Pesquisar
Close this search box.
/
/
Porque conhecer seu cliente é fundamental para o seu negócio

Porque conhecer seu cliente é fundamental para o seu negócio

Especialistas listam estratégias essenciais para o desenvolvimento de serviços que melhoram o CX e impulsionam o crescimento da empresa

Em um mercado cada vez mais competitivo, conhecer o cliente a fundo pode ser um fator determinante para o sucesso de qualquer negócio. Isso vai além de uma análise de dados demográficos básicos, mas também envolve compreender profundamente quem são seus clientes, quais suas necessidades, desejos e dores. Ao conhecer seus clientes em um nível mais íntimo, você pode personalizar a experiência para atender às suas expectativas e construir uma comunidade fidelizada.

Além disso, ao entender toda a jornada do cliente, desde o primeiro contato com a marca até o processo pós-venda, é possível identificar oportunidades de melhoria em cada etapa do processo. Saber quem são seus clientes também permite a criação de campanhas direcionadas, maximizando assim o retorno sobre o investimento em marketing. A seguir, entenda porque você não deve subestimar a importância de conhecer seus clientes.

Estratégias devem estar alinhadas com as
expectativas do cliente

Quando falamos em experiência do cliente, conhecer de forma aprofundada suas necessidades, expectativas e dores é fundamental para traçar estratégias que vão de encontro ao que ele espera.

“Esse é o ponto de partida, pois é com base nesse conhecimento que todas as ações da marca devem ser estruturadas. Caso contrário, a empresa estará gastando energia e recursos em medidas que não são relevantes para sua necessidade ou que não endereçam suas dores mais latentes”, indica Tatiana Rhinow, Sócia-diretora de Experiência ao Aluno da Cogna.

Contudo, nem sempre o cliente está disposto a oferecer informações sobre si, seus desejos e necessidades. Por isso, Tatiana Rhinow acredita que uma das maneiras mais eficazes de conhecer os consumidores é por meio de pesquisas e entrevistas diretas: “Aqui na Cogna, proporcionar uma experiência incrível para os alunos é uma de nossas prioridades estratégicas e, entre os comportamentos valorizados e recomendados, está ouvir o estudante. Podemos fazer isso de diversas formas, por meio de pesquisas, do monitoramento das redes sociais, e canais de atendimento, no dia a dia das áreas e colaboradores que possuem contato direto com os estudantes, nas visitas que realizamos de forma regular nas nossas unidades”, afirma.

Para a Sócia-diretora de Experiência ao Aluno da Cogna é importante ouvi-los de forma genuína, entender suas necessidades e dores de maneira empática e estar aberto para escutar o que, muitas vezes, não se quer ou gostaria. “O exercício de saber ouvir não é simples, mas tomar consciência das dores e agir a partir delas é a chave do sucesso e de uma experiência incrível”, conclui.

Outra medida, ensinada por Amanda Ruzene, head de clientes da Movida, é analisar a causa raiz de cada dor, saber ouvir o cliente e colocá-lo no centro. “Assim, saberemos o que precisa ser corrigido para sermos mais eficazes e eficientes, para entregar a melhor qualidade na prestação dos serviços. Quando fazemos a voz do cliente permear entre todas as áreas da companhia, conseguimos definir melhor o caminho que temos que seguir como empresa e obter os melhores resultados”, esclarece.

Como incentivar os clientes a oferecerem feedbacks de
forma aberta e honesta

Tatiana Rhinow ressalta a importância da isenção na aplicação das pesquisas, que devem ser realizadas por uma área ou parceiro isento para que o cliente se sinta à vontade para responder. “Além disso, é essencial ter o processo de ‘close the loop’, dando ao cliente um feedback da empresa sobre a pesquisa para que ele entenda que está sendo de fato ouvido, que suas dores, sugestões e opiniões estão sendo endereçadas de alguma forma pela companhia. Isso faz com que ele se sinta cada vez mais engajado em contribuir e continuar dando seus feedbacks para a organização”, complementa.

Para Amanda Ruzene, as empresas precisam ser transparentes com os clientes desde o início em qualquer relação: “A transparência precisa fazer parte da cultura das companhias. Dessa forma, em todos os pontos de contato, o cliente sentirá segurança e confiança nas informações prestadas. Assim, ele irá contribuir de forma aberta e honesta em nossas pesquisas”.

Personalização e ferramentas de pesquisa auxiliam no conhecimento do consumidor

Ferramentas de análise de dados auxiliam no processo de extração de informações valiosas sobre o comportamento e as preferências dos clientes a partir do feedback oferecido por eles. Analise dados demográficos, históricos de compras, interações nas redes sociais e outras fontes relevantes.

“É preciso que a empresa se coloque no lugar dos clientes, mapeie suas necessidades e acompanhe a jornada, antecipando-se às suas necessidades e oferecendo soluções personalizadas. A comunicação também é fundamental para entender as necessidades dos clientes, pois, com isso, melhoramos nossos produtos e serviços em busca de uma melhor experiência”, completa Amanda Ruzene. A personalização também pode ser aplicada em comunicações pós-venda, como e-mails de acompanhamento e recomendações personalizadas, para manter um relacionamento contínuo e fortalecer a fidelidade do cliente.

Uma das principais técnicas de pesquisa e coleta de dados utilizada pela Movida é o mapeamento de oportunidades de melhoria e pontos fortes do atendimento: “Para isso, contamos com ferramentas e indicadores como o Contact Rate (CR), que envolve a soma de contatos, ligações e interações, o First Call Resolution (FCR), o Tempo Médio de Solução (TMS) e dados obtidos via Reclame Aqui, além de benchmarkings e das metodologias Voice of Consumer (VOC) e Net Promoter Score (NPS)”. Já a Cogna realiza estudos pontuais com os alunos, e mais de um milhão de respostas são analisadas pelo time de Customer Insights. Também são aplicadas Pesquisas de Satisfação (CSAT) nas principais etapas da jornada e touchpoints, NPS relacional e transacional, monitorados de forma contínua e estudos Ad Hoc por meio de metodologias qualitativas e quantitativas para aprofundar temas relevantes.

 

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]