Pesquisar
Close this search box.
/
/
Wadih Damous: “Senacon nunca teve tanta importância quanto terá hoje”

Wadih Damous: “Senacon nunca teve tanta importância quanto terá hoje”

Conheça o novo secretário da Senacon, Wadih Damous, que assumiu o cargo na última segunda-feira em Brasília

A Consumidor Moderno conversou com o novo secretário Nacional do Consumidor, Wadih Damous, que tomou posse à frente da Senacon nesta segunda-feira (02/01). Escolhido pelo também recém empossado como ministro da Justiça, Flávio Dino, Wadih afirmou que as questões relacionadas aos direitos dos consumidores nunca tiveram tanta importância como neste momento, devido ao superendividamento de grande parte da população brasileira. Para Damous, o Código de Defesa do Consumidor foi criado para mitigar a assimetria que existe entre fornecedores e consumidores, considerados a parte mais fraca dessa relação. O superendividamento e o avanço da pobreza, segundo ele, aumentam a posição de vulnerabilidade dos consumidores e exigem que o Estado haja para mitigar essa assimetria que se torna ainda maior nesse contexto.

“É um desafio para mim, teremos muito trabalho pela frente. Nossa conduta será no sentido de proteger quem precisa ser protegido, ouvindo todas as partes, incluindo as empresas e os fornecedores, mas deixando claro que nós não podemos deixar que o exercício do consumo leve as pessoas ao superendividamento. Partindo do princípio de que estamos em um governo que deixou clara a preocupação com a pobreza, a miséria e a fome, combater o superendividamento será uma de nossas prioridades. A Secretaria Nacional do Consumidor nunca teve tanta importância quanto terá nos dias de hoje”, analisou Wadih Damous, novo secretário da Senacon.

Damous é advogado, graduado pela Faculdade de Direito da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e mestre em Direito Constitucional e Teoria do Estado pela PUC/RJ. O novo secretário Nacional do Consumidor foi deputado federal pelo PT-RJ entre 2015 e 2018. Na área de Defesa do Consumidor, Wadih Damous foi autor do projeto de lei 9574/2018 para combater a chamada “indústria da cobrança indevida”.

Wadih também foi presidente da OAB/RJ, da Comissão da Verdade do estado do Rio e da Comissão Nacional de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil. O Secretário recém nomeado é autor do livro Medidas Provisórias no Brasil, juntamente com o agora Ministro da Justiça, Flávio Dino.

Com a posse do presidente Luís Inácio Lula da Silva no último domingo, o governo eleito ganhou forma. Flávio Dino (PSB) assumiu o Ministério da Justiça e afirmou que além do combate ao superendividamento e aos crimes ambientais, a garantia dos direitos dos consumidores será uma das prioridades da pasta. Além de Damous, foram nomeados para cargos importantes no Ministério da Justiça: Ricardo Garcia Capelli (secretário executivo); Augusto Botelho (secretário nacional de Justiça); Tadeu Alencar (secretário nacional de Segurança Pública); Marta Rodrigues de Assis Machado (secretária nacional de Políticas Sobre Drogas); Marivaldo de Castro Pereira (secretário nacional de Acesso à Justiça); Rafael Velasco Brandani (secretário nacional de Políticas Penais) e Elias Vaz (secretário nacional de Assuntos Legislativos).

A chefia da Polícia Federal ficará a cargo de Andrei Augusto Passos Rodrigues e a Polícia Rodoviária Federal será comandada por Antônio Fernando Sousa Oliveira.

Primeira Medida: notificação de postos

aumento-preço-gasolina

Ainda ontem, após assumir o cargo de secretário da Senacon, Wadih Damous, fez um post nas redes sociais condenando o aumento do preço dos combustíveis pelos postos de gasolina. “Inaceitável e inexplicável a alta da gasolina pois não houve aumento no preço internacional do barril de petróleo e a isenção de tributos federais sobre os combustíveis foi renovada”, escreveu Wadih em sua conta no Twitter. Em seguida, ele completou: “Como Secretário Nacional do Consumidor já mandei notificar esses postos. Parece coisa orquestrada”.

Logo que assumiu o governo, o presidente Lula assinou uma medida provisória prorrogando a desoneração de combustíveis no país até o fim de fevereiro. A desoneração feita pelo governo anterior deixou de vigorar no último dia de 2022. O ministro da Justiça, Flávio Dino, disse na segunda-feira, em seu discurso de posse, que determinou, como medida imediata, que o secretário Nacional do Consumidor, Wadih Damous, ficasse atento ao aumento dos combustíveis nos postos e tomasse as medidas necessárias. “Já orientei o secretário Wadih a verificar imediatamente a situação dos aumentos irrazoáveis, imoderados dos combustíveis ocorridos hoje, uma vez que não há nenhuma razão objetiva a tanto”, disse Dino em discurso durante cerimônia de transmissão de cargo.


+ Notícias

Procon-SP lança ferramenta que auxilia consumidor e estimula concorrência

Mercado de criptoativos começa a ser regulado no Brasil

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]