Pesquisar
Close this search box.
/
/
Não aposte todas as suas fichas na Alibaba

Não aposte todas as suas fichas na Alibaba

E-commerce chinês tem algumas características chave e exigências específicas. Saiba mais

Em um dos IPOs mais aquecidos e antecipados dos últimos anos, esse mês a gigante chinesa de e-commerce, Alibaba, será listada na New York Stock Exchange. Esse é o próximo passo em 15 anos de jornada da companhia baseada em Hangzhou no mundo dos grandes varejistas online ? maior até que a Amazon.

Para os varejistas que veem apenas esse fato, o Alibaba caiu do céu. Analistas predizem que pelo menos 500 milhões de chineses podem entrar na classe média global na próxima década, a plataforma de e-commerce é um caminho seguro e confiável para estabelecer um ponto de desenvolvimento na região e vender produtos e serviços para esse mercado de consumo em rápida expansão. De acordo com a empresa de consultoria KPMG, mais consumidores chineses engajam nas compras online que qualquer lugar do mundo.

No entanto, o e-commerce na China tem algumas características chave e exigências em relação a outros mercados. Por exemplo, é típico do consumidor chinês preferir pagar quando recebe o produto, ao invés de pagar com atencedência, adicionando uma camada de complexidade nas transações e no sistema de cobrança.

A língua chinesa simplificada com seu conjunto significativo de caracteres também é um desafio para integrá-la dentro de uma plataforma de web. É por isso que muitos varejistas olham para o Alibaba como um padrão, um modelo pronto, uma solução pronta que contorna as peculiaridades do mercado chinês.

No entanto, apesar de seus benefícios claros, o Alibaba também coloca em risco um número de varejistas online que estão procurando aumentar o valor da marca e dos lucros na China, particularmente aqueles com presença internacional de marca já estabelecida.

Por exemplo, se a companhia escolhe abrir uma loja virtual no Tmall, a plataforma B2C popular do Alibaba, sua habilidade de manipular o ?look & feel? da experiência do usuário é limitada. Os varejistas online que têm uma identidade de marca forte para direcionar vendas em áreas como moda, luxo, comida e bebida, geralmente reclamam que o Alibaba restringe sua habilidade de criar uma experiência online que surpreenda e ?delicie? o consumidor da mesma forma que um website dedicado faz.

O crescimento do mobile shopping por smartphones, tablets e phablets, exacerba ainda mais essa questão. A China é o maior mercado de smartphones e seus consumidores gastaram cerca de US$ 27 bilhões em compras por dispositivos móveis em 2013.

Se um varejista depende do Tmall, ele não consegue intermediar o relacionamento com sua base de clientes móvel. Isso perde o controle vital do dado do cliente e sua experiência de marca cuidadosamente desenvolvida e a oportunidade de gerenciar diretamente e influenciar os consumidores para o caminho da compra.

O aumento das compras multicanais tem gerado um crescimento explosivo das soluções de comércio omnichannel. Essas plataformas integram a jornada do consumidor por todos os canais como no mobile, loja, site, mídias sociais e contact centers, assegura que a experiência do consumidor do varejista ? preço, ?look and feel?, conteúdo ? seja consistente, contextual e relevante.

É por seguir uma estratégia omnichannel própria ao lado da presença robusta da Alibaba, que marcas líderes têm prosperado na China até agora. Gerenciamento de produto e estoque também são componentes importantes de uma estratégia de comércio robusta de omnichannel.

Para os varejistas com múltiplos sites, diferentes linguagens e mercados, a habilidade de atualizar informações de produtos uma vez, e por isso, atualizar imediatamente em qualquer canal, e em qualquer lugar, é enormemente poderoso. Algumas plataformas, como hybris, podem oferecer integração com o Alibaba, então os dados de status e de estoques podem ser sincronizados automaticamente, atualizando a loja no Tmall em tempo real.

O Alibaba é vital para qualquer estratégia de varejistas na China. É um caminho importante para o engajamento do consumidor chinês e direcionador de crescimento. No entanto, os varejistas devem ser cuidadosos e não apostar todas as suas fichas no Alibaba.

Uma estratégia de comércio de omnichannel que ajuda a gerenciar uma série de canais próprios de uma região ? web, mobile, contact center, mídias sociais, e até o Tmall, é uma alternativa muito melhor, por permitir que o varejista construa um relacionamento de audiência significativa e de identidade da marca.

*Stefan Schmidt, vice-presidente de estratégia de Produto da hybris

Leia mais:

Na cola da gigante

Chinesa Alibaba chega ao mercado americano

Alibaba e os investimentos no mercado brasileiro

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]