Pesquisar
Close this search box.
/
/
Bots, Inteligência Artificial e WhatsApp, na visão da AeC

Bots, Inteligência Artificial e WhatsApp, na visão da AeC

Gustavo Morais, CDO da AeC, avalia como essas tecnologias estão impactando o Customer Experience (CX) no Brasil

Em Customer Experience, bots e novas tecnologias baseadas em Inteligência Artificial estão impulsionando a capacidade dos canais de contato entre cliente e marca a serem mais assertivos e ágeis. No entanto, estar atendo às características que essa adoção requer, levando em conta o comportamento e a jornada de cada cliente, segue sendo um dos grandes desafios em CX para as empresas.

Nesse cenário, o canal WhatsApp é um dos pontos de contato entre marcas e clientes que merece mais atenção hoje. Mas de que forma, a IA tem auxiliado um canal tão recorrente para o consumidor como é o WhatsApp para o autoatendimento?

Segundo Gustavo Morais é CDO (Chief Digital Officer) da AeC, no WhatsApp, trabalhar com áudio “é tecnicamente mais simples” do que nos canais de voz tradicionais. Por outro lado, o desafio está no aumento do custo por atendimento, já que é preciso fazer download, armazenar e transformar o áudio para texto.

Gustavo explica que quando enviamos um áudio para o bot, ele chega como se fosse um arquivo MP3 anexo. Assim, antes de realizar o processamento cognitivo, que, na maioria das vezes, é em texto, é preciso transformar o arquivo de áudio (dado não estruturado) num arquivo de texto (dado estruturado). “O desafio aqui é de outra natureza. De qualquer modo, é uma funcionalidade que pode fazer diferença na abrangência do canal”, diz Gustavo.

Para o executivo da AeC, o grande diferencial que a IA traz para o WhatsApp, e para os demais canais de atendimento, “é a capacidade de entender as necessidades dos clientes de um modo muito mais abrangente”, e usando “texto aberto”. “Isso simplifica bastante a jornada dentro do canal e evita, por exemplo, aqueles menus com listas de opções quase infinitas”, detalha Gustavo.

Porém Gustavo alerta: “não existe mágica”. “Um bom modelo de processamento de linguagem natural (NLP, da sigla em inglês) precisa ser bem treinado e mantido por profissionais especialistas em ciência de dados e curadoria. Ou seja, por pessoas”, ressalta.

Conheça o Mundo do CX

Como atingir o máximo do potencial de IA em bots?

Para que o bot atinja o máximo de seu potencial, a Inteligência Artificial é fundamental. No entanto, as empresas esbarram em dois grandes desafios recorrentes há um bom tempo: ominicanalidade e algoritmos. Mesmo que pareça óbvio, conseguir conciliar o histórico de todas as jornadas dos clientes em um datalake (ou base de dados) de forma rápida e única, ainda tem se demonstrando conflituoso para muitas empresas.

Já uma base organizada e estruturada de dados e fazer bom uso dela também gera grande esforço das empresas. “Transformar os dados em informações e transformar as informações em ações não é algo trivial. Assim como interligar os canais ao histórico único também não é trivial”, frisa Gustavo Morais. “Ou seja, continuar o atendimento no WhatsApp a partir do ponto exato em que uma ligação telefônica caiu, não é algo simples”, revela Morais.

Na AeC, Morais explica que a companhia conta com um leque muito abrangente e versátil de soluções de omnicanalidade, o que auxilia as empresas nesse desafio. “Atuamos com soluções autorais de canais, que podem ter seus históricos exportados para as bases já existentes de nossos clientes ou transformadas em informações por nosso time interno de ciência de dados. Também temos parceiros que oferecem uma plataforma completa e já com todos os canais integrados”, destaca.

Como evoluir o Speech Analytics

O Speech Analytics é a tecnologia de inteligência de voz que é capaz de analisar as ligações na central e atendimento. Hoje, essas soluções – que são muitas – trazem o desafio de escolher qual melhor se adapta a cada negócio e, claro, o custo disso.

Gustavo Morais, entende que o maior desafio na evolução dessa ferramenta para CX está em “transformar os resultados da IA em ações”. “De nada adianta ter dashboards bonitos se eles não servem de input para melhorar processos e fluxos de atendimento”, provoca o CDO da AeC. “Aqui, menos é mais. Focar em poucos indicadores importantes é mais produtivo do que ter centenas de informações”, pontua.

Sobre toda essa evolução tecnológica e tendo o WhatsApp como canal recorrente em CX, Gustavo avalia em última instância que o lançamento do ChatGPT, da OpenAI, “deu uma chacoalhada nesse ecossistema”. Sobre ela, Gustavo é bem ilustrativo: “Essa tecnologia tende a chegar ao nível de maturidade do que vimos no filme Her, no qual um escritor solitário se apaixona pelo sistema operacional de seu computador, que opera de forma intuitiva e sensível”, conclui o executivo da AeC.



+ Notícias

A humanização dos bots é suficiente para o processo de encantamento? 

Com fim dos cookies em vista, Google testa opções 

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]