Pesquisar
Close this search box.
/
/
É o fim dos cookies. O que promete entrar no lugar deles?

É o fim dos cookies. O que promete entrar no lugar deles?

Debate explora a importância de pensar alternativas aos third-base cookies que estejam alinhadas com a legislação da LGPD

No mundo moderno, as empresas têm uma certeza: já não é mais possível fazer negócios totalmente físicos. A digitalização ganha cada vez mais espaço na vida do consumidor e a forma como ele consome, hoje, é cada vez mais voltada para o online. E quando o assunto é vender e, sobretudo, anunciar na internet, usar cookies e os dados do cliente, há uma grande pedra no meio do caminho: a proteção dos dados do usuário.

Após intenso debate, uma série de soluções foram encontradas para garantir a proteção dos usuários no e-commerce e nos sites institucionais em geral. Uma delas foi a necessidade de consentimento dos cookies, o que os levou a um novo momento online e, ao que tudo indica, caminha para a extinção desse recurso. Mas qual é a melhor solução para substituí-lo?

Diante das exigências da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), a LiveRamp criou uma série de possíveis estratégias para prosperar em um novo ecossistema de confiança e encontrar uma alternativa aos cookies. Para debater o assunto, chamou Tatiana Mazza, CDO do Carrefour Links, André Izay, sócio-fundador do Mentawai e ex-CEO do Yahoo, Flávia Rebello, advogada e IP na Trench Rossi Watanabe e Sabrina Balhes, presidente do comitê de mensuração do IAB Country Leader da Nielsen Brasil.

Assine a nossa newsletter e fique atualizado sobre as principais notícias da experiência do cliente 

A transparência para o anunciante e para o consumidor

Acredite se quiser, mas aceitar ou não os cookies já não é exatamente uma questão. Os third-party cookies estão desaparecendo dos navegadores, e depressa. Para se ter ideia, o próprio Google Chrome anunciou que encerraria o suporte para esses cookies em 2023 e não foi o único. A tendência é que eles deixem de existir em breve, mas as novas alternativas terão de possuir um forte alinhamento com as demandas da LGPD.

64% da participação internacional dos third-party cookies está no Chrome. O Firefox iniciou o bloqueio deles em setembro de 2019 e o Safari também lançou a Intelligent Tracking Prevention (ITP) em setembro de 2017 para lidar melhor com esses recursos.

E embora esses três navegadores tenham anunciado que não se conectarão mais com os cookies, 38% dos publishers ainda não tem uma solução de identidade que funcionará na era pós-cookies, conforme aponta estudo da Digiday em 2020.

Todos esses dados, de uma forma ou de outra, esbarram na experiência do consumidor. Afinal, ele é o principal fornecedor das informações. e tudo isso se conecta na nova realidade virtual que terá outras soluções para armazenamento de dados.

“O caminho que vemos é que vai acontecer uma troca de valor entre as marcas e o consumidor. Vai ser mais voltada para a experiência do serviço, e isso está dentro dos publishers, o que está dentro da lei ou não. Tem uma parte por trás de tudo isso, muito grandiosa, que é a questão ética, de transparência. Isso é importante de forma geral, não é porque a legislação demanda isso, que isso se define só em cumprir a lei”, explica André Izay.

Leia mais: A relação do uso de cookies com a LGPD

E é esse movimento em questão que foi muito analisado pelas varejistas. Tatiana Mazza, do Carrefour, destaca a produção da experiência por meio dos dados e a importância de ter conhecimento das novas tecnologias para fornecer a ele uma direção transparente e vantajosa a ambas as partes.

“Como varejista, a gente está pensando realmente na estratégia, de longo prazo, olhando para frente e entendendo inclusive como podemos entrar nesse mercado, não só como anunciantes, mas também provendo serviço. O varejo alimentar é riquíssimo, uma frequência de visita é muito relevante. Conhecemos o nosso cliente por meio desses dados”, argumenta Mazza.

A legislação em torno dos cookies e alternativas

A LGPD, como já se sabe, pretende regulamentar justamente a captura de dados que pode ser feita por meio dos cookies. É por isso que há outras maneiras de seguir curso obtendo apenas as informações necessárias. Assim, como usar alguma ferramenta com o mesmo objetivo dos cookies e, ainda mais importante, que obedeça a LGPD? Para Flávia Rebelho, o caminho é entender que há outras bases legais que vão além do consentimento.

“Temos condições de bases legais com uso de dados pessoais para fins de advertising em relação a cookies, em relação a profile, targeting. Tem algumas bases legais para isso em específico e uma delas é o consentimento, mas existem outras bases”, inicia a advogada. “O mais importante do ponto de vista da legislação é que a LGPD não tem proibições ou obrigações específicas em relação a isso e cobra das empresas muito mais uma consistência. Não adianta nada você colocar um cookie bar, achando que você está pedindo um consentimento porque tem um “ok”, quando na verdade está tudo recém-habilitado, e se a pessoa não clica no “ok”, não muda nada. Isso não atende a LGPD”, finaliza ela.

Leia mais: Os impactos da LGPD no e-commerce

Vale destacar que os publishers e empresas em geral ainda buscam alternativas e, segundo dados apurados pela Nielsen Brasil, o cenário ainda é nebuloso. “Nós fazemos várias pesquisas, analisamos muito o comportamento de fora. O que eu vejo é que as empresas ainda têm muitas dúvidas em relação aos aspectos legais, de proteção do usuário, e aos aspectos sobre como a empresa funciona com a parte técnica do que você também entende como privacidade, como essa parte funciona”, conclui Sabrina Balhes.


+ Notícias

Por que uma empresa de e-mail criptografado poderá ser a antítese do Google?

Dados: a nova essência das relações de consumo? 

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 284

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
YUCA | Estúdio Criativo

ILUSTRAÇÃO:
Midjorney


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

Fabiana Hanna
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
YUCA | Estúdio Criativo

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Líder de Marketing Integrado 
Suemary Fernandes 
[email protected]

Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 284

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
YUCA | Estúdio Criativo

ILUSTRAÇÃO:
Midjorney


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

Fabiana Hanna
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
YUCA | Estúdio Criativo

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Líder de Marketing Integrado 
Suemary Fernandes 
[email protected]

Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]