Pesquisar
Close this search box.
/
/
Até que ponto o consumidor está mais consciente?

Até que ponto o consumidor está mais consciente?

Estudo do Procon-SP destaca que 48% consumidores não escolhem produtos e serviços com base nas práticas sociais e ambientais do fabricante.

Um consumidor consciente tem que repensar seus hábitos de consumo para promover um estilo de vida mais equilibrado e sustentável. Em suma, consumir conscientemente envolve levar em consideração, na hora de comprar um produto ou adquirir um serviço, o impacto de nossas escolhas no meio ambiente, economia e sociedade.

Para fazer escolhas responsáveis, é essencial se informar e priorizar produtos duráveis e éticos, produzidos de forma sustentável. Praticar o consumo consciente contribui para a preservação dos recursos naturais e a redução do desperdício, incentivando a reflexão sobre a real necessidade dos itens adquiridos e a busca por alternativas mais sustentáveis.

Fato é que o aumento do consumo desenfreado tem gerado sérias consequências para o meio ambiente, contribuindo para desastres naturais e devastação de ecossistemas sensíveis. Um exemplo disso está na enchente do Rio Grande do Sul, que afetou 2,3 milhões de pessoas.

Consumidor x Crise climática

Um estudo científico publicado recentemente mostra que a interferência humana no clima, juntamente com a carência de infraestrutura, dobrou as chances e elevou a intensidade da tragédia acontecer em uma margem de 6% a 9%.

Atualmente, a temperatura do planeta está 1,1ºC mais elevada do que na era pré-industrial. Essa diferença pode parecer insignificante, mas equivale a Terra absorver a cada segundo uma quantidade de calor e energia equivalente a quatro bombas de Hiroshima. Fato é que essa potente quantidade de calor e energia pode desencadear fenômenos naturais significativos e afetar a biodiversidade do nosso planeta. O aumento da temperatura global é consequência direta das emissões de gases de efeito estufa (GEE).

Consumo: causa do aquecimento

Estudos da World Wide Fund for Nature (WWF) apontam que os seres humanos são a principal causa da crise climática. Em outras palavras, 90% do aumento da temperatura observado entre 1951 e 2010 é atribuído às ações humanas. Estas ações incluem a queima de combustíveis fósseis para a geração de energia, atividades industriais e de transporte, mudanças no uso do solo e práticas agropecuárias, entre outras fontes.

Então, a pergunta é: se somos parte do problema, como consumidores, até que ponto estamos preocupados em ser a solução? Em outras palavras, como está a nossa consciência com o que consumimos, vez que tudo requer recursos naturais para a produção?

Um estudo realizado pelo Procon-SP tem a resposta. O levantamento foi realizado com 1.560 consumidores que acessaram o site oficial da fundação em defesa do consumidor entre os dias 15 de abril e 7 de maio.

Diante dos recentes eventos climáticos no Rio Grande do Sul, a relevância do tema cresceu, ressaltando a importância de considerar o consumidor e suas práticas de consumo em todas as iniciativas de conscientização.

O levantamento abordou 19 perguntas sobre temas como destinação de resíduos domésticos, reciclagem, uso consciente de água e energia elétrica, além de responsabilidade social.

Os principais resultados são da “Pesquisa Comportamental: Hábitos de Consumo e Meio Ambiente” são:

Uso consciente de água e energia elétrica

A maioria dos consumidores (80%) afirmou que nunca deixa a torneira aberta ao escovar os dentes; 66% mencionaram que nunca deixam luzes acesas em ambientes desocupados; 84% utilizam lâmpadas LED para economizar energia e 59% costumam acumular roupas para passá-las de uma só vez.

Quanto ao tempo de banho, 51% admitiram que por vezes excedem os 10 minutos. Sobre reutilização da água da máquina de lavar, 36% afirmaram fazê-lo sempre e somente 28% nunca o fazem.

Destinação de resíduos

Dos entrevistados, 94% disseram se preocupar em descartar lixo adequadamente quando vão à praia, enquanto 57% sempre separam resíduos recicláveis em casa.

Apenas 25% costumam verificar se a embalagem é reciclável ao comprar um produto. Apenas 28% reutilizam essas embalagens, evidenciando a necessidade de mais atenção nesse aspecto.

Quanto ao retorno de baterias usadas, 41% nunca o fazem e 30% o fazem às vezes. A coleta seletiva está presente em 59% das ruas/bairros dos entrevistados, porém 32% afirmaram não ter essa opção, dificultando políticas de reciclagem.

Responsabilidade nas decisões de consumo

Quando escolhem produtos, 48% dos consumidores nem sempre consideram as práticas ambientais e sociais do fabricante; 22% nunca consideram e 30% sempre estão atentos a esses aspectos.

Conclusões

Os consumidores demonstram consciência sobre o uso consciente de água e energia, porém é desafiador definir o limite entre a racionalização por motivos financeiros, ambientais ou ambos.

A falta de coleta seletiva impacta o descarte adequado de resíduos recicláveis. Apesar da corresponsabilidade na destinação sustentável, os consumidores ainda enfrentam desafios na devolução de certos resíduos.

É fundamental desenvolver tecnologias viáveis para o reaproveitamento de resíduos, além de promover maior conscientização entre todos os envolvidos no processo. Por fim, os pesquisadores da Escola de Proteção e Defesa do Consumidor do Procon-SP destacaram que é indiscutível o empenho de algumas organizações do governo e da iniciativa privada nas questões socioambientais. “Mas muito ainda há por fazer para que se alcancem resultados efetivos”.

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 285

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
Rhauan Porfirio | Nathalia Parra


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Angela Souto
[email protected] 

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
Nathalia Parra | Zootz Comunicação

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 285

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
Rhauan Porfirio | Nathalia Parra


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Angela Souto
[email protected] 

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
Nathalia Parra | Zootz Comunicação

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]