Pesquisar
Close this search box.
/
/
Cartilha sobre o metaverso e os principais termos a serem conhecidos

Cartilha sobre o metaverso e os principais termos a serem conhecidos

O conhecimento sobre o segmento está se expandindo cada vez mais, e os investidores devem acompanhar passo a passo

Buzzword do momento, o metaverso é o futuro. Mas nem todos entendem o que essa nova experiência significa. Para se ter uma ideia, a pesquisa Into the Metaverse, feita em julho de 2021 pela Wunderman Thompson, registrou que apenas 38% dos entrevistados conheciam o termo. Agora, mais de seis meses depois, esse número deve ter mudado – principalmente após a mudança de nome do Facebook, no final de 2021 – mas a confusão sobre o conceito de metaverso e das tecnologias em seu entorno existe.

Em seu nível mais básico, o metaverso é uma extensão das vidas aprimoradas pela tecnologia, segundo a Wunderman Thompson. Atualmente, existe uma série de mundos e experiências virtuais distintas, como a série de concertos do Fortnite, Vans World in Roblox ou Horizon Workrooms, da Meta – que disse que irá investir US$ 10 bilhões para criar seu próprio ambiente on-line imersivo.

Assine a nossa newsletter e fique atualizado sobre as principais notícias da experiência do cliente  

O que é o metaverso?

O termo surgiu pela primeira vez no livro de ficção científica Snow Crash, do escritor Neal Stephenson, publicado em 1992. Na obra, o personagem Hiro Protagonist é um entregador de pizzas na vida real. Mas, no mundo virtual, ele se transforma em um hacker samurai. O autor chamou essa realidade digital de metaverso. No futuro, no entanto, o metaverso se expandirá para um mundo interconectado e ilimitado, onde as vidas digitais e físicas convergem totalmente.

Já para Kerry Muprhy, fundador e CEO da The Fabricant, o metaverso é apenas uma camada digital da vida, uma extensão do físico para o reino digital. “O metaverso existirá quando tudo o que fazemos digitalmente estiver completamente conectado”, coloca o especialista.

Leia mais: Em termos semânticos, o que é “real” quando o assunto é metaverso?

Além disso, Alexander Fernández, CEO e fundador da Streamline Media Group, acredita que o metaverso é onde as personas física e digital se tornam uma realidade unificada. O que acontece em um afeta o outro e vice-versa. Não é como o filme Ready Player One. O metaverso é, em muitos aspectos, a próxima geração de plataformas digitais que já se tornaram uma parte indispensável da vida cotidiana. Como o capitalista de risco e ensaísta do metaverso Matthew Ball explicou, é um “estado sucessor da internet móvel”.

Em consonância, em uma visão mais complexa, Ryan Mullins, CEO e fundador da Aglet, postula que o metaverso é uma nova dimensão virtual que fica no topo da realidade física. O executivo vê isso como a próxima fase da internet do consumidor.

Glossário sobre o metaverso

Por mais que a temática tenha entrado em voga recentemente, devido à mudança de nome do grupo Facebook para Meta, em outubro do ano passado, o metaverso existe há algum tempo e, de acordo com especialistas, emergirá lentamente à medida que diferentes produtos, serviços e recursos se integram e se fundem.

Um metaverso completo ainda não se materializou, mas os avanços nas tecnologias de realidade virtual e realidade aumentada estão anunciando sua chegada. E muitos dos hábitos fundamentais e cotidianos que irão formar o metaverso já existem: o levantamento Into the Metaverse constatou que 76% dos consumidores dizem que sua vida e atividades dependem da tecnologia, o que sustenta a proliferação de plataformas de jogos enquanto redes sociais e destinos culturais.

Mas para os profissionais que trabalham no segmento de tecnologia ou em companhias com interesse em investir em experiências, produtos e serviços que envolvam o metaverso, é preciso conhecer alguns termos que são inerentes a esse fenômeno.

Leia mais: Sem excessos ou exageros: precisamos falar da cibersegurança no metaverso

Pensando nisso, a Wunderman Thompson produziu um glossário com os principais conceitos presentes nessa esfera do conhecimento e que devem se popularizar daqui para frente, são eles:

Descentralização e distribuição de propriedade: representa a ideia de que o metaverso não será regulado ou administrado por uma única corporação ou indivíduo.

Espaços liminares: uma nova geração de espaços de encontro e locais de eventos que incorporam elementos físicos e virtuais.

Gêmeos digitais: espaços físicos que foram clonados no mundo virtual para promover familiaridade e eficiência.

Interoperabilidade: a capacidade de experiências, posses e identidades virtuais viajarem de forma inalterada entre plataformas.

NFTs: os tokens não-fungíveis são certificados digitais de autenticidade que formarão a base da propriedade digital.

Organizações autônomas descentralizadas: são organizações digitais lideradas pela comunidade que são executadas na tecnologia blockchain.

Persistência: a continuação da vida virtual, independentemente de as pessoas estarem online ou offline.

Assine a nossa newsletter e fique atualizado sobre as principais notícias da experiência do cliente  

Realidade estendida: termo abrangente que engloba realidades aumentadas, virtuais e mistas.

Teletransporte virtual: uma nova forma de viagem ou colaboração tecnologicamente habilitada que usa renderizações multissensoriais e fotorrealistas para fazer o indivíduo se sentir como se estivesse na mesma sala que alguém que poderia estar do outro lado do mundo (físico).

Web 3.0: uma internet imersiva, aberta e descentralizada baseada em blockchain que permitirá uma fusão perfeita da vida virtual e física.

O que está por vir?

O metaverso representa, hoje, a imagem da inovação: é a união da tecnologia com o investimento das empresas para gerar experiências únicas e personalizadas. Não é para menos que Microsoft, Nike, Nvidia e Epic Games estão projetando suas plataformas nesse sentido. Fato é que a educação, o trabalho, o entretenimento e a economia (com as criptomoedas) podem se beneficiar desses avanços.

Durante a live de apresentação da Meta, Mark Zuckerberg afirmou que o metaverso pode fazer parte do nosso dia a dia nos próximos cinco ou 10 anos. Mas o único consenso entre os especialistas é de que esse não é um sonho para o curto prazo, pois depende de diversos fatores, como o 5G, que ainda não foi totalmente implantado no Brasil.

O desconhecido, inicialmente, assusta. Mas quando o trabalho é bem executado, as recompensas virão. Muitos ainda não sabem quais são os pontos em potencial desse universo que está se criando, entretanto, uma coisa é certa: será surpreendente.


+ Notícias

MetaReal, a primeira mansão que coexiste no metaverso e no mundo real

5 ações de marcas de luxo em direção ao metaverso 

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]