Pesquisar
Close this search box.
/
/
Responda 5 vezes: você tem empatia? 

Responda 5 vezes: você tem empatia? 

SXSW mostra o trabalho do Laboratório de Empatia. Uma inovação para mudar a forma com que agimos na política, na tecnologia e até na mídia.

A Universidade de Columbia criou um laboratório de storytelling digital, com o objetivo de desenvolver protótipos para ativação de empatia. A motivação é colaborar com agentes de mudança social na produção de novos formatos de mídia, utilizando Realidade VIrtual, Realidade Aumentada, Internet das Coisas e Inteligência Artificial.

Uma demonstração desse trabalho foi apresentada no painel “Laboratório de Empatia” no SXSW, a partir de uma parceria da própria Universidade com a Refinery 29, empresa global de produção de conteúdos em vídeo. As séries e conteúdos da empresa atingem uma audiência de mais 40 milhões de pessoas globalmente.

O painel girou em torno de uma espécie de Workshop que demonstrasse a frustração e o desestímulo gerado pela ausência de empatia. O workshop foi interessante por permitir que centenas de participantes de origens diferentes, a audiência do painel, trabalhassem em formatos simples para criar uma linguagem universal que estimulasse uma reflexão.

A dinâmica foi conduzida por Jon Bulette, Diretor de Criação da Refinery 29, Lance Weiler, Diretor de Aprendizado Experiencial e Criatividade Aplicada na Universidade de Colúmbia, Magalis Martínez Videuax, produtora de produtos criativos e interativos e Sarah Henry, estrategista de UX (User Experience) para a Accela, empresa de tecnologia para cidadania e governo.

O workshop fez os participantes dividirem-se em duplas e instados a escrever, um para o outro, 5 vezes seguidas sobre o que gostariam de dizer em uma situação de bullying, seja como vítima, seja como o ofensor. A experiência revelou diversos desdobramentos emocionais. A cada nova resposta, o assunto ganhava mais clareza.

WhatsApp Image 2017-03-12 at 15.38.01 (2)

 

Logo depois, alguns voluntários foram convidados a contar experiências de assédio moral, derivadas das lembranças registradas no papel. A partir de uma plateia tão diversificada, com pessoas das mais diferentes localidades e países, a questão colocada ganhou diversos pontos comuns. Uma linguagem começou a ser construída. Um formato de storytelling colaborativo no qual relevância cultural, liberdade de expressão, igualdade e respeito combinados, geraram uma experiência enriquecedora e forças de mudança. Empatia, enfim.

O Laboratório de Empatia da Universidade de Colúmbia é, em si, um protótipo aberto a todos que queiram participar, e tem o objetivo de identificar pessoas transformadoras capazes de criar espaços de empatia nos mais diversos ambientes. Empatia pressupõe sempre o trabalho em grupo, sempre o exercício intenso da conversação, sempre a diluição da hierarquia. O laboratório quer ser uma alternativa à cultura do Vale do Silício, não necessariamente saudável. Um dos projetos já desenvolvidos no laboratório é a revolução da paciência, no qual o storytelling foi usado para inserir compaixão e compreensão entre membros de uma comunidade. Em poucas palavras, o laboratório de empatia é uma aceleradora para a humanidade. Ele reúne diversas técnicas para criar inovações profundas que impactam projetos que perpassem política, educação, saúde, tecnologia e a mídia.

Após essa explicação, Lance Weiler, responsável pelo Laboratório de Empatia, conduziu então uma dinâmica na qual os participantes tiveram de usar uma folha de papel e de forma muito simples retrataram como se sentiram em um momento ruim.

WhatsApp Image 2017-03-12 at 15.38.00

A empatia parece ser o grande campo de disciplina e de desenvolvimento da gestão de agora em diante. As rupturas observadas ao longo de 2016, a eleição de Trump, Brexit, impeachment no Brasil explicitaram a necessidade da criação de lideranças mais empáticas que possam criar sistemas mais abertos, menos opressivos e que tragam mais sentido para a vida das pessoas, justamente em áreas que fracassam sistematicamente nessa entrega para as pessoas.

Para finalizar, o resultado do workshop com cerca de 250 pessoas diferentes, de culturas e países diferentes: 70% acusaram terem sido vítimas de bullying, prioritariamente no trabalho. E 70% buscaram suportaram esse bullying sem nenhum tipo de intervenção.

Pelo jeito, mais do que nunca, o mundo corporativo precisa de empatia.

*Jacques Meir é Diretor Executivo de Conhecimento, Conteúdo e Comunicação do Grupo Padrão 

 

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]