Pesquisar
Close this search box.
/
/
Veja dicas para reter e qualificar franqueados

Veja dicas para reter e qualificar franqueados

Franquear é padecer no paraíso. Como qualificar e adequar os franqueados aos ideais da empresa? Algumas dicas podem ajudar

Franquear é padecer no paraíso. Ao formatar uma empresa para a modalidade de franquias, é preciso achar pessoas engajadas e alinhadas com os ideais da companhia para levar à frente a marca.

De acordo com Adriano Obeid, sócio-diretor do Grupo Afeet, a assessoria deve ser desde o primeiro momento, como na escolha do ponto comercial, além de treinamentos no sistema de controle de caixa e estoque, compra de mercadorias, sacolas, uniformes, mobiliário e contratação de funcionários. ?Acreditamos que com estes mecanismos de treinamentos, o franqueado será preparado para trabalhar, cada vez melhor, com a franquia, evitando erros já cometidos anteriormente e potencializando toda a operação, já que reduz custos para a empresa?, explica Obeid. Uma equipe destreinada pode afetar diretamente a operação geral de uma loja, desde o controle de compras e de reposições de produtos, até o desempenho de vendas, refletindo, inclusive, no atendimento ao cliente. ?Depois que a marca ficar com uma imagem danificada, fica mais difícil arrumar?, explica o executivo ao justificar a necessidade de medidas preventivas.

Embora pareçam simples, os processos básicos da franquia devem ser seguidos religiosamente, afinal todo o Know-How da operação está nas mãos da franqueadora. ?Procuramos ter uma relação próxima aos nossos franqueados, fazendo um acompanhamento quadrienal com consultores em campo, que identificam a padronização da franquia (layout, exposição de produtos, atendimento, aparência, uniforme, pintura, mobiliário, marketing, etc) até as vendas, reposições e desempenhos dos colaboradores com os devidos feedbacks?, detalha Obeid.

Outro ponto importante, e muitas vezes esquecido pelas redes de franquia, é a reciclagem dos franqueados mais antigos. ?Fazer um refresh junto aos franqueados que já estão na rede há mais tempo contribui bastante para o aprendizado da própria rede?. Para isso, o Grupo Afeet realiza anualmente um treinamento com seus franqueados, com o objetivo de analisar o negócio como um todo, orientando e reavaliando os pontos a serem melhorados. ?Pontualmente em casos que determinadas unidades não estejam no prumo, realizamos até reuniões individuais, pois nossa postura é sempre de atuar como consultores e parceiros de negócio?, pontua Obeid.
 
É com esta relação de parceria – transparência e didática -, que a franqueadora consegue qualificar o franqueado, entender as expectativas e contribuir para resultados contundentes que levem ao retorno do investimento no prazo. ?É uma forma de prevenir, orientar e, ao mesmo tempo, aprender, já que as trocas de informações e de experiências são determinantes para o sucesso de qualquer negócio?, diz o executivo.  

Melitha Novoa Prado ? uma das mais especializadas e respeitadas consultoras em relacionamento de redes, nos segmentos de franchising e varejo, oferece algumas dicas para que franqueadores consigam reter os bons franqueados:

? O processo de seleção de franqueados deve ser amplo e criterioso. Muito antes da análise do perfil financeiro do candidato, deve-se considerar sua estabilidade emocional, seu momento de vida e avaliar a sua vontade de trabalhar e de liderar equipes. Identificação com produto não é sinônimo de identificação com a operação!
 

? Como em qualquer relacionamento, é preciso ?seduzir? o franqueado mesmo depois do encantamento inicial, que costuma durar no máximo dois anos. Entre os jovens, isto é mais que necessário;
 

? Para ?reter talentos? e bons franqueados, independentemente da idade, o franqueador deve promover uma gestão participativa, estimulando o trabalho em equipe e a criatividade – e ainda propondo desafios;

? Outra opção é compartilhar novos procedimentos e novas idéias com os franqueados; ao contrário do que possa parecer, essa conduta tende a exigir mais comprometimento e responsabilidade do franqueado;

? Devem-se desenvolver programas de fidelização e premiação entre franqueados ? que envolvam inclusive retorno financeiro ? mais com o objetivo de incitar o crescimento conjunto do que a competitividade;

? É recomendado estimular a elaboração de mudanças dentro da própria rede, como ferramentas para reduzir custos e facilitar a operação, entre outras;

? Criar, inovar, sair da rotina e compartilhar ideias é fundamental para aliviar e até solucionar anseios e frustrações.

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]