Pesquisar
Close this search box.
/
/
Você tem cuidado da sua privacidade e de seus dados na internet?

Você tem cuidado da sua privacidade e de seus dados na internet?

Estudo mostra como os brasileiros lidam com a própria privacidade na internet; no país, há leis que amparam vítimas de pessoais vazados e crimes virtuais

Comprar na internet é uma grande comodidade para os usuários, porém, é importante que eles estejam atentos a uma série de cuidados que envolvem a privacidade de seus dados pessoais. O compartilhamento de informações, por exemplo, pode atrair a atenção de pessoas que cometem crimes cibernéticos. Com o aumento do consumo pela internet e vidas cada vez mais digitais, surgem novos golpes e precauções para proteger os dados sensíveis.

De acordo com um relatório da Nord Security, que analisou o comportamento dos brasileiros com a segurança virtual, 69% das pessoas entrevistadas disseram ter consciência das ameaças que existem na internet. Outras 71% afirmaram já ter enfrentado ao menos um incidente cibernético, enquanto 26% já tiveram seus dispositivos infectados por vírus, malwares ou spywares em 2022. Os dados foram colhidos em março de 2023, com brasileiros acima de 18 anos.

Leia mais: Bluesky: nova rede social de Jack Dorsey é alternativa ao X

Você tem certeza de que sabe tudo da internet?

O estudo da Nord Security mostrou também que os entrevistados que disseram saber mais sobre tecnologia, são os mesmos que estavam mais expostos aos crimes e ameaças que existem no mundo virtual. Por outro lado, quem se julga menos entendido tende a ter mais cautela e se arriscar menos na internet.

Dados bancários são os preferidos de quem comete crimes virtuais

Ainda de acordo com o relatório, os crimes que envolvem informações financeiras sobre as vítimas são os mais comuns. Transações financeiras e informações bancárias são os principais alvos de quem comete crime virtual. Segundo estudo, fraudes relacionadas ao Pix e fraudes de cartão são os que 75% e 74% dos entrevistados consideram mais perigosos.

Porém, os incidentes que as pessoas mais enfrentam são: as fraudes financeiras envolvendo o Pix (15%); dados de cartões roubados (15%); e lojas falsas na internet (15%). As outras ocorrências enfrentadas: infecção de dispositivos por vírus que roubam dados pessoais e bancários (13%); fraudes envolvendo boletos falsos (12%); roubo de senha e invasão de conta privada (12%); roubo de dados pessoais confidenciais (11%).

Assine nossa newsletter!
Fique atualizado sobre as principais novidades em experiência do cliente

Tempo gasto na internet e a relação com os riscos dos crimes virtuais

O estudo da Nord mostra também não existir relação entre o tempo que um usuário passa na internet com a chance de se expor a uma ameaça virtual. Todos que têm acesso ao mundo cibernético, independentemente da frequência ou dispositivo usado, podem estar expostos.

Porém, a forma como a internet tem sido usada pode sim motivar os crimes. O relatório aponta que práticas como downloads peer to peer ou o uso de torrents podem sim expor o usuário a um risco maior. O mesmo acontece com as transações financeiras. Os números mostram o seguinte sobre as atividades que apontam para um risco maior: download por P2P ou torrent (23%); transações financeiras (20%); videochamadas (20%); apostas online (18%); acesso à dark web (16%); e transferência ou compartilhamento de dados online (16%).

Conheça o Mundo do CX

Penalidades para crimes cibernéticos

No Brasil, em 2012, a Lei n° 14.155, de 27 de maio de 2021, foi criada para resguardar as pessoas dos crimes virtuais praticados por aqui. Ela agrava penas para crimes como invasão de dispositivo, furto qualificado e estelionato no mundo digital, conectado ou não à internet.

A pena para quem invadir dispositivos com o fim de obter, adulterar ou destruir dados/informações sem autorização do titular pode ser de um a quatro anos, além de multa. Há um aumento na penalidade em caso de um a dois terços se a invasão resultar em prejuízo econômico.

Se a invasão acontecer para obter conteúdo de comunicações eletrônicas privadas, segredos comerciais ou industriais, informações sigilosas ou o controle remoto não autorizado do dispositivo invadido, a pena será de reclusão de dois a cinco anos e multa.

Já a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais, a LGPD, foi criada para proteger o usuário no ambiente digital. As informações pessoais asseguradas pela lei são nomes, números de documentos, endereço físico e eletrônico. A legislação obriga as empresas a terem um melhor controle quanto aos dados e que elas só armazenem diante da aprovação do consumidor. A legislação tem sanções previstas para empresas que armazenam dados pessoais de forma incorreta, com multa diária ou limite de 2% do faturamento da empresa.



+ NOTÍCIAS
A estratégia da Disney ao dobrar os investimentos em parques
Efeito dominó: fortalecimento de cultura com colaboradores impacta o CX

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]