Pesquisar
Close this search box.
/
/
Procon SP notifica iFood, Loggi e Uber Eats por causa de entregadores

Procon SP notifica iFood, Loggi e Uber Eats por causa de entregadores

De acordo com o Procon paulista, entregadores não estariam cumprindo as exigências sanitárias na hora da entrega, tais como usar máscara

O Procon São Paulo notificou IFood, Loggi, Rappi e Uber Eats para que deem explicações sobre as medidas preventivas de higiene e segurança adotadas por entregadores durante a pandemia. Segundo denúncias de consumidores, entregadores não estariam utilizando máscaras ou usam o material de proteção de maneira incorreta. Há também relatos de manuseio de produto sem a devida higienização contra a Covid-19.

Segundo comunicado da entidade, as empresas de aplicativos de entrega deverão comprovar que oferecem orientação e treinamento aos seus entregadores e que fornecem materiais de segurança e higienização para os equipamentos de uso manual (como máscaras, álcool, entre outros).

Além disso, eles deverão informar o canal de atendimento para que o consumidor denuncie irregularidades na prevenção e higienização individual de cada entregador. Por fim, o Procon-SP pede que os fornecedores informem o número de funcionários (colaboradores) que fazem as entregas em todas as formas oferecidas – bicicleta, moto e outros.

“O objetivo, em primeiro lugar, é preservar a saúde do consumidor, assegurando que as medidas de prevenção ao contágio da covid-19 estão sendo tomadas. Quanto aos pagamentos, em razão de golpes aplicados, é preciso que as empresas informem sobre a política praticada a fim de garantir a segurança das pessoas contra esse tipo de ação”, afirma Fernando Capez, diretor executivo do Procon-SP.

Queixas aumentam

No último ano, os aplicativos entraram na mira dos Procons pelos mais variados motivos. Além de problemas relacionadas a prestação do serviço, caso de entrega em atraso, pedido errado, cobrança indevida e outros motivos (o assunto foi tema de uma reportagem da Consumidor Moderno, que apontou um crescimento superior a 1000%), há também reclamações ainda mais sérias.

Em abril do ano passado, o Procon SP encaminhou ofício à Delegacia de Polícia de Proteção à Cidadania solicitando a instauração de inquérito contra o iFood e Rappi por crimes praticados por entregadores. Na ocasião, o Procon recebeu 35 reclamações referentes a crimes praticados por motoboys. De acordo com as denúncias, entregadores cobravam por transações não reconhecidas ou autorizadas pelo consumidor, ocorridas imediatamente após a entrega. O motivo seria o pagamento de um valor adicional na máquina de crédito ou débito. O órgão chegou a multar o iFood em mais de R$ 2,5 milhões.

O outro lado

Em nota, o Rappi informou que tem realizado ações contínuas para aumentar a segurança e facilitar o dia a dia dos entregadores parceiros. A empresa listou algumas delas:

  • Desde o início da pandemia no Brasil – e até mesmo antes de atingir o país – desenvolvemos protocolos de proteção tanto para os entregadores parceiros quanto para o ecossistema como um todo, como entrega sem contato, distribuição de máscaras, desinfetantes e álcool em gel 70%, além de faixas de distanciamento e sanitização de carros, motos, bicicletas e bags nas dark kitchens. Criamos também um fundo que segue apoiando financeiramente os entregadores parceiros com sintomas ou confirmação da Covid-19 pelo período de 15 dias em que eles precisarão cumprir a quarentena;

  • Em dezembro de 2020, formalizamos um acordo com o Ministério Público do Trabalho para constarem expressamente os compromissos que já vínhamos realizando desde o início da pandemia, como a adoção de uma série de medidas para proteger os entregadores parceiros contra a Covid-19, e seguiremos fazendo em caso de prorrogação do estado de calamidade;

  • Em março de 2020, o Rappi habilitou a entrega em domicílio sem contato para proteger os entregadores parceiros. A informação foi enviada pelo presidente do Rappi, Símon Borrero, para toda a base de usuários do superapp. A modalidade pode ser escolhida por meio de um botão dentro da plataforma e os consumidores conseguem informar o entregador no chat do pedido. Convém ressaltar que o pagamento de todos os pedidos do Rappi, mesmo fora da opção sem contato, é realizado pelo cadastramento bancário no aplicativo, o que elimina a necessidade de máquinas de cartão e trocas de cédulas de dinheiro;

  • Desde 2019, o Rappi oferece seguro contra acidente pessoal, invalidez permanente e morte acidental. É importante mencionar que não há necessidade de se inscrever ou se cadastrar no seguro, uma vez que todos os entregadores parceiros que estiverem em pedido do Rappi estão automaticamente assegurados;

  • Oferecemos também centros de atendimento presenciais, suporte em tempo real, capacitação on-line, informativos com dicas de segurança no trânsito e botão de emergência para situações de risco de saúde ou segurança dos entregadores parceiros;

  • Ainda, criamos um botão específico, no app dos entregadores parceiros, para que eles notifiquem o Rappi caso apresentem sintomas compatíveis com Covid-19 ou confirmem o diagnóstico para que deixem de prestar serviços e busquem imediatamente orientações médicas.

Reiteramos, mais uma vez, que sabemos a importância dos entregadores parceiros para o funcionamento do nosso negócio e estamos trabalhando constantemente e aprendendo a cada dia que passa para oferecer melhorias a eles e a todo o ecossistema.

 


+ Notícias

Teoria do desvio produtivo do consumidor: como as empresas devem se adaptar?

Anvisa cancela registro de antisséptico bucal que protegeria contra o coronavírus

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]