Pesquisar
Close this search box.
/
/
Planos de Saúde: dor de cabeça que vai além da doença

Planos de Saúde: dor de cabeça que vai além da doença

Um assunto que sempre volta aos jornais é a questão dos planos de saúde. Seja por aumentos abusivos, indenizações obtidas por consumidores, recusa indevida de atendimento ou qualquer outro problema corriqueiro com essas empresas, as operadoras de plano de saúde sempre são campeãs de audiência.

No Judiciário a situação não é diferente. Todos os dias, diversas ações são distribuídas em todas as partes do país, cujos pedidos são, normalmente, liminares para obrigar essas operadoras a cumprir a lei (ou seja, atender o consumidor), cumulados com pedidos de indenização por danos morais ? afinal, o consumidor que chegou a procurar o Poder Judiciário, na maior parte das vezes, passou por diversos problemas indevidamente ocasionados por essas empresas.

Os abusos são recorrentes. E o procedimento é sempre o mesmo: na recusa de atendimento, a empresa estabelece diversos obstáculos, como uma suposta doença preexistente, uma cláusula contratual (abusiva) que restringe o direito do consumidor, uma alteração contratual em decorrência de troca de plano de saúde ou mesmo uma suposta carência. E lá vai o consumidor começar a sua via sacra para conseguir atendimento, muitas vezes em um momento em que todos ao redor estão fragilizados devido ao problema de saúde do ente querido.

Nessas circunstâncias, não é raro o consumidor assumir diversas responsabilidades, as quais não são devidas, para que o atendimento seja prestado. Outras vezes, o consumidor nem sabe ao certo quais são os seus direitos, assumindo (e pagando) obrigações as quais já estavam estabelecidas como responsabilidade da operadora de plano de saúde, seja pela lei, seja por contrato.

Mas o que o consumidor pode fazer neste momento? A resposta é: informar-se. A situação é muito delicada, tendo em vista que, na maior parte das vezes, há urgência no atendimento, o que pode fazer uma real diferença entre a vida e a morte do consumidor ou de um ente querido.

No entanto, há mecanismos para que o plano de saúde seja compelido a cumprir sua obrigação. Num caso de recusa de internação de urgência, por exemplo, o consumidor pode ingressar com medidas judiciais, as quais podem ser imediatamente apreciadas pelo juiz, como no caso de risco de morte ou grave à saúde do consumidor, por exemplo. Nesses casos, normalmente o juiz estabelece uma multa diária pelo descumprimento da ordem judicial ? e, na maior parte das vezes, as operadoras cumprem a ordem judicial para evitar o pagamento da multa.

Em outros casos, menos urgentes, é possível a concessão de ordem judicial liminar para compelir a operadora a cumprir a obrigação, porém demora alguns dias até que o juiz aprecie o pedido. De qualquer forma, é importante que o consumidor saiba que não está desamparado.

Em todos esses casos, é possível a condenação da operadora de plano de saúde ao pagamento de indenização por danos morais. Mas apenas um advogado será capaz de analisar os elementos do caso e definir se é possível o pedido de tal indenização ? o que não significa que haverá condenação, pois será analisada apenas a viabilidade do pedido.

Caso o consumidor esteja diante de algo que lhe pareça abusivo por parte de operadoras de planos de saúde, dependendo da urgência, poderá recorrer imediatamente ao Poder Judiciário, por meio de um advogado de sua confiança, ou registrar reclamação no Procon ou mesmo na ANS, por exemplo, na tentativa de resolução amigável. No entanto, se essas medidas administrativas não surtirem efeito, o consumidor sempre poderá recorrer ao Poder Judiciário. O importante é, ressalto, que o consumidor se informe acerca de seus direitos. Consumidor informado é consumidor consciente, e consumidor consciente torna o mercado de consumo mais equilibrado. Fique de olho!

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 284

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
YUCA | Estúdio Criativo

ILUSTRAÇÃO:
Midjorney


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

Fabiana Hanna
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
YUCA | Estúdio Criativo

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Líder de Marketing Integrado 
Suemary Fernandes 
[email protected]

Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 284

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
YUCA | Estúdio Criativo

ILUSTRAÇÃO:
Midjorney


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

Fabiana Hanna
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
YUCA | Estúdio Criativo

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Líder de Marketing Integrado 
Suemary Fernandes 
[email protected]

Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]