Pesquisar
Close this search box.
/
/
O portal 156 e a arte do desrespeito pelo cidadão

O portal 156 e a arte do desrespeito pelo cidadão

Atendimento realizado pelo Portal 156 é obstáculo para cidadão PCD. Confira no relato da coluna de Evelyn Rozenbaum

Hoje estou me despindo do meu uniforme de executiva, consultora, mentora. Trago um relato muito triste que venho travando com a Prefeitura de São Paulo – que diz por direito do cidadão PCD a isenção do rodízio municipal de veículos.

Assine a nossa newsletter e fique atualizado sobre as discussões acerca do CX

Apesar do meu filho ter lesão permanente, causada por um derrame logo após o nascimento, e ter todo o seu lado direito do cérebro comprometido e já ter passado por três cirurgias cerebrais a cada dois anos, sou obrigada a preencher papéis, visitar à Prefeitura e esperar para conseguir a renovação do direito à isenção do rodízio municipal. É no mínimo curioso que mesmo sendo permanente a lesão, a estupidez de certas normas não são. E lá vou eu, novamente, passar por esta rotina…

Acontece que com a pandemia, a Prefeitura decidiu manter o serviço online. Mas claro que ele é dedicado àqueles que tem muita garra e vontade – exatamente as pessoas com PCD. O que mais temos é paciência, tempo sobrando e uma vontade enorme de ficarmos expostos tornando a deficiência quase que uma prisão.

portal 156
Página da Prefeitura de São Paulo com aviso de serviço de cadastro de isenção do município pelo Portal 156 | Foto: Reprodução

Seria bom se não fosse um desastre… literalmente. Venho pedindo ajuda da Prefeitura desde setembro do ano passado. Fui pessoalmente, fiz inúmeras ligações, mas é impossível conseguir ser atendida por alguém que te atenda, entenda e facilite a vida.

Minha isenção era válida até novembro. Em outubro, entrei com o primeiro pedido. Na realidade, mandei dúvidas que tinha, além de documentos.

Depois de mais de um mês de espera, alguém simplesmente indeferiu meu pedido. O argumento era que eu precisaria anexar. Perceba: o pedido foi apenas indegerido sem ao menos a chance de continuar o processo.

Então, entrei com um novo pedido. Depois de mais de um mês, finalmente recebo a devolutiva. O e-mail avisava que precisavam de mais documentos e que se eu não enviasse, cancelariam o protocolo. Bem antipáticos! Fico me lembrando de outras situações, um tempo atrás, em que recebi um tratamento péssimo de órgãos públicos. E infelizmente agora vejo que esse serviço não mudou.

Mesmo mandando tudo o que pediram imediatamente, resolvi pedir que acelerassem o processo. Vejam bem, já era em fevereiro. E, mas uma vez, o meu pedido foi cancelado devido a uma suposta ausência de resposta àquele e-mail. Resposta essa que foi feita, tnho provas. Mas acho que o funcionário pode não ter gostado muito da minha “indelicadeza” no pedido de aceleramento do processo.

Não sei quantas pessoas eu vou conseguir atingir com esse pedido. Mas torço para que as pessoas se solidarizem com este inferno que estamos passando. Que este relato chegue a alguém com um mínimo de iniciativa e bom senso dentro da Prefeitura de São Paulo, e que eles façam algo, não só por mim, mas por todas as pessoas com ou sem deficiência.

É lamentável esta postura de total abandono dos cidadãos a um site nada amigável, largados a funcionários com má vontade, displicentes, que em nenhum momento nos possibilita ter um atendimento humano e nos deixa o sentimento de impotência, e tristeza pelo tratamento desrespeitoso, intolerante e impiedoso que recebemos.

Assine a nossa newsletter e fique atualizado sobre as discussões acerca do CX

*Por Evelyn Rozenbaum, psicóloga, pesquisadora, consultora e professora de MBA de inteligência de consumo e marketing e CEO da Usina de Pesquisa.


+ Artigos

A desconstrução de uma marca – carta aberta a Oskar Metsavaht 

Do encantamento a decepção: atendimento da Grendene mostra despreparo para a era digital

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]