Pesquisar
Close this search box.
/
/
Recuperação judicial: como ficam Starbucks e Subway no Brasil?

Recuperação judicial: como ficam Starbucks e Subway no Brasil?

South Rock Capital, fundo controlador de marcas como Starbucks, Subway e Eataly no Brasil, tem dívidas que somam R$ 1,8 bilhão

A decisão de entrar com o pedido de recuperação judicial se deu como uma forma de proteger financeiramente algumas de suas operações no país, e ajustar o modelo de negócio da empresa para a atual situação econômica, explicou o fundo South Rock Capital, em nota. Além disso, afirmou que os desafios econômicos pós-pandemia, assim como a alta da inflação e das taxas de juros, agravaram as operações de varejistas no país. O processo hoje corre em segredo de justiça.

Marcas no Brasil

A South Rock Capital foi fundada em 2015 voltada ao setor de alimentos e bebidas no país. A Starbucks, rede norte-americana de cafeterias, está no Brasil desde 2006, quando foi aberta a primeira loja. Em 2018, a holding adquiriu o direito de licenciamento da marca, operando o Starbucks como licenciado – ou seja, sem subfranquear as lojas para terceiros. O valor da negociação não foi divulgado.

Na compra, o Starbucks contava com 113 pontos de venda em 17 cidades brasileiras. Até 2019, o Starbucks atuava exclusivamente em São Paulo e no Rio de Janeiro. Hoje, a rede está presente em nove estados e, em 2023, chegou ao Nordeste.

No entanto, em outubro desse ano, a holding perdeu o direito de uso da marca no Brasil devido a atrasos de pagamento, como está previsto no acordo de licenciamento. No entanto, em meio ao processo de recuperação judicial e às negociações com a marca – que tem um faturamento bruto de R$ 50 milhões no país –, a Starbucks continuou a ser operada pela South Rock Capital no Brasil.

Já em agosto de 2022, o fundo anunciou a aquisição da operação do Eataly no Brasil, com o objetivo de acelerar a expansão da marca no país. Até então, além da participação do Eataly USA, a marca contava com a participação da Hortus (holding controladora do St. Marche) e do Empório Santa Maria. Outras marcas operadas pela South Rock Capital são a rede de lanchonetes Subway e a Brasil Airport Restaurants (B.A.R.).

Como funciona a recuperação judicial?

O objetivo do processo de recuperação judicial é evitar que uma empresa quebre e entre em falência. É também uma forma de ajudar, não só os donos do negócio, como as equipes de funcionários a manterem seus empregos, os fornecedores a não perderem seus clientes e faturamento, ou que consumidores percam uma marca ou serviço. Para isso, é realizado um acordo entre a organização e os credores sob a supervisão do judiciário.

A empresa deve apresentar, em um prazo de 60 dias, uma proposta de renegociação de dívidas e de se manter em operação. Com a nova regra, os próprios credores podem também apresentar um plano de recuperação. Com a proposta em mãos, os credores envolvidos se reúnem para votar a aprovação da proposta da empresa. Com o plano aceito, o processo de recuperação judicial é arquivado, com a ressalva de que se o acordo não for cumprido, os credores têm o direito de pedir a falência do negócio. No entanto, se o plano é rejeitado, a empresa deve encerrar suas atividades e seus bens vão a leilão, e o pagamento dos credores é feita por ordem de preferência.

A nova regra também passou a permitir empréstimos especiais – considerados de risco – à organização em recuperação judicial, com uma série de garantias à instituição que fizer o financiamento.

Como ficam as marcas?

Durante o processo de recuperação judicial, a empresa continua a operação normalmente. No prazo de 60 dias para formulação da proposta aos credores, as contas devem ser prestadas ao administrador judicial, e mesmo os sócios podem continuar à frente do negócio. Resta agora aos consumidores e stakeholders da South Rock Capital aguardarem a formulação da proposta de renegociação de dívidas com os credores e sua eventual aprovação para saber como a operação de marcas como Starbucks, Subway e Eataly no Brasil será desenvolvida num futuro próximo.

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 285

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
Rhauan Porfirio | Nathalia Parra


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Angela Souto
[email protected] 

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
Nathalia Parra | Zootz Comunicação

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 285

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
Rhauan Porfirio | Nathalia Parra


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Angela Souto
[email protected] 

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
Nathalia Parra | Zootz Comunicação

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]