Pesquisar
Close this search box.
/
/
Setor de eventos movimenta mais R$ 291 bilhões e gera 6,6% dos empregos no Brasil

Setor de eventos movimenta mais R$ 291 bilhões e gera 6,6% dos empregos no Brasil

De acordo com a Abrape, o setor de eventos representa cerca de 4% do PIB do Brasil e deixou de faturar R$ 230 bilhões na pandemia

Um dos primeiros a ser impactado com o início da pandemia de Covid-19 e responsável por cerca de 4% do PIB brasileiro, o setor de eventos deixou de faturar R$ 230 bilhões no Brasil entre 2020 e 2021, de acordo com dados da Associação Brasileira de Promotores de Eventos (Abrape). Só no primeiro ano pandêmico, 350 mil eventos foram cancelados; já em 2021, outros 530 mil deixaram de acontecer.

Os impactos atingiram aqueles que dependiam de atividades do setor para sobreviver. Músicos, garçons, produtores, fornecedores, seguranças e outros profissionais ficaram sem a principal fonte de renda. Para oferecer proteção aos envolvidos na cultura, entretenimento e turismo, o Governo Federal criou o Programa Emergencial de Retomada do Setor de Eventos (Perse). O objetivo da iniciativa foi abranger cinco pontos: refinanciamento de dívidas, créditos para sobrevivência das empresas, desoneração fiscal, manutenção de empregos e condições de adiamento e cancelamento de atividades.

Assine nossa newsletter!
Fique atualizado sobre as principais novidades em experiência do cliente

Retomada aos poucos em 2022 e bons números em 2023

Com o avanço da vacinação e retomada dos eventos presenciais em 2022, o Brasil fechou o ano passado com números expressivos no setor. Segundo a Abrape, em todo o país foram mais 590 mil eventos, que geraram 15 mil vagas de emprego.

Em 2023, o processo de retomada continuou. Os números do primeiro semestre foram colhidos pelo Radar Econômico da Abrape com dados do IBGE e do Ministério do Trabalho e Previdência. O saldo acumulado entre janeiro e junho apontou um crescimento de 42,3% comparado ao mesmo período do ano passado. Foram geradas 12.438 vagas de emprego nos últimos seis meses, sendo 4.095 apenas no mês de junho.

Quanto ao consumo no setor, os números apontam uma estimativa de R$ 57 bilhões no primeiro semestre de 2023, o que ultrapassa o mesmo período de 2022, com um valor de R$ 49 bilhões. Junho foi o melhor mês desde 2019, com um índice de R$ 9,6 bilhões.

Leia mais: Da inteligência logística a eventos exclusivos: o CX da Amazon

Online ou offline?

Durante o isolamento provocado pela pandemia, os brasileiros conheceram uma nova modalidade de eventos: online. Os shows passaram a ser lives; já no mundo corporativo, os congressos também migraram para o mundo digital, e reuniões se tornaram chamadas de vídeo.

Com a chamada “volta à normalidade”, ou “novo normal”, os eventos online não deixaram de fazer parte da rotina do brasileiro. A demanda pelo formato, mesmo que em números menores que em 2020 e 2021, ainda existe. Um exemplo disso é o “Relatório Eventos no Brasil”, feito pela Opinion Box e Transformação Digital em outubro de 2022.

Conheça o Mundo do CX

Os números mostraram que quando o assunto é educação e trabalho, o formato online funciona melhor. 28% e 22% das pessoas, respectivamente, disseram preferir o formato quando o assunto está relacionado aos estudos ou à vida profissional. Já os artísticos culturais são preferidos presencialmente por 81% do público da pesquisa.

Quando a pandemia começou, 59% das pessoas deixaram de ir a todos os eventos presenciais, enquanto 22% pararam de frequentar a maior parte deles. 12% dos entrevistados contaram parar de frequentar apenas algumas realizações. Por último, 7% não se restringiram no período pandêmico.

Em 2022, com os números da Covid-19 em queda, o cenário mudou. Apenas 2% das pessoas não voltaram a frequentar eventos presenciais, enquanto 47% voltaram à normalidade de ir a todos os compromissos da agenda fora de casa. 29% dos ouvidos pela pesquisa se fazem presente em maior parte dos compromissos presenciais, e 22% em apenas alguns.

Leia mais:
Grandes eventos no Instagram: como divulgar celebrações com prazo de validade?

Qual a justificativa de quem ainda não voltou aos eventos no Brasil?

O preço é um dos pontos citados pelo público da pesquisa da Opinion Box. 64% acreditam que os eventos estão mais caros, comparados aos preços do período antes da pandemia. Os gratuitos se tornaram mais atraentes, e sete em cada 10 pessoas entrevistadas disseram participar principalmente, ou apenas, de eventos gratuitos nos 12 meses que antecederam o estudo.

Quais os mais frequentados?

Após dois anos comprometidos pelas medidas de segurança, em 2022 o segmento respirou mais aliviado e voltou a atrair o público. Os sociais, como casamentos, festas e formaturas, foram os mais frequentados, com 47% dos votos da pesquisa da Opinion Box. Em seguida vêm os religiosos, que contaram com a participação de 37% dos ouvidos. Os artísticos-culturais – cinema, teatro, exposições – empataram com os musicais – shows e festivais -, ambos com 35% do público.

Em quinto lugar, os corporativos, escolhidos por 26% dos ouvidos pela pesquisa, enquanto os educacionais tiveram adesão presencial por 25%. Os esportivos, com 22%; gastronômicos foram escolhidos por 20% e, por último, 14% disseram não ter participado de nada.

Leia mais: Quais são os principais medos financeiros dos jovens brasileiros com menos de 30 anos?

Entender quais locais as pessoas frequentam é importante para quem é do setor. É necessário saber o que leva um consumidor a ser atraído pelo evento. Isso pode determinar questões como preços de ingressos, atrações e local. Inclusive, a distância de casa é um dos fatores decisivos para 50% das pessoas entrevistadas. Já 66% consideram as atrações, enquanto os valores são priorizados por 65% dos ouvidos.

Os atuais números do setor

De acordo com a Abrape, os eventos e o hub setorial somam 3,8% do PIB brasileiro, com um faturamento anual de R$ 291,1 bilhões. Em todo o hub setorial, são 6,6 milhões de pessoas envolvidas. A massa salarial ultrapassa R$ 71 bilhões ao gerar 3.205.550 empregos, 6,6% dos gerados em todo o Brasil.



+ NOTÍCIAS
Desafios no varejo: tecnologia é chave para otimizar jornada do cliente
Atento reforça segurança digital com uma equipe de “hackers do bem”

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 285

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
Rhauan Porfirio | Nathalia Parra


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Angela Souto
[email protected] 

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
Nathalia Parra | Zootz Comunicação

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 285

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
Rhauan Porfirio | Nathalia Parra


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Angela Souto
[email protected] 

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
Nathalia Parra | Zootz Comunicação

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]