Pesquisar
Close this search box.
/
/
Metaverso e o audiovisual: qual o futuro das salas de cinema?

Metaverso e o audiovisual: qual o futuro das salas de cinema?

Produtores, distribuidores e organizadores de festivais vêem oportunidade na incorparação da Web3, NFT e Blockchain no mercado audiovisual

Com um espaço voltado exclusivamente para debater assuntos relacionados ao metaverso, a MetaMundi Xperience Arena, o Rio Innovation Week  discutiu como a Web3 e o Metaverso impactam a indústria audiovisual, tanto para produtores, distribuidores e organizadores de festivais, quanto para as salas de cinema e para o próprio público: os consumidores.

Participaram do debate Bruno Beauchamps, fundador e CEO da Filme Filme, primeira plataforma de streaming totalmente brasileira; e Walkiria Barbosa, diretora do Festival de Cinema do Rio. Foi consenso entre os participantes do painel que o metaverso surge para trazer novas possibilidades para o mercado audiovisual, sem comprometer as salas de cinema.

Leia mais: Como fica o consumidor na guerra do streaming?

Apesar de toda a expansão do streaming e dos mais diversos formatos que as produções audiovisuais assumiram, principalmente com a pandemia, para o consumo em casa, nada se iguala à experiência oferecida dentro das salas.

Assistir a um filme em uma tela enorme, com a pipoca de cinema, acompanhado de várias pessoas com reações diferentes a cada cena, é uma experiência única. A expectativa é que essas duas experiências coexistam. Para que isso seja possível, é necessário que os profissionais do audiovisual saibam explorar as oportunidades e ao mesmo tempo, que a população comece a entender melhor esse universo da Web3.

Leia mais: Como construir marcas icônicas para a Web3?

O consumidor do streaming e novos formatos de consumo

Desde que lançou a Filme Filme, Bruno Beauchamps se atentou às principais dores dos consumidores de streaming.  Uma delas, talvez a principal na época, era que as pessoas passavam mais tempo escolhendo o que iam ver do que de fato assistindo à obra escolhida.

A Filme Filme ofereceu outro formato, parecido com as salas de cinema, com lançamentos todas às quintas-feiras e um modelo de busca inspirado no Spotify.

Leia mais: Um labirinto de opções pode ajudar a engajar os clientes?

Hoje, após uma experiência bem sucedida com o NFT em um momento de crise, a Filme Filme planeja lançar sua própria sala de cinema no metaverso. Com direito a bomboniere digital, entrega de comida e bebida em 20 minutos e até mesmo a própria criptomoeda, para que os membros da comunidade possam fazer transações no marketplace da plataforma e explorar todo o ecossistema criado por eles, o lançamento está previsto para o próximo ano.

“O mais importante para nós que fazemos audiovisual é a construção de uma comunidade. Isso aconteceu em várias salas de cinema de rua, em que as pessoas iam até à sala e só na hora escolhiam algum filme em cartaz para ver. Essas pessoas saíam de suas casas e iam até lá pela experiência. Hoje consigo ver isso na Filme Filme. Ir para o metaverso é uma forma de potencializar a nossa comunidade, oferecendo uma experiência que aborde todos os nossos sentidos”, explicou Bruno.

Não será o fim das salas de cinema

Walkiria Barbosa, diretora do Festival de Cinema do Rio, enfatizou que apesar de todas as possibilidades do metaverso, um formato não destrói o outro e que as salas de cinema vão voltar a ser ocupadas.

Segundo ela, esse momento de “esvaziamento das salas” já aconteceu em vários momentos ao longo da história do audiovisual, mas que essa inércia passa e que as novas tecnologias vão sendo incorporadas.

industria-audiovisual-metaverso
A indústria audiovisual no metaverso – Foto: Natália Oliveira

“São formatos complementares. As plataformas de streaming querem lançar seus filmes na sala de cinema para garantir uma experiência que só a sala dá. Por outro lado, os produtores podem se apropriar do metaverso e enxergar novos caminhos. Nele você tem a possibilidade de ampliar o seu público, entregar para muito mais gente do que cabe em uma sala, desenvolver e comercializar bonecos dos seus personagens através do NFT, ter mais segurança e possibilidades de financiamento através do blockchain”, exemplificou Walkiria.

A diretora contou o case do Festival do Rio, que na última edição já teve um modelo híbrido, acontecendo não só em salas de cinema, mas também em uma plataforma de streaming americana que já nasceu no metaverso.

“Sempre achei que o nosso mercado no modelo tradicional, com o surgimento das novas janelas, poderia se tornar um formato antigo e obsoleto que precisaria se transformar. Até porque você não consegue conectar o mundo inteiro em um evento físico. A nossa parceria com a Filmocracy foi muito bacana, tinham vários prédios, a gente fazia debates, reuniões, tinha sala de espera, as pessoas assistiam aos filmes como se estivessem juntas no mesmo lugar. Foi uma experiência única que vamos aperfeiçoar para próxima edição”, anunciou.

Walkiria deu ainda uma dica para os produtores independentes. “Hoje a sala de cinema é apenas uma das janelas. Tem muitas outras oportunidades”, comenta.

“Com o metaverso, o produtor independente pode fazer coisas que a Disney faz, a maior do mundo. É uma descentralização do processo. É preciso ter a consciência de que não existe mais neste mundo aquela coisa de: eu vou produzir um filme. Quem está pensando assim vai ficar ultrapassado. Temos que produzir um conteúdo, que vai ter um conjunto de conteúdos em volta”, enfatizou a especialista.

Rio Innovation Week

lifelong-learning-innovation-week(1)

O Rio Innovation Week 2022, considerado um dos maiores eventos de Inovação e Tecnologia da América Latina, está acontecento no Píer Mauá, na região portuária do Rio de Janeiro. Com mais de 700 palestrantes e cerca de 200 empresas expositoras, a ideia do evento é debater o futuro de diversos segmentos do mercado e da sociedade, incluindo o varejo, o entretenimento, a indústria audiovisual, a educação, o esporte e a saúde, por exemplo. O RIW está em sua segunda edição, começou no dia 8 de novembro e vai até a próxima sexta-feira (11/11).

A MetaMundi Xperience Arena é um espaço 100% dedicado à Web 3.0 organizado pela MetaMundi, agência multisserviços que cria pontes arquitetônicas, artísticas e experienciais entre marcas e o Metaverso. A arena reúne especialistas do universo Web3 para rodadas de debates, painéis e cases de sucesso sobre temas variados como avatares, música, arquitetura, marketing, comunicação, arte, indústria, moda, cripto, finanças, DeFi, tecnologia blockchain, aspectos jurídicos, educação tecnológica, governança, entre outros.


+ Notícias

Lifelong learning: hoje até o conhecimento tem prazo de validade

‘Fan Experience’: o fã como protagonista da NBA

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]