Pesquisar
Close this search box.
/
/
Como remapear as cadeias de suprimentos no pós-pandemia

Como remapear as cadeias de suprimentos no pós-pandemia

É importante criar recursos localmente para estar mais perto dos clientes, aumentar a resiliência e a sustentabilidade

O isolamento social provocado pelo novo coronavírus provocou abrupta interrupção em várias redes de abastecimento que são um ativo estratégico essencial para vários setores da economia brasileira. Por outro lado, as mudanças que a covid-19 provocou no âmbito das cadeias de suprimentos estão trazendo de volta o foco em impulsionar a produção local de setores críticos e o desejo do consumidor de apoiar as empresas locais. Observa-se esse fenômeno tanto no comércio internacional quanto no interior de cada país.

De fato, a duração e a gravidade da crise têm afetado a extensão na qual as cadeias de suprimentos são interrompidas e por quanto tempo, incentivando as empresas a reconsiderarem onde as operações estão situadas nesse processo. Além disso, será agregada inteligência ao supply chain, pois as empresas não podem mais ser pegas desprevenidas, como ocorreu agora, quando um micro-organismo parou o mundo. A incorporação de tecnologias, automação robótica e a cibernética reduz o risco de interrupção e o custo da produção doméstica, permitindo, também, tomada de decisões em tempo real e potencializando a capacidade de resposta. Além disso, visando criar resiliência, é necessário examinar criticamente os processos e reestruturar fluxos e redes.

Os riscos e casos concretos de paralisação do fornecimento geraram um imediato questionamento sobre a dependência regional ou internacional, que vinha sendo a base lógica da globalização. Exemplo emblemático da pertinência dessa preocupação está no fato de 75% das empresas norte-americanas reportarem interrupções nas cadeias de suprimentos chinesas. O mais grave é que 44% delas não tinham qualquer plano alternativo para substituir o abastecimento. Fica claro que os produtos de consumo, alimentos, bens de capital e insumos precisam ir aonde está o consumidor, seja ele pessoa física ou jurídica.

O que fazer?

Ação imediata, enquanto não haja vacina disponível contra o novo coronavírus, é cuidar com muito rigor da saúde e proteção de todos os envolvidos nas cadeias de suprimentos, adotando os necessários protocolos de segurança, distanciamento social, máscaras e testes clínicos. Tais providências respondem à responsabilidade das empresas perante seus colaboradores, clientes e a sociedade, evitam novos colapsos do sistema e garantem um tempo de operação consistente.

Outra providência importante que as empresas devem adotar, ainda no contexto relativo à conjuntura atual de enfrentamento da crise, é instituir novos fluxos de receita a partir das cadeias de suprimentos criadas pela pandemia, ajudando as organizações que precisam investir ou alienar seus ativos específicos referentes a esse mercado contingencial. Também é preciso identificar possíveis indisponibilidades de oferta e construir buffers de produção e/ou de estoque, para garantir o atendimento à demanda.

Mais do que nunca, devem ser exploradas as integrações verticais de produção e distribuição, como estratégia para gerar estabilidade. Assim, é importante criar recursos localmente para estar mais perto dos clientes, aumentar a resiliência e a sustentabilidade e contribuir para as economias da comunidade, produzindo ou disponibilizando mercadorias quando e onde elas são necessárias. Ou seja, ir aonde o mercado está.

* André Coutinho é sócio-líder de advisory da KPMG no Brasil e na América do Sul.


+ Notícias 

Lojas autônomas: Hiperproximidade e inteligência artificial no varejo 

Veja lições e expectativas para o varejo brasileiro no pós-pandemia

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 285

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
Rhauan Porfirio | Nathalia Parra


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Angela Souto
[email protected] 

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
Nathalia Parra | Zootz Comunicação

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 285

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
Rhauan Porfirio | Nathalia Parra


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Angela Souto
[email protected] 

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
Nathalia Parra | Zootz Comunicação

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]