Pesquisar
Close this search box.
/
/
Tecnologia nos faz trabalhar mais, não menos, alerta Drauzio Varela

Tecnologia nos faz trabalhar mais, não menos, alerta Drauzio Varela

É preciso aprender a equilibrar tecnologia com a vida, e saúde mental precisa deixar de ser tabu nas empresas, afirma o médico em palestra na Convenção da ABF

A tecnologia tornou as atividades mais ágeis e os profissionais mais produtivos. Mas ao mesmo tempo, em vez de reduzir a carga de trabalho, ela aumentou a pressão por imediatismo. A sensação de estar sempre conectado inclusive afeta a saúde mental e a capacidade de concentração. “Hoje temos uma estrutura de trabalho que impõe metas. E a tecnologia não veio para ajudar. Ela veio para te tornar mais competitivo, ser capaz de fazer mais coisas. Essa pressão não ajuda”, alerta Drauzio Varela.

Segundo o médico mais famoso do país, estar no Whatsapp, no e-mail, conectado às notícias, redes sociais, com a pressão de cumprir metas cada vez melhor e mais rápido é um problema:

“Não estamos preparados biologicamente para enfrentar este tipo de pressão, de estar com a atenção dividida o tempo inteiro. O cérebro não tem capacidade de organizar todos esses pensamentos e todas essas exigências no mesmo pacote”.

Leia Mais: Senso de comunidade é maior desejo da Geração Z

Trabalho tomou conta da vida

Ao traçar uma linha do tempo de como a evolução tecnológica levou o trabalho para dentro de casa, o oncologista lembra quando começou a receber por fax os laudos de seus pacientes, e com isso olhá-los antes de ir para o consultório. O próximo passo, ainda no início da década de 1990, foi o bip, que o tornou acessível ao trabalho mesmo fora do trabalho. Em seguida veio o celular. E a grande barreira foi quebrada com a popularização dos smartphones, que colocaram a vida profissional dentro do bolso – não só do terno, mas do pijama.

Esse grau de atenção constante provoca culpa e exaustão, pela sensação de obrigação de responder tudo o mais breve possível e cansaço. “O que mais tenho visto são jovens com problema de memória, de déficit de atenção pelo excesso de informações. Você pega o Whatsapp e responde dez mensagens. Aí quando você termina, tem mais oito que chegaram. Ninguém consegue dar vazão. E se não consegue, é uma frustração permanente”, alerta Drauzio Varela em entrevista à Consumidor Moderno durante a Convenção da Associação Brasileira de Franchising, realizada em Comandatuba, na Bahia.

Assine nossa newsletter e fique atualizado sobre as principais notícias da experiência do cliente

No entanto, é importante deixar claro que a tecnologia não é inimiga, mas a forma como nos relacionamos com ela merece uma reflexão. “A próxima invenção tecnológica virá. E nos fará trabalhar mais, não menos. A competição está cada vez mais feroz e temos condições de trabalho que desfavorecem o contato físico. É hora de pensar como as relações de trabalho vão ser conduzidas para garantir a saúde mental das pessoas”, aponta Drauzio Varela.

“O isolamento, não o físico necessário em razão da pandemia, mas o isolamento social que as relações mediadas pela tecnologia impõem tem um forte impacto psicológico”, avalia o oncologista, que destaca a responsabilidade não só do trabalho, mas das dinâmicas das cidades, que reduzem o convívio com a família e amigos, do trânsito que rouba o tempo do lazer e da contemplação, principalmente nas metrópoles.

“Há uma perda de espontaneidade das relações, aquele amigo para quem você costumava ligar, hoje troca três ou quatro mensagens. Está tudo mais formal e distante”

Atividade física protege saúde mental

Para Drauzio Varela, as pessoas precisam criar mecanismos de defesa da própria saúde e conseguir se desvencilhar da Fomo (fear of missing out – medo de ficar de fora, em inglês), aquela ansiedade de não estar em dia com a angústia que a multitarefa e a conexão permanente impõem, tanto à saúde física quanto mental.

A principal sugestão dele é a atividade física. Corredor desde os 50 anos, Drauzio bateu um recorde agora em outubro, aos 79, ele foi reconhecido com a medalha Seis Estrelas, honraria dada a quem completa as seis maiores e mais renomadas maratonas mundiais. “Qual a saída para viver desse jeito? Aqui eu achei e saí correndo”, brinca.

“O corpo é o bem mais importante que você tem. É preciso separar um tempo para conviver com os amigos, com a família, e para a atividade física. O corpo humano foi feito para o movimento. O exercício libera substâncias químicas que agem no sistema nervoso. Além do prazer, provocam relaxamento, não é só sobre saúde física, mas também mental”, ressalta Drauzio Varela.

“Com atividade física, tudo fica mais fácil. Os problemas continuam os mesmos, mas a forma de lidar com o estresse muda”, assegura Drauzio Varela.

Leia Mais: Mulheres e jovens sofrem mais de esgotamento mental

Empresas precisam levar saúde mental à sério

As empresas podem ter um papel muito relevante nos cuidados com a saúde mental. O primeiro passo é diminuir o tabu em torno do tema. Para Drauzio Varela, que deu uma palestra na convenção da ABF, reunindo mais de 800 empresários do setor de franquias, fornecedores e parceiros, estar em um evento como este já é um sinal de mudança.

“A primeira coisa é acolhimento. Se a pessoa esconder o quanto pode, ela não contar nada, vai perder o emprego. Medo do gestor mandar embora. Mas as pessoas não são descartáveis nesse nível. É preciso criar um esquema que leve a saúde mental em consideração para que a pessoa se sinta acolhida, para que possa procurar ajuda logo que algum problema acontecer”, sugere o oncologista, um dos médicos mais famosos do Brasil.

Drauzio Varela na convenção da ABF em Comandatuba/BA Foto: MarcelTerra/ABF
Drauzio Varela na convenção da ABF em Comandatuba/BA. Foto: MarcelTerra/ABF

A Organização Mundial da Saúde, em pesquisa divulgada ainda antes da pandemia, em 2019, previu que a depressão se tornará a principal causa de absenteísmo no mundo, mais do que gripes e resfriados. O que só reforça a necessidade de mudança de mentalidade em relação à abordagem da saúde mental.

Conheça o Mundo do CX

“Para começar é preciso conversar sobre esse assunto. Quando há um problema financeiro, todo mundo discute e faz reuniões. Ao abrir esse espaço de discussão, muitas vezes você vê que o problema que está enfrentando é semelhante ao do outro. E o outro que ouviu o seu problema, também não vai se sentir tão estranho. Em segundo lugar, dar acesso a tratamento psicológicos”, recomenda o médico.

“Antes o cara faltava porque estava com dor nas costas, gripado, e não era uma questão. Esses não são mais os principais problemas. Eles ainda existem, mas tem todo o impacto psicológico que deve ser levado em consideração e inserido como parte das responsabilidades da organização. As pessoas estão enfrentando uma tensão pesada, e algumas são mais vulneráveis do que outras. Elas precisam receber atenção”, finaliza Drauzio Varela.


+ Notícias

Resiliência e ESG permeiam inovação no varejo

Como a internet das coisas pode ajudar no varejo?

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 283

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
Imagem idealizada por Melissa Lulio,
gerada por IA via DALL·E da OpenAI, editada por Nádia Reinig


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

Fabiana Hanna
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Líder de Marketing Integrado 
Suemary Fernandes 
[email protected]

Coordenadora
Mariana Santinelli

Coordenador de Marketing de Performance 
Jonas Lopes 
[email protected]

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 283

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
Imagem idealizada por Melissa Lulio,
gerada por IA via DALL·E da OpenAI, editada por Nádia Reinig


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

Fabiana Hanna
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Líder de Marketing Integrado 
Suemary Fernandes 
[email protected]

Coordenadora
Mariana Santinelli

Coordenador de Marketing de Performance 
Jonas Lopes 
[email protected]

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]