Pesquisar
Close this search box.
/
/
4 Estratégias que fizeram a diferença nos resultados da Trocafone

4 Estratégias que fizeram a diferença nos resultados da Trocafone

A startup é uma das grandes estrelas do e-commerce no Brasil, com faturamento que deve passar dos R$ 200 milhões neste ano. Veja o que eles fizeram

Fundada pelo argentino Guilhermo Freire, a Trocafone iniciou os negócios em novembro de 2014 no Brasil. No primeiro ano, a startup pretendia vender 3 mil aparelhos usados, mas venderam 40 mil. Em quatro anos, a companhia conseguiu tração e somou receita de R$ 77 milhões no ano passado. Para este ano, a ideia é somar R$ 208 milhões – um crescimento de 171%, segundou contou Freire, durante a Rakuten Expo, que acontece em São Paulo.
A revista NOVAREJO digital está com conteúdo novo. Acesse agora!
Mercado ainda controverso, mas crescente, o segmento de celulares usados tem crescido ano a ano e explodiu durante a crise econômica, quando os brasileiros adotaram comportamentos mais cautelosos de compra e surgiram mais e mais players desse segmento, como a BRUsed, a principal concorrente da Trocafone.
Diferentemente de outros players, contudo, a Trocafone utilizou quatro grandes estratégias que fizeram com que a companhia lidere o segmento que ajudou a criar no Brasil. Confira:

1. Mercado

Freire é argentino, mas a empresa nasceu no Brasil. “A Argentina não é um país bom para abrir um negócio”, disse Freire. A decisão não foi aleatória. Quando ele passou por uma experiência difícil para comprar um celular usado, Freire e seu sócio começaram analisar o mercado. Foram três meses de buscas e análises. Um dos critérios foi olhar mercados emergentes e onde, no mundo, haveria grandes gaps econômicos na população e chegaram a dois países Brasil e Rússia. “Para decidir, fizemos um frame que considerou tamanho do mercado de smartphones, penetração dos smartphones, custo da tecnologia, salário médio, mas o idioma foi o fator decisivo”, afirmou.

2. Timing

“Muitas vezes é melhor chegar no momento adequado do que chegar primeiro”, disse o empreendedor. E foi o que fez a Trocafone. Quando chegaram, algumas empresas já tinham apostado no mercado de celulares usados, mas sucumbiram. É porque não era o momento ideal. Mas quando é? Os empreendedores da Trocafone utilizaram uma ferramenta inusitada para saber se o momento era o ideal para começar o negócio no País: o Google Trends, que apresenta os tópicos mais pesquisados no buscador.
“Encontramos similaridades com o mercado de carros usados. A diferença era a maturidade do mercado: o mercado de carros usados existe há décadas e o de smartphones usados é novo e vimos uma busca cada vez maior nas buscas por celulares usados”, contou.

3. Modelo de negócios

O mercado de venda de usados, basicamente, se resume a compra do usado, reprocessamento do aparelho e revenda. “Parece simples, mas dependendo da decisão que você toma, você pode levar o negócio de um lado ou de outro”, disse. O que isso significa? No caso da Trocafone, a decisão foi começar do fim. “Decidimos primeiro comprar o usado, depois reprocessar e depois revender”.
Na prática, eles decidiram comprar estoque de produtos parados nos estoques de varejo. A ideia era entender como funciona o mercado de usados. “Decidimos fazer primeiro isso para testar a proposta de valor, identificar os consumidores, que modelos poderíamos vender, os investimentos e o valor de vendas”, contou. Depois, eles foram aprender como comprar dos consumidores esses aparelhos.
Diferentemente de outros players de mercado, a decisão foi de fazer parcerias com redes de varejo que aceitam celulares usados como forma de pagamento para aparelhos novos. A primeira foi a Samsung. “Com isso, conseguimos alavancar estoque para revenda muito rápido. Escalamos o nosso supply”, contou. Hoje, a empresa tem parcerias com grandes marcas, como Magazine Luiza, Fast Shop, iPlace e outros.
A parte de reprocessamento, a companhia decidiu fazer dentro de casa e, hoje, são mais de 150 técnicos para reparar os aparelhos.

4. Posicionamento da marca.

Como se posicionar em um mercado ainda novo? “Leva tempo, mas é gostoso de fazer. Mas a pergunta mais importante é ‘por que?’. Sempre pensamos que quando o cliente pensasse em comprar smartphone, que ele pensasse na nossa marca”, disse. Pelo o que se vê, eles estão conseguindo alcançar esse objetivo.

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 285

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
Rhauan Porfirio | Nathalia Parra


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Angela Souto
[email protected] 

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
Nathalia Parra | Zootz Comunicação

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 285

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
Rhauan Porfirio | Nathalia Parra


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Angela Souto
[email protected] 

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
Nathalia Parra | Zootz Comunicação

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]