Pesquisar
Close this search box.
/
/
Como a Ulta Beauty e a Nike utilizam os dados para criar conexões com os clientes?

Como a Ulta Beauty e a Nike utilizam os dados para criar conexões com os clientes?

Ulta Beauty e Nike falam sobre seus estágios de transformação digital no Shoptalk 2018. Os dados falam por si e dizem muito. Entenda

O movimento de transformação digital não poupa ninguém, mesmo empresas vitoriosas e com poderosa base de clientes fiéis. O Shoptalk, evento que debate o novo varejo e que ocorre em Las Vegas (EUA), trouxe muitas reflexões sobre como conduzir esse processo e como reconhecer o que precisa ser feito. Mas uma dica é incrivelmente valiosa: é um processo infinito e cheio de nuances, com variáveis por setor.

A Ulta Beauty, uma das maiores marcas de beleza dos Estados Unidos, teve na CEO, Mary Dillon, a porta-voz ideal para falar sobre  transformação digital no segmento de cosméticos e como o uso de dados pode representar uma maior conexão com o cliente.

A revista NOVAREJO digital está com conteúdo novo. Acesse agora! 

Mary contou que a rede Ulta Beauty oferece serviços diferenciadas há 27 anos, sempre com foco no mix de produtos bem variado. As vendas aumentam em ritmo crescente desde 2013 e seu programa de lealdade é fantástico, com mais de 27,8 milhões de associados. Ainda assim, diante de resultados expressivos, por que e como a Ulta Beauty está empreendendo uma transformação significativa?

Para Mary, há forças transformadoras modelando o futuro. Demograficamente, os Estados Unidos estão mudando muito, com assuntos como identidade de gênero, procura por maior personalização do consumo, tecnologias disruptivas e as próprias mudanças na indústria com a ascensão da economia compartilhada trazendo muitos vetores de inquietação para a Ulta Beauty.

A tendência dominante para a CEO é a busca intensa por personalização, o que leva a intersecção fluida entre as jornadas físicas e digitais. Essa transformação do varejo deve ser entendida, segundo a executiva, à luz da pirâmide de emoções de Maslow, onde necessidades psicológicas evoluem para a busca de autoexpressão e autoestima. Clientes querem experiências emocionais.

Leia também
As lições do Pinterest e da Fresh Direct para o varejo online

A beleza é um valor permanente

Nesse sentido, a beleza sempre será um porto seguro para os negócios. Dificilmente haverá mudanças nesse sentido que possam romper uma visão otimista do negócio. Confiança, alegria, diversão e transformação são os pilares da experiência oferecida nas lojas Ulta Beauty, com extensão digital, em que as crianças podem descobrir, se informar e se inspirar em assuntos que se relacionam à sua beleza pessoal.

A Ulta Beauty estabeleceu parcerias com o Google, o Facebook, buscando formas de criar engajamento e mapear a jornada entre as casas dos consumidores e as lojas da rede. Mary Dillon acredita que os tempos atuais são o novo normal e são desafiadores, mas não menos excitantes e repletos de oportunidades.

No centro do negócio, está a relação entre os 37.000 associados e seus clientes. A empresa orgulha-se de ter criado 17.000 empregos no último ano e colocar a visão do negócio tendo como núcleo o time e os clientes – o que permite criar vínculos mais fortes entre todos.

A liderança da empresa tem 50% do board representado por mulheres, o que é rigorosamente incomum no varejo. Essa diversidade é, para Mary Dillon, um perfeito exemplo de como uma empresa pode atuar em colaboração de forma integrada e eficiente. A Ulta Beauty impressiona pela forma com que construiu e preserva uma cultura baseada em oportunidades e experiências para colaboradores e clientes.

Leia também
Mensagem para você: tem robôs querendo vender de tudo

Nike, passado e futuro

Adam Sussman, Chief Digital Officer da Nike, falou sobre a lendária marca de artigos esportivos e sobre como é difícil conseguir oferecer produtos especialmente desenhados para a necessidade de atletas de alta performance. Essa base de dados permite criar produtos que sejam mais inteligentes para os clientes comuns. “Hoje mais do que nunca, a tecnologia e a mobilidade permitem que a empresa se conecte com a visão dos fundadores”, afirma Sussman.

Para ele, o esporte pode levar uma pessoa a ir além dos limites, porque quer atingir o seu melhor. As pessoas não compram tênis, compram potencial e todas as tecnologias que estão à disposição hoje devem ser empregadas para criar mais serviços e aperfeiçoamentos permanentes para os clientes.

“Como podemos atender os clientes de modo cada vez mais personalizado. Eles no amam e precisamos mostrar que correspondemos a esse amor”, destaca o executivo. Se esse relacionamento puder ser aprofundado em emoções fundamentais e intensas, a lealdade do cliente valerá por uma vida. O programa Nike membership Plus foi desenhado para fazer com que os clientes sejam celebrados e sintam-se especiais, com produtos especialmente desenvolvidos para eles. Já são mais de 100 milhões de membros do programa que recebem formas de conexões e histórias particulares.

Leia também 
A visão do Facebook sobre as novas fronteiras da mobilidades

Adam também falou sobre a força do app, da experiência que ele proporciona, e da capacidade do algoritmo de oferecer as melhores informações de acordo com cada cliente. O app ajuda o cliente a saber o que há em uma loja física que tenha afinidade com ele. Por meio do app, é possível selecionar o produto e aguardar que ele seja trazido para o cliente ou então para que a compra seja fechada em dois cliques.

“Estar conectado com algo que é maior do que você”, diz Adam, é a crença da Nike nesses tempos de transformação. Ele diz que a Nike quer transformar a experiência do esporte chamado “comprar”, usando a tecnologia para superar as expectativas dos clientes. A empresa também ofereceu aplicativos de realidade aumentada que levavam os clientes a procurarem tênis da marca como se fossem Pokemons e se os encontrassem nas ruas, podiam comprá-los, por impulso, com um clique. Sem caixa, sem carrinho, sem meios de pagamento. É o que o executivo chama de “cultura do tênis” que redimensiona experiência de compra e o insere na vida das pessoas.

A Nike continua sendo uma referência em inovação e em compreensão do quanto é importante pensar na jornada do cliente para manter uma empresa permanentemente competitiva.

Leia também 
4 Startups que devem mudar a cara do varejo global

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]