Pesquisar
Close this search box.
/
/
Monitoria de qualidade fortalece cultura e satisfação na Boa Vista

Monitoria de qualidade fortalece cultura e satisfação na Boa Vista

Monitoria de qualidade se reflete em aumento da satisfação dos clientes, empoderamento das equipes e fortalecimento da cultura na Boa Vista

Um case de sucesso que associa elementos da cultura organizacional no checklist de monitoria de qualidade. Quando falamos de atendimento, é impossível não falar em atendimento mais consultivo, já que há elementos de dados para fundamentar a avaliação técnica, indica Camila Fortunato, head de Atendimento na Boa Vista, que implementou um atendimento próprio atrelado aos valores da empresa.

A Boa Vista optou por ter um atendimento próprio, mesmo em um negócio B2B, já que a relação direta da empresa é com outras empresas que servem ao consumidor final. A decisão de empoderar e engajar atendentes dentro da empresa veio com o desafio de lidar com as especificidades de um serviço de Call Center. O objetivo foi levar ao cliente da Boa Vista

Isso só foi possível graças à forte cultura organizacional da empresa, focada em valores, que incluem a valorização do trabalho em equipe, a formação continuada, a confiança no time, o incentivo à diversidade e a busca por melhores soluções.

Nesse processo, o time de People foi essencial para o sucesso da estratégia. A Boa Vista desenvolveu um robusto processo de capacitação e formação dos atendentes com indicadores próprios e monitoramento da qualidade.

Leia Mais: A importância de uma cultura organizacional forte para enfrentar os novos tempos

Parceria Boa Vista com 2 Clix

A monitoria da qualidade dentro da Boa Vista foi elaborada em uma parceria com a 2Clix, empresa fornecedora de tecnologia, para medir não só o atendente, mas também os processos. “Isso porque o analista não é um monitor de qualidade, mas um analista de canais”, explica Fortunato.

O monitoramento do atendimento foi muito além dos feedbacks tradicionais de condução e linguagem, e se voltou para a identificação do comportamento que reflete os valores de cultura da Boa Vista. Além disso, a política de treinamento constante é a principal ferramenta para a manutenção do conhecimento e sustentação do repasse dos valores da companhia aos clientes.

Conheça o Mundo do CX

Nesse processo, a Boa Vista repensou todo o seu checklist de monitoria de qualidade, para colocar os valores da cultura da empresa em cada bloco de avaliação do atendimento. A partir de então esse checklist passou a incluir a avaliação do atendente, a avaliação do processo, e acima de tudo, a escuta ativa dos clientes em relação ao atendimento.

Para acompanhar a elevação do nível de qualidade demandado ao time, essas políticas foram associadas à adoção de escalas específicas, programas motivacionais, remunerações variáveis atreladas às notas de qualidade. Isso se traduz, por exemplo, em uma bonificação de 5% sobre o valor de apuração mensal quando o atendente recebe elogios dos clientes.

Monitoria de indicadores melhoraram o CX

A monitoria da qualidade implementada pela Boa Vista se refletiu na melhora do NPS da empresa, e trouxe insights para tornar a experiência do cliente (CX) cada vez mais fluida, com o aprimoramento de processos internos a partir dessa escuta ativa dos clientes.
Quando a gente fala em CX ouve empresas falando de mapear jornadas. E a gente tem na monitoria um grande volume de insights para melhorar o CX, destaca Camila Fortunato.

Já está no ar a mais nova edição da revista Consumidor Moderno. Confira!

Esses insights sensibilizaram vários outros indicadores, especialmente de satisfação de clientes. Dentro dos quatro principais indicadores que a Boa Vista trabalha:

CSAT: Pontuação de Satisfação do Cliente: que se mantem estável em mais de 96%, o que reflete a qualificação do time de atendimento através da satisfação dos clientes

FCR: First Call Resolution, um dos indicadores considerados mais importantes dentro da Boa Vista, e reflete a autonomia dada à linha de frente na solução de problemas. A meta de 60% de resolutividade já foi atingida

Ouvidoria: a Boa Vista tem percentual 0 de reclamações na sua ouvidoria geradas por falhas ou erros operacionais de atendimento

Rejeição: o índice avalia através da escuta ativa a qualidade das demandas que não foram resolvidas no FCR e que são submetidas às demais áreas de empresa. O índice está dentro da meta, de no máximo 3%

“Eles refletem como nosso atendente está empoderado e informado: ele sabe até onde pode ir e está focado na solução”, pontua a Head de Atendimento do Boa Vista.

O absenteísmo no atendimento da Boa Vista e o baixíssimo turn over são dois os maiores motivos de orgulho para Fortunato. Isso porque a decisão de ter um atendimento próprio se fundamentou na necessidade de formação dos colaboradores, que têm em média um período de maturação e adaptação entre 6 e 9 meses.

Por isso a Boa Vista trabalhou forte na formação e na monitoria o empoderamento, o reconhecimento, de recompensa e a permanência dentro da empresa indicam que a satisfação desses clientes internos está no caminho certo.

Leia Mais: Estudo aponta os principais problemas dos consumidores no acesso ao crédito

Dados que fundamentam decisões de empresas e auxiliam consumidores

A Boa Vista, uma empresa de tecnologia analítica 100% brasileira, nascida em 2010 a partir do banco de dados do SCPC, pioneiro no país. A Boa Vista se consolidou como referência no apoio à tomada de decisões analíticas em todas as fases do ciclo do negócio, ao unificar o banco de dados negativos com a inclusão dos dados do cadastro positivo. A empresa é a precursora do Cadastro Positivo, aquele que identifica os consumidores que são bons pagadores.

Além do potente banco de dados que ajuda a fundamentar as decisões de crédito das empresas, a Boa Vista investe na educação financeira dos consumidores. O objetivo da Boa Vista sempre foi incluir os consumidores brasileiros no mercado de crédito, apoiando-os na construção de um relacionamento sustentável com as empresas e garantir boas relações de consumo nas duas pontas.

São mais de 240 milhões de CPFs em sua base e mais de 140 bilhões de informações processadas, tanto positivas quanto negativas. A Boa Vista recebe mais de 3 bilhões de consultas de score – que indica qual é perfil financeiro do consumidor e pode ser consultado por empresas e bancos.

Assine nossa newsletter e fique atualizado sobre as principais notícias da experiência do cliente

O que é Score

O score é um indicador do perfil financeiro do consumidor, que pode ser consultado por bancos e empresas. A pontuação vai de 0 a 1000 para indicar quais as chances de a pessoa honrar seus compromissos. O cálculo é feito a partir do histórico de crédito do consumidor no mercado, os dados de negativação e o Cadastro Positivo – que identifica os bons pagadores.

O score é importante porque é com ele que as empresas e bancos analisam se vale a pena conceder crédito a alguém. Quando maior a pontuação, melhores as chances de conseguir crédito – desde um empréstimo direto ao financiamento de um bem ou produto.


+ Notícias

Brasileiro abre Whatsapp pelo menos uma vez ao dia

Digital First, como transformar o conceito em realidade

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]