Pesquisar
Close this search box.
/
/
Vazamento de dados do Facebook: uma história oficial mal contada?

Vazamento de dados do Facebook: uma história oficial mal contada?

O Procon São Paulo começou a apurar o vazamento de dados de mais de 530 milhões de pessoas, sendo 8 milhões de brasileiros. No entanto, mais do que olhar aspectos legais, é preciso observar outro ponto: será que a versão contada pelo Facebook é verdadeira?

O Facebook, mais uma vez, está às voltas com outra história de vazamento de dados. Desta vez, hackers roubaram e exibiram dados pessoais de 533 milhões de pessoas, sendo 8 milhões de brasileiros. Órgãos como o Procon São Paulo já começaram a pedir esclarecimentos sobre o incidente, mas é possível que eles estejam remando na direção errada.

De acordo com o órgão paulista de defesa do consumidor, o Procon notificou o Facebook e pediu esclarecimentos sobre a finalidade e a base legal para o tratamento dos dados pessoais de brasileiros, exigiu informações sobre a obtenção, descarte e tempo de armazenamento de dados, além de pedir dados adicionais sobre o compliance de proteção de dados da companhia a partir da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).

O Facebook tem até o dia 9 para responder as questões do Procon.

Nota à imprensa mal explicada

Fora do país, o foco da investigação da imprensa especializada não é a adequação da empresa com normas de proteção de dados. Na verdade, os meios de comunicação teriam descoberto inconsistência na versão oficial da empresa – inclusive presente no comunicado oficial da empresa para a imprensa.

No comunicado oficial do Facebook, divulgado nesta terça-feira (6), a empresa minimizou o recente vazamento de dados revelado pelo site Business Insider e afirmou que as informações divulgados na internet foram roubados em um incidente ocorrido “antes de setembro de 2019”, segundo o release. Ou seja, seria notícia antiga.

“Esse recurso foi projetado para ajudar as pessoas a encontrarem facilmente seus amigos para que possam se conectar aos nossos serviços usando suas listas de contatos. Quando soubemos que agentes mal-intencionados estavam usando esse recurso em 2019, fizemos alterações no importador de contatos. Nesse caso, nós o atualizamos para evitar que agentes mal-intencionados usem software para imitar nosso aplicativo e fazer upload de um grande conjunto de números de telefone para ver quais correspondem aos usuários do Facebook”, afirmou Mike Clark, Diretor de Gerenciamento de Produto da empresa.

A Wired seguiu os passos do comunicado do Facebook e aposta na possibilidade do atual vazamento incluir dados coletados ilegalmente em épocas distintas. Para chegar a essa conclusão, o site verificou o link de uma matéria da CNET presente no comunicado e que, por sua vez, cita a reportagem do site TeleCrunch, justamente a autora da denúncia do incidente de 2019. A matéria conversou com o porta-voz do rede social, Jay Nancarrow, que afirma que os dados de 2019 foram “roubados” em 2018.

“Este conjunto de dados é antigo e parece ter informações obtidas antes de fazermos alterações no ano passado para remover a capacidade das pessoas de encontrar outras pessoas usando seus números de telefone”, disse o porta-voz. “O conjunto de dados foi retirado e não vimos nenhuma evidência de que as contas do Facebook foram comprometidas.”

Multa bilionária

Em reportagem, o TechCrunch também corrobora com a tese de uso ilegal de dados pessoais obtidos em épocas distintas. E para chegar a essa conclusão, a reportagem ouviu um representante da Comissão Irlandesa de Proteção de Dados (DPDC), principal supervisora de dados do Facebook na EU.

“O conjunto de dados recém-publicado parece incluir o conjunto de dados original de 2018 (pré-GDPR) e combinado com registros adicionais, que podem ser de um período posterior”, disse o vice-comissário do DPC, Graham Doyle, em um comunicado.

Por fim, a reportagem coloca em perspectiva um debate sobre uma possível punição ao Facebook com base no Regulamento Geral de Proteção de Dados (GDPR) da Europa.

A norma entrou em vigor em maio de 2018 e prevê multa de até 2% do faturamento anual global da companhia em caso de falha na notificação de violações. Além disso, existe outra multa de até 4% do faturamento anual por violações de conformidade mais grave.

Há quem diga que a punição prevista pelo GDPR seria inferior aos US$ 5 bilhões da Federal Trade Commission (FTC) por causa do caso Cambridge Analytica. Mas, no fundo, a conta não é essa: já existem dezenas ou até centenas de países que possuem leis locais de proteção de dados pessoais e poderiam aplicar uma punição.


+ Notícias

Quando a cobrança (ilegal) da vacina da Covid-19 resume o modelo de saúde pública dos EUA?

EUA querem regular a moderação do Twitter?

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 284

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
YUCA | Estúdio Criativo

ILUSTRAÇÃO:
Midjorney


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

Fabiana Hanna
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
YUCA | Estúdio Criativo

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Líder de Marketing Integrado 
Suemary Fernandes 
[email protected]

Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 284

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
YUCA | Estúdio Criativo

ILUSTRAÇÃO:
Midjorney


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

Fabiana Hanna
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
YUCA | Estúdio Criativo

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Líder de Marketing Integrado 
Suemary Fernandes 
[email protected]

Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]