Pesquisar
Close this search box.
/
/
Redução nos juros do consignado entram em vigor neste mês

Redução nos juros do consignado entram em vigor neste mês

A partir de 26 de janeiro, os aposentados e pensionistas do INSS que contratarem crédito consignado pagarão menos juros. O limite foi fixado em 1,76% ao mês, sendo 0,04 ponto percentual menor que o anterior – de 1,80% ao mês.

Juros mais baixos serão de efeito danoso para segurados do INSS, segundo a Febraban

A partir de 26 de janeiro, os aposentados e pensionistas do INSS que contratarem crédito consignado pagarão menos juros. O limite foi fixado em 1,76% ao mês, sendo 0,04 ponto percentual menor que o anterior – de 1,80% ao mês.

Cartão de crédito consignado

Para o cartão de crédito consignado, também houve diminuição, e a modalidade passou a ter juros de 2,61% ao mês ante o 2,67% anterior.

O prazo para os bancos se adaptarem normalmente é de cinco dias desde a publicação da medida em Diário Oficial, mas como eles pediram extensão, o governo prorrogou para oito dias úteis.

A justificativa para a redução foi o corte de 0,5 ponto percentual na Taxa Selic – juros básicos da economia. Vale destacar que no fim de setembro de 2023, o Comitê de Política Monetária (Copom), do Banco Central, reduziu os juros básicos (Selic) de 12,25% para 11,75% ao ano.

E mais: desde agosto, quando os cortes na Selic começaram, o ministro da Previdência Social, Carlos Lupi, afirmou que a pasta acompanharia o movimento e agilizaria reduções no teto do consignado à medida que os juros baixassem.

Com o novo teto, alguns bancos oficiais terão que reduzir as taxas do consignado do INSS para continuarem a emprestar por essa modalidade. De acordo com os dados mais recentes do Banco Central, o Banco do Banco do Brasil, por exemplo, cobra 1,79% ao mês. Já o Banco da Amazônia cobra 1,81% ao mês. Entre os bancos federais, apenas a Caixa cobra menos, com uma taxa de 1,73% ao mês.

O que diz a Resolução?

A decisão do Conselho Nacional da Previdência Social estipula o prazo de 60 dias para que as instituições financeiras consignatárias passem a ofertar os novos contratos de cartão de crédito consignado nas mesmas condições e vantagens previstas para o cartão consignado de benefício.

Ademais, os bancos terão 180 dias para ajustar todos os contratos de cartão de crédito consignado. O período de 6 meses é o mesmo para que eles adotem as mesmas condições e benefícios oferecidos no cartão consignado de benefício.

Por fim, as instituições financeiras terão também 180 dias para implementar o saque parcelado e o parcelamento de compras no cartão de crédito consignado, nas mesmas condições do cartão consignado de benefício.

Obstáculos

No ano passado, embates ocorreram sobre o limite para os juros do crédito consignado do INSS. Em março de 2022, o CNPS reduziu o teto para 1,7% ao ano. A decisão gerou discordância entre os ministérios da Previdência Social, de Carlos Lupi, e da Fazenda, de Fernando Haddad. Enquanto a Previdência lutava por um percentual de 1,87% ao mês, proporcional ao cobrado pela Caixa Econômica Federal antes da interrupção do consignado para os aposentados e pensionistas, a Fazenda defendia um limite de 1,99% ao mês.

Os bancos suspenderam a oferta, alegando que a medida provocava desequilíbrio nos caixas. Sob protesto das centrais sindicais, a Caixa e o Banco do Brasil deixaram de conceder os empréstimos, pois o teto de 1,7% ao mês era inferior ao cobrado pelas instituições.

A decisão, então, coube ao Executivo Nacional, que arbitrou o impasse e, no fim de março de 2023, estabeleceu um teto de 1,97% ao mês.

O que diz a Febraban?

A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) entende que fixar o teto de juros em patamar economicamente inviável, como tem ocorrido, acarreta prejuízos aos beneficiários do INSS que apresentam maior risco, caso dos aposentados com idade elevada e de mais baixa renda. “Cabe registrar que o crédito consignado atualmente é usado por esse público para pagamento de dívidas em atraso, despesas médicas, contas e compras de alimentos”.

Com isso, os aposentados estão tendo de recorrer a outras modalidades de crédito, com custos mais elevados. E isso está acontecendo principalmente com aqueles que estão negativados, prejudicando especialmente a população de menor poder aquisitivo e de idade avançada.

Em nota, a Febraban disse que continuará buscando demonstrar que as reduções do teto de juros estão tendo efeito danoso para a camada mais vulnerável do INSS. Afinal, ela afeta diretamente os mais pobres e os mais velhos, que carece de crédito em condições mais acessíveis.

Em dezembro do ano passado, a Febraban enviou ofício à Previdência queixando-se da falta de diálogo nas reduções de juros do consignado. À época, mencionou dados do BC que apontavam uma queda de 30% na média mensal de concessões do consignado desde março de 2023.

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 284

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
YUCA | Estúdio Criativo

ILUSTRAÇÃO:
Midjorney


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

Fabiana Hanna
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
YUCA | Estúdio Criativo

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Líder de Marketing Integrado 
Suemary Fernandes 
[email protected]

Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 284

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
YUCA | Estúdio Criativo

ILUSTRAÇÃO:
Midjorney


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

Fabiana Hanna
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
YUCA | Estúdio Criativo

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Líder de Marketing Integrado 
Suemary Fernandes 
[email protected]

Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]