Pesquisar
Close this search box.
/
/
Algoritmos no mundo digital: até que ponto a escolha é do consumidor?

Algoritmos no mundo digital: até que ponto a escolha é do consumidor?

Com a presença dos algoritmos, o consumidor está cada vez mais propenso a ter sua escolha terceirizada ao digital

Já dizia o ditado: “a propaganda é a alma do negócio”. De fato, ter seu produto bem divulgado, especialmente nos canais digitais, é uma das partes mais importantes para a comercialização de um serviço ou produto. No entanto, ainda que toda a estratégia e planejamento sejam necessários para manter a “alma” do negócio acesa, alguns questionamentos têm rondado a cabeça dos usuários: até que ponto o consumidor faz, de fato, uma escolha consciente se a tecnologia dos algoritmos já segmentou as opções?

Esse debate é o principal fio condutor do Conarec 2021, evento da Consumidor Moderno que será realizado entre os dias 10 e 11 de novembro. Com o tema “Consumidor hackeado: a reinvenção da liberdade de escolha”, o encontro contará com Beau Lotto, o neurocientista mais influente da atualidade, David Mattin, fundador do New World Same Humans, e grandes nomes do mercado para discutir estratégias para entrar no algoritmo dos consumidores e fazer parte da escolha.

Os algoritmos na era digital: invasão de privacidade ou evolução?

Hoje, a publicidade baseada em algoritmo é uma das principais para garantir o sucesso de vendas de inúmeras empresas — a Amazon e Apple estão aí de prova. É, entre todos os outros, o modelo mais assertivo: ele se enquadra onde o consumidor está, seja rede social ou sites comuns, nos produtos que ele já demonstrou ter interesse e de forma personalizada, tudo baseado a partir de um algoritmo que traçou o perfil de um possível cliente.

Isso tem avançado cada vez mais entre as empresas de tecnologia que voltaram sua atenção ao uso de dados da internet para basearem suas estratégias de venda. Afinal, para que um anúncio apareça em uma rede social, site ou mesmo em buscadores, não é necessário nem mesmo procurar por ele: dizer o nome do produto ou serviço em voz alta perto de um smartphone já é um sinal de que os anúncios aparecerão de alguma forma para aquele consumidor.

Para além do buscador baseado em inteligência artificial, os algoritmos também costumam ser precisos porque usam a própria navegação do consumidor a seu favor para selecionar os anúncios. Todo o comportamento é analisado: o tempo de uso, a forma de buscar por produtos, os sites mais navegados etc. É a partir da interação massiva que os usuários têm com as plataformas que o algoritmo ganha força.

No entanto, ainda que com tamanha tecnologia, um debate ainda segue forte e presente na regulamentação da publicidade: até que ponto há uma invasão da privacidade do consumidor na sugestão de anúncios? Mais do que isso: ao manter a publicidade como uma constante em todos os tráfegos feitos na internet, até que ponto a escolha por um produto foi feita pelo consumidor ou pelo algoritmo?

Garanta o seu ingresso para a próxima edição do Conarec, o seu MBA express em customer service!

Ainda que a segmentação de anúncios a um público específico tenha suas vantagens — afinal, é mais fácil vender um produto a um consumidor que já está em busca dele —, a presença dos algoritmos também traz uma consequência importante ao mercado: quem domina a tecnologia e os espaços dos anúncios têm, evidentemente, maior poder de venda. E quem não se submete às taxas ou requisitos fica de fora. Assim, nota-se que a escolha do consumidor é hackeada: as opções são pré-formuladas pelos gigantes do mercado.

Esse limite no alcance de novas marcas prejudica (e muito) o conhecimento das marcas que se esforçam para garantir espaço. Primeiro porque os algoritmos muitas vezes baseiam suas opções através de clusters: aglutinam consumidores que tenham algo em comum e oferecem sugestões de produtos que se englobem a todos eles, o que por si só já limita o alcance aos clientes. Segundo porque, hoje, o consumidor recorre às redes sociais e buscadores para procurar por produtos no e-commerce, o que implica dizer que, se sua marca não se adequa, paga e usa os recursos dessas plataformas, ela está automaticamente fora de destaque.

A escolha na hora da compra

É importante ressaltar que o consumidor tem dois tipos de escolha na hora de selecionar uma loja e um produto: a primeira é rápida, não consome tanta energia. É como pedir uma comida no Ifood em um restaurante conhecido, tradicional e muito bem avaliado. Já a segunda escolha é mais difícil, demanda pesquisa por meio das redes, avaliações etc. — como investir em um novo restaurante e checar suas avaliações, cardápio, recomendações.

Assim, nota-se que cada vez mais o consumidor tem optado pela escolha mais simples, visto que procura por facilidade e comodidade. A pergunta de um bilhão de dólares hoje já não é bem o acerto da estratégia de venda no site, mas sim no algoritmo: como torná-lo eficiente para que o consumidor faça a escolha pela forma mais fácil possível?

A resposta a essa pergunta e demais conteúdos sobre o consumidor hackeado serão debatidos entre os grandes players do mercado no Conarec 2021. Os ingressos já estão à venda no site oficial do Conarec.


+ Notícias

Inteligência Artificial: entenda o uso da ferramenta no varejo digital

Regular ou não os algoritmos das máquinas?

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 284

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
YUCA | Estúdio Criativo

ILUSTRAÇÃO:
Midjorney


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

Fabiana Hanna
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
YUCA | Estúdio Criativo

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Líder de Marketing Integrado 
Suemary Fernandes 
[email protected]

Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 284

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
YUCA | Estúdio Criativo

ILUSTRAÇÃO:
Midjorney


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

Fabiana Hanna
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
YUCA | Estúdio Criativo

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Líder de Marketing Integrado 
Suemary Fernandes 
[email protected]

Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]