Pesquisar
Close this search box.
/
/
Banco Central faz consulta pública para saque e troco com Pix

Banco Central faz consulta pública para saque e troco com Pix

Modalidades podem começar a valer no próximo semestre e visam diminuição dos pagamentos em dinheiro

O Banco Central (BC) anunciou nesta segunda-feira (10) que está abrindo uma consulta pública para a introdução de duas novas modalidades do Pix: o saque e o troco. De acordo com a autoridade monetária, a medida visa trazer comodidade e segurança ao passo que diminui a quantidade de transações em dinheiro no País.

A consulta pública começa nesta segunda e vai até 9 de junho.

De acordo com o chefe do departamento de competição e estrutura do sistema financeiro do BC (Decem), Angelo Duarte, uma pesquisa do banco feita em 2019 demonstrou que 77% das transações de pagamento são feitas em dinheiro, e dois grandes motivos para isso são a assimetria geográfica e institucional nas ofertas de saques.

“O saque é oferecido de forma assimétrica e há condições limitadas para oferta para saques. Há uma quantidade muito grande de municípios sem a presença de ponto de saques. E nas grandes cidades, a maioria dos pontos de saque serve de forma assimétrica às grandes instituições”, observou o servidor público em coletiva de imprensa online.

Ao terem menos momentos e opções de lugares para sacar dinheiro, as pessoas tendem a sacar mais dinheiro quando a possibilidade aparece. Duarte explica que o Pix Saque faz sentido quando as pessoas têm conforto em sacar pequenos valores por vez, sacando menos dinheiro, por conseguinte.

“Isso vai dar oportunidade para que instituições financeiras menores e de pagamento ofertem meios de pagamento. É um investimento pesado colocar pontos de saque para aquela instituição que está entrando no mercado”, completa o executivo.

Vantagens das modalidades

Carlos Eduardo Brand, chefe adjunto do Decem, frisou as vantagens das modalidades para o varejo às instituições que oferecem o Pix e ao sistema financeiro.

No caso das lojas e estabelecimentos, as modalidades em consulta do Pix contribuem para o aumento no fluxo de clientes, na redução de custo com gestão de numerário e redução de risco de incidentes de segurança. De acordo com ele, ao oferecer as possibilidades de saque e troco, os estabelecimentos e pontos de venda atrairão mais clientes. Como consequência, terão quantidades menores de recursos para enviar a cofres e bancos, fazendo com que trabalhem com volumes menores e transportem valores mais altos com menos frequência.

Às instituições que oferecem o Pix, os benefícios estão na maior capilaridade da rede de saque e na oferta de saque com menor custo, enquanto que ao sistema financeiro as modalidades trazem maior competição e mais opções para instituições com dificuldade em ofertar saque.

Como funciona

As modalidades de saque e troco do Pix funcionam iguais ao Pix normal. Ao exemplificar com um supermercado, Brand disse que o estabelecimento gerará um QR Code para a pessoa que vai fazer o saque ou compra. O aparelho dela lê o código, faz a autenticação e a pessoa obtém o recurso desejado. O mesmo acontece com o troco — à diferença que o usuário recebe o produto que está comprando.

Ambas as modalidades incluem o modo “copiar e colar” em paralelo ao QR Code.

O BC ainda definirá o limite de valor máximo que o usuário poderá sacar por dia, mas por hora este deve ser de até R$ 500.

Pix saque
Pix Saque e Pix Troco: no modelo tradicional de saque, o prestador de serviço de pagamento (PSP) tem uma rede de ATMs. O PSP debita o valor da conta do sacador e este sai com os recursos em espécie. No modelo Pix, o sacador tem um PSP de relacionamento que debita o valor de sua conta e envia para o PSP do agente de saque (supermercado, padaria ou instituição que tenha rede de ATMs própria e que não necessariamente seja um banco). O PSP do agente de saque credita na conta do agente de saque e este entrega o dinheiro ao sacador/ Fonte: BC

Quando começa?

A estimativa para o funcionamento do Pix saque e Pix troco é agosto deste ano — conforme já havia adiantado no ano passado o presidente da instituição, Roberto Campos Neto.

Em novembro de 2020, o BC previa as modalidades para junho deste ano. Na época, 34 milhões de transações eram registradas no Pix. Hoje, são mais de 500 milhões de transações nas mais diferentes faixas econômicas, faixas etárias e regiões do País.

 


+ Notícias

Banco Central estuda criar ranking de reclamação para cada serviço financeiro

Fintechs e bancos digitais precisam investir em educação financeira

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 285

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
Rhauan Porfirio | Nathalia Parra


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Angela Souto
[email protected] 

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
Nathalia Parra | Zootz Comunicação

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 285

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
Rhauan Porfirio | Nathalia Parra


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Angela Souto
[email protected] 

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
Nathalia Parra | Zootz Comunicação

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]