Pesquisar
Close this search box.
/
/
Principais marcas de chocolate já se adequam à nova regra de rotulagem de alimentos

Principais marcas de chocolate já se adequam à nova regra de rotulagem de alimentos

Com a Páscoa se aproximando, consumidor vai observar produtos com "lupa" e alerta para exesso açúcares e gorduras em embalagens

As novas regras de rotulagem foram uma das principais mudanças normativas de 2022, mas na prática, o consumidor ainda não está vendo muita diferença nas prateleiras dos supermercados. Isso porque, estamos no chamado “período de transição”. Apenas produtos lançados depois de outubro de 2022 é que são obrigados a estar com as embalagens adequadas às novas normas. Aqueles já fabricados e comercializados receberam o prazo de um ano para se adaptar. Ou seja, tem até outubro deste ano para se enquadrar às determinações da Anvisa.

Mas, com a Páscoa chegando, os consumidores devem ter notado que alguns fabricantes dos produtos relacionados à data já aplicaram as novas regras de rotulagem nutricional. O que é um bom sinal. Geralmente, nessa época, as pessoas costumam dar aquela “abusadinha” no chocolate. Dessa vez, na hora de comprar, o alerta será feito nas embalagens, principalmente dos ovos de Páscoa lançados para este ano: “produtos com altos teores de açúcares e gordura saturada”.

O objetivo é levar informações para que a população consiga fazer melhores escolhas e incentivar um consumo mais consciente. Os populares ovos de Páscoa, que estiverem sendo lançados, são obrigados a terem na embalagem, por exemplo, a lupa, chamando a atenção sobre alguns ingredientes presentes em sua composição que podem fazer mal à saúde. Isso vale mesmo para aqueles mais coloridos e voltados para o público infantil.

A Consumidor Moderno visitou os sites de algumas das principais marcas de chocolate consumidas pelos brasileiros e constatou que até nas propagandas voltadas para a Páscoa, os produtos já aparecem com a nova rotulagem nutricional. Como vocês podem ver nas imagens a seguir:

Banner_Cacau_Magia_desk

Como destacamos anteriormente, por estarmos em um período de transição, os consumidores também vão reparar que alguns produtos e algumas marcas ainda vão estar com o modelo de rotulagem antigo. Nesse caso, a orientação é ler com atenção os ingredientes e entender exatamente o que você está consumindo.

Um detalhe importante a ser lembrado é que no caso de produtos artesanais e de pequenos fabricantes as novas normas de rotulagem só começam a valer em outubro de 2024. Então, se você escolher comprar um produto desse tipo, não se assuste se ele ainda não estiver de acordo com os novos protocolos.

A Anvisa alerta os consumidores que no caso dos ovos de Páscoa há ainda uma outra regulação que deve ser seguida pelos fabricantes, a Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) 727/2022. Essa norma estabelece os princípios gerais para a rotulagem de alimentos e itens de declaração obrigatória, como: a denominação do produto; a lista de ingredientes; a identificação da origem; as instruções de conservação e uso; e o prazo de validade. As embalagens também devem alertar sobre a presença de substâncias alergênicas,como lactose.

Quando a “Lupa” é obrigatória?

A grande mudança aprovada pela Anvisa em relação às regras de rotulagem nutricional é a obrigatoriedade das embalagens de produtos com níveis de açúcar, sódio e gorduras considerados excessivos terem um selo na parte de frente alertando o consumidor sobre esses índices. O objetivo é deixar claro para o consumidor que o alto teor daquele ingrediente pode ser perigoso para a saúde, facilitando o desenvolvimento de doenças crônicas como: diabetes e obesidade.

De acordo com a nova regra de rotulagem, esse “selo” terá um padrão: um rótulo com fundo branco e letras pretas, na parte superior frontal, com o texto “alto em..” e o símbolo de uma lupa, que chame a atenção do consumidor de que aquela informação deve ser olhada com atenção.

De acordo com as normas da Anvisa, é exigido que os alimentos sejam rotulados com os avisos, na parte frontal da embalagem, quando a composição passar dos seguintes limites:

  • Açúcar adicionado: 15g ou mais por 100g de alimento sólido e 7,5 g ou mais por 100 ml de alimento líquido;
  • Gordura saturada: 6g ou mais por 100g de alimento sólido e 3g ou mais por 100 ml de alimento líquido;
  • Sódio: 600mg ou mais por 100 g de alimento sólido e 300mg ou mais por 100 ml de alimento líquido.

Nesse mesmo sentido, a nova regra proíbe que produtos que tenham a “lupa” exibam nas embalagens informações que venham a confundir o consumidor. Ou seja: se o produto tem a lupa indicando que ele é alto em gorduras, ele não pode dizer que tem menos gorduras totais, saturadas, trans ou colesterol. Outro ponto importante é que as marcas não poderão incluir outros modelos de rotulagem nutricional junto ou muito próximos à lupa, pois isso também pode dificultar a compreensão dos consumidores.


+Notícias

Prepare o bolso: Páscoa será mais cara para o consumidor

Genuine amplia portifólio de olho em conveniência para clientes

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]