Pesquisar
Close this search box.
/
/
Você é o que você come, mas você sabe o que come? Rotulagem nutricional explica

Você é o que você come, mas você sabe o que come? Rotulagem nutricional explica

Alertas para excesso de ingredientes pouco saudáveis, como açúcares, gorduras e sódio movimentam indústria a produzir alimentos mais saudáveis para consumidores mais exigentes

A partir desta segunda-feira, 09/10, todos os alimentos devem obrigatoriamente estar atualizados com os novos rótulos de informação nutricional, tanto na frente quanto no verso das embalagens. A determinação da Anvisa entrou em vigor há um ano, com esse prazo para adequação das marcas ao formato, que inclui alertas para alimentos ricos em ingredientes pouco saudáveis, as lupas, com alertas para quando houver altos teores de açúcares, gorduras e sódio, e a padronização da rotulagem nutricional na parte de trás das embalagens.

As regras passam a valer para produtos embalados na ausência do consumidor, e incluem alimentos, bebidas, ingredientes, aditivos alimentares, coadjuvantes de tecnologia, inclusive aqueles destinados exclusivamente ao processamento industrial ou aos serviços de alimentação.

“Um item de extrema importância e considerado como diferencial nessas publicações é em relação a nova rotulagem nutricional frontal, algo inédito para o Brasil. Também conhecido como FOP, da abreviação do inglês front-of-pack, os selos nas embalagens identificarão os produtos que possuem um conteúdo acima dos limites previstos para açúcar adicionado, gordura saturada e sódio. Essa nova regulamentação vai auxiliar os consumidores a tomarem decisões baseadas em informações claras e de fácil entendimento”, comenta Lilian Cupersmid, Gerente de Assuntos Regulatórios da Tate & Lyle

A principal mudança é a rotulagem nutricional frontal, um símbolo de uma lupa na parte da frente das embalagens com a informação ALTO EM.

“Acreditamos que as novas regras de rotulagem, em especial a rotulagem nutricional frontal, facilitam a compreensão do consumidor e auxiliam em suas escolhas alimentares. Esse compromisso faz com que constantemente a Danone revise a formulação dos seus produtos para reduzir progressivamente os teores desses nutrientes, à frente das legislações locais”, afirma Joana Aranha, Gerente de Assuntos Regulatórios da Danone Brasil

Quando um alimento é considerado alto em açúcares, gordura ou sódio?

A rotulagem nutricional frontal é um símbolo informativo incluído no painel frontal das embalagens com o objetivo de esclarecer ao consumidor sobre o alto conteúdo de açúcar adicionado, gorduras saturadas e sódio. Ela é obrigatória nos rótulos dos alimentos embalados na ausência do consumidor, cujas quantidades de açúcares adicionados, gordura saturada e sódio sejam iguais ou superiores aos limites abaixo:

Para alimentos sólidos

Quantidade maior ou igual a 15 g de açúcares adicionados por 100 g do alimento.

Quantidade maior ou igual a 6 g de gorduras saturadas por 100 g do alimento.

Quantidade maior ou igual a 600 mg de sódio por 100 g do alimento.

Para alimentos líquidos

Quantidade maior ou igual a 7,5 g de açúcares adicionados por 100 ml do alimento.

Quantidade maior ou igual a 3 g de gorduras saturadas por 100 ml do alimento.

Quantidade maior ou igual a 300 mg de sódio por 100 ml do alimento.

“O Guia Alimentar para a População Brasileira é uma importante referência que nos orienta a evitar o consumo de ultraprocessados. Hoje temos várias evidências científicas que associam o consumo desses produtos ao desenvolvimento de doenças crônicas não transmissíveis, como diabetes, pressão alta, obesidade e até depressão”, explica a nutricionista e supervisora técnica do Programa de Alimentação Saudável e Sustentável do Idec, Laís Amaral

Em outros países da América Latina a rotulagem nutricional frontal já existe há algum tempo, e muitos fabricantes reformularam seus produtos, reduzindo a quantidade de açúcar, sódio e gorduras. No México, após um ano da nova rotulagem, uma pesquisa identificou que 72% dos entrevistados consideram que a medida contribui para as decisões de escolha de produtos.

Entre os principais objetivos da nova rotulagem nutricional estão:

  • Facilitar a compreensão da rotulagem nutricional pelos consumidores para a realização de escolhas alimentares;
  • Aperfeiçoar a visibilidade e legibilidade das informações nutricionais;
  • Facilitar a comparação entre os produtos;
  • Reduzir situações que geram engano ao consumidor.

Assine a nossa newsletter! Fique atualizado sobre as principais novidades em experiência do cliente

Como entender a tabela de informação nutricional

Diante de uma ampla busca dos consumidores por alimentos mais saudáveis, a nova rotulagem nutricional chega em um bom momento para auxiliar as pessoas a fazerem escolhas mais informadas de alimentos e bebidas. A indústria por sua vez, deverá encontrar formas de entregar produtos que atendam às exigências mais elevadas desses consumidores, com um melhor valor nutricional e que tenham os aspectos sensoriais esperados, como sabor e textura.

“A rotulagem nutricional é toda declaração destinada a informar ao consumidor as propriedades do alimento. Dentre elas está a tabela nutricional, onde são descritos o conteúdo energético, os nutrientes e as substâncias bioativas, que são dados obrigatórios nos rótulos dos alimentos embalados na ausência dos consumidores, salvo algumas exceções”, comenta Lilian

Leia mais: Valores pessoais dominam decisões de compras para novos consumidores

As tabelas nutricionais deverão ser padronizadas em formatos e fontes, com inclusão de uma coluna indicando os valores para cada 100g/ml do produto e por tipo de preparo, como nos congelados. As principais mudanças são:

             Uso de apenas letras pretas e fundo branco

             Proibição de colocar a tabela em áreas de difícil visualização ou deformadas

             Identificação de açúcares totais e açúcares adicionados

             Declaração do valor energético e nutricional por 100g ou 100ml

             Destaque do número de porções por embalagem

             Uso da frase com esclarecimento sobre o percentual de valor diário: “percentual de valores diários fornecidos pela porção”.

“Com a entrada em vigor do FOP, muitos produtos comuns no dia a dia dos brasileiros receberão o selo de alto em açúcar adicionado, por exemplo. Isso será um alerta para que as pessoas revejam a frequência e a quantidade de consumo desses alimentos, em especial para quem busca controlar a ingestão desse nutriente. Ainda que as pessoas desejem consumir menos açúcares, não abrem mão de sabor e indulgência, e para atender a essas demandas os fabricantes contam com diversas opções de edulcorantes sem ou de baixa caloria, como por exemplo as estévias, ingrediente que cada vez mais conhecido pelos consumidores”, comenta Leonardo Christol, Gerente de Marketing da Tate & Lyle.

Mudança nos rótulos provoca mudança nos ingredientes

As atualizações buscam melhorar a clareza e facilitar a leitura das informações nutricionais presentes no rótulo dos alimentos, para auxiliar o consumidor a realizar escolhas alimentares mais conscientes.

A Danone vem investindo em pesquisa e inovação para melhorar a qualidade nutricional de seus produtos, diminuindo a quantidade de açúcares, sódio e gorduras das composições. Como resultado desse trabalho, no Brasil, 100% dos seus iogurtes, sobremesas e bebidas à base vegetal não precisarão incluir a rotulagem nutricional frontal de alerta de quantidades excessivas de açúcares adicionados, gorduras saturadas e sódio.

A companhia assumiu globalmente a responsabilidade de investir na melhoria da qualidade nutricional dos produtos, bem como diminuir a ingestão de açúcares e gorduras adicionados. “Melhoramos nosso portfólio continuamente por meio de reformulação. No Brasil, 89% do volume do portfólio é classificado como saudável, com pontuação acima de 3,5 de acordo com o sistema HSR – Health Star Rating,” detalha Ana Grubba, Diretora de Assuntos Médicos e Acesso da Danone Brasil.

Recentemente, a Danone lançou sua primeira campanha que traduz sua visão One Planet. One Health, com o posicionamento local da marca mãe: “Tudo de Bom, Tudo de Bem, que remete ao seu portfólio saudável e o modelo sustentável presente em tudo o que a Danone faz.  “Entregar ao consumidor um portfólio com 100% de iogurtes, sobremesas e bebidas à base vegetal sem alerta frontal sintetiza o compromisso e o propósito da Danone em focar em saudabilidade”, enfatiza Ana Assis, Head de Indulgence, Kids e Masterbrand na Danone Brasil.

Conheça o Mundo do CX

A marca própria do Dia, Melhor a Cada Dia, também vem se dedicando para atualizar os seus produtos de acordo com a nova regulamentação da Anvisa e já conta com 60% dos seus produtos atualizados, avançando para etapas de impressão.

As mudanças exigidas pela Anvisa ajudarão o consumidor a tomar decisões sobre consumo mais consciente. Para Loiane Silveira, diretora de Marca Própria do Dia, a nova rotulagem de alimentos permite que a população saiba exatamente o que está levando para casa, e abre oportunidades para o mercado trazer melhorias para os produtos com uma escolha mais seletiva dos ingredientes.

Dentre as mudanças realizadas pela marca própria Melhor a Cada Dia, também estão a atualização de receitas de alguns produtos, que hoje estão ainda mais saudáveis. Alguns exemplos são as linhas de milho e ervilha em conserva, que não contam mais com a adição de sal em sua composição, além das sopas instantâneas que tiveram redução de sódio em sua formulação.%

“Iniciamos o processo de readequação em 2022 e já temos 94% dos produtos atualizados conforme a nova legislação. Nosso objetivo é atualizar quase 600 SKUs dentro do prazo”, explica.

Os produtos fabricados antes de outubro de 2023 podem ser comercializados sem adequação até o prazo de validade expirar.



+ NOTÍCIAS
Quais são os 5 perfis de consumidores no mundo hoje?
Brasileiros preferem os pontos de contato presenciais para receber publicidade, aponta Kantar

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]