue realizar as primeiras entregas em apenas três meses. E hoje, por exemplo, os serviços de teleatendimento e atendimento a distância respondem por mais de 60% das solicitações dos estudantes, aliado à crescente das soluções em primeira chamada, que supera 70% atualmente.

“Com essa experiência, o teleatendimento é capaz de atender até mais de 90% das demandas dos estudantes em até 20 segundos. O aluno consegue resolver logo na primeira chamada o seu problema, evitando o deslocamento na unidade. Além disso, registramos um crescimento de mais de 100% no nosso NPS de atendimento”, finaliza o profissional.

Assine a nossa newsletter e fique atualizado sobre as principais notícias da experiência do cliente


+ Notícias

Da plantação do café ao PDV: como o cuidado com a experiência pode encantar o cliente

Como a Pernambucanas revolucionou a segurança digital com biometria facial 

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]