Pesquisar
Close this search box.
/
/
As estratégias de quem está crescendo

As estratégias de quem está crescendo

Executivos de varejo encaram o Brasil como um cavalo em um grande pasto. O problema é que todo mundo está olhando o pasto. Eles focaram no cavalo

“Crise, crise, crise – todo mundo só fala de crise. Perde-se tanto tempo falando dela. Crise sempre existiu. Primeiro, ela me dava medo, depois descobri que ela é um fantasma e depois descobri que ela faz parte do processo. Sem crise, não tem inovação e ninguém sai do lugar. Sem ela todo mundo fica na zona de conforto”, afirmou Geraldo Rufino, fundador da Jr Diesel, durante painel no BR Week, maior congresso de varejo do País. “Já quebrei cinco vezes, mas nunca quebrei a minha credibilidade, só o caixa. O caixa a gente ganha de novo. O Brasil é um cavalo de raça, que faz m****. O problema é que todo mundo olha para a m**** e esquece do cavalo”, disse ele, arrancando aplausos acalorados da plateia.

Rufino é parte de um grupo de varejistas que mantém o ânimo, se mantém otimista, sem medo de crises, e criaram estratégias para conseguir crescer. “Esses caras estão crescendo, criando novos negócios. São caras que, em meio à choradeira, estão se mexendo”, disse Marcelo Cherto, presidente da consultoria Cherto, mediador do encontro que reuniu marcas que apostaram em pessoas e processos para crescer.

Erick Cavalhieri, um dos maiores franqueados d’O Boticário, e que ainda tem lojas das marcas New Era e Sunglass, aposta nos detalhes para conseguir resultados. “A crise no meu entender é mais uma oportunidade do negócio, de ganhar mercado, me aproximar das pessoas. Tem a oportunidade operacional comercial, que neste momento está com melhores condições”, afirma o executivo.  Outro ponto de aposta do executivo é a valorização dos clientes e dos funcionários.

Pessoas
A Aramis, de moda masculina, segue a mesma premissa: vê nas pessoas a estratégia fundamental para crescer. “Colocamos a casa em ordem para o crescimento. Aproveitamos o mercado acelerado, mas com disciplina e nos preparamos para o momento que estamos vivendo, porque sabíamos que aquele ‘oba-oba’ não era real. Tivemos a oportunidade de começar a estruturar a empresa e investimos mais em pessoas. Investimos mais em pessoas do que em produtos”, afirma Richard Stad, diretor-presidente da Aramis.

Para ele, são as pessoas que fazem os processos e criam as estruturas basilares para o crescimento. “É zero ego. Todo mundo tem de estar no processo”, diz. A varejista tem 41 lojas próprias e um quadro que inclui 650 pessoas, entre lojas, CDs e parte administrativa. “Faço questão de mostrar para os funcionários as mudanças e a evolução da empresa, porque no final depende muito que eles trabalhem mais e com mais eficiência. Mas não perdemos de vista que as pessoas têm de ter qualidade de vida no trabalho”, afirma. “Fazemos questão que as pessoas trabalhem no horário certo. Todo mundo está engajado neste projeto”, completa.

Para Rufino, valorizar as pessoas é parte do negócio e é fundamental para o crescimento. “Precisamos  acreditar nas pessoas. Elas não são descartáveis na primeira curva. O cara que lhe deu mais de três prejuízos, e continuou com vontade, pode ser o melhor cara para você.

Perspectivas
Para Stad, o Brasil vai sair dessa crise. “Caso contrário, não estaríamos abrindo loja e fazendo o que estamos fazendo. A primeira energia é você que coloca, tem de ter disciplina. Se você está triste ou feliz, existe o consumo. Nossa loja precisa ser um oásis nesse deserto. E temos uma obrigação de gerar uma experiência que encante o cliente, senão, não estamos construindo nada. Temos de ajustar o negócio e quem estiver preparado vai sair forte”, afirma.

Para Rufino, passo importante de quem está vendo os indicadores caírem é aceitar que se está no fundo do poço. “Aceita, porque se você ficar se debatendo, você morre sufocado. Tem de olhar pra cima e seguir em frente”, diz. Depois do aceite, a hora é de agir, porque apesar da crise, o País não parou, na avaliação do executivo. “Ninguém parou de comer, se vestir ou beber. A oportunidade existe para quem acredita e trabalha”, afirma. “Somos muito bons, só temos de parar de olhar para o outro lado do muro. Nosso sucesso é aqui. Temos de olhar para o cavalo”, completa.

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]