Pesquisar
Close this search box.
/
/
Rir e fazer rir: uma química sem preço

Rir e fazer rir: uma química sem preço

Não importa se você está triste, feliz, cansado ou disposto: a experiência de rir é sempre boa. Em Cannes, descobrimos o motivo pelo qual isso nos faz bem

Cannes – França – Sergio Spaccavento é Diretor de Criação na agência Conversion, de Milão (Itália). E também é diretor de arte, redator, roteirista, escritor de shows para rádio e TV, professor de propaganda e mitomaníaco. Um provocador, que faz do humor seu campo de estudos e estímulo de trabalho. E foi sobre humor que o divertidíssimo Sergio, com seu nariz de palhaço, apresentou sua palestra no Cannes Lions – “O louco que tentou ser um palhaço”. Com ironia, inteligência e irreverência, Sergio mostrou toda a força e importância do humor em nossas vidas.

“Não me fale como Donald Trump é capaz de rir. Eu não tenho a resposta para essa pergunta.”, ironizou o publicitário. “Vocês são capazes de me dizer se o ser humano é o único animal capaz de rir ou existem outros?”. Na verdade, não somos os únicos animais capazes de rir. Koko é uma gorila que demonstrou alegria e tristeza em uma, digamos, conversação com o falecido ator Robin Williams.

Sérgio Spaccavento destacou que basicamente existem dois tipos de risada: a social – que reage a comentários, piadas ou situações cômicas como forma de interação e aprovação social – e a risada natural, física, como aquela provocado pelas cócegas.

“Quando você sorri diante ou na companhia dos amigos, libera neurotransmissores e endorfina, têm sensações de euforia e consome morfinas gratuitas”, disse Spaccavento, destacando: “Nunca despreze o poder do sorriso.”

O ser humano busca o sorriso. Não por acaso, 80% do marketing viral publicado no You Tube é composto por vídeos interessantes, de entretenimento. Queremos tudo o que nos faça rir? E por que? A explicação não se resume apenas a força dos neurotransmissores de alegria. Rir transmite uma sensação de bem-estar, e segurança. A pessoa que nos faz rir é sempre uma referência confiável.

Mas e se você não consegue rir de uma piada, o que isso significa? O humor é complexo. Depende de cultura, maturidade, nível de inteligência, contexto, localidade. Ou seja, fazer rir, depende de muitas variáveis e não é exatamente uma atividade corriqueira. Mas apesar dessa dificuldade, é sempre bom lembrar que todos têm temos senso de humor.

Crédito: Jacques Meir
Crédito: Jacques Meir

Humor funciona

E quais são os mecanismos do humor? Há diversas formas e elementos que podem ser utilizado para criar humor: surpresa, exagero, comparação, paródia, punições, sátira, humor negro, sarcasmo. Esses mecanismos permitem trabalhar com ideias variadas na busca daquela que irá criar um determinado efeito na audiência. Sergio enfatiza: “não há uma propaganda que use só um desses mecanismos. Normalmente, alguns deles são combinados.”

Uma das ideias mais poderosas apresentadas pelo publicitário italiano mostrava uma campanha contra a falta de compromisso da classe política mundo afora. O filme mostrava ilustrações de lideranças políticas feitas com esterco de vacas e bois. Essas ilustrações foram jogadas na internet e também foram objeto de uma exposição. O resultado gerou uma enorme repercussão. A ideia básica pode ser resumida desse modo: “se os políticos são livres para nos falarem merda, poderiam se sentir livres para dizer a verdade.”

Sergio Spaccavento terminou sua apresentação enfatizando o poder do humor na propaganda, mas ressaltando que o uso não pode ser indiscriminado. “Humor sem contexto, sem estar associado de modo curioso, relevante com o produto, simplesmente não funciona”. Segundo ele, esse balanço não é simples, mas deve ser perseguido. O humor é usado para despertar reações, influenciar atitudes, gerar ação por parte do consumidor, lembrança, facilidade de memorização e conexões empáticas intensas.

“Humor é valioso. Seu poder é tão grande que é sempre bom lembrar: ele permite liberar endorfina e morfina gratuitamente.”

Vai uma morfina do riso aí?

*Jacques Meir é Diretor de Conhecimento e Plataformas de Conteúdo do Grupo Padrão.

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]