Pesquisar
Close this search box.
/
/
Líder x chefe: desvendando papéis e habilidades inspiracionais

Líder x chefe: desvendando papéis e habilidades inspiracionais

Diferença entre papéis está, não só na forma de gestão, como também no uso do autoconhecimento para desenvolvimento pessoal e das equipes.

É muito possível que você já tenha visto em sua timeline em alguma rede social uma imagem que compara os papéis do chefe e do líder, mostrando como é a interação dessas figuras com a equipe.

O chefe é frequentemente associado à autoridade e controle. É o homem com o chicote na mão ou aquele que aponta (quase sempre de modo rude) o caminho para onde o grupo deve seguir, sem necessariamente participar da ação. Já o líder é aquele que inspira, que guia o time (quase sempre de modo cordial) e, sobretudo, que se coloca no mesmo nível dos demais, fazendo parte do trabalho que pretende ver realizado.

Ou seja, pelo senso comum, o chefe é o que manda fazer, enquanto o líder ensina, explica e muitas vezes faz junto, por isso inspira. Mas a questão têm nuances que precisam ser abordadas.

Para Izabela Mioto, professora de cursos de pós-graduação e MBA em diversas instituições, entre elas, a Fundação Dom Cabral (FDC), a Fundação Instituto de Administração (FIA) e a FAAP, o chefe tem o papel de cobrar resultados da equipe, porque é isso o que a empresa espera dele. Assim, ele exerce um poder de fazer as coisas como ele acha que deve ser feito ou como ele foi contratado para fazer.

Enquanto isso, o líder, de acordo com a professora, sócia cofundadora e diretora da Arquitetura RH, também precisa fazer com que os resultados aconteçam, mas vai realizar essa tarefa de outra maneira. “O líder conquista autoridade no sentido de ter a autorização das pessoas para que ele as influencie a fazer as coisas pelo desejo intrínseco, pela motivação intrínseca, não extrínseca”, diz.

Motivação extrínseca é aquela força que vem de fora que demanda o cumprimento de uma tarefa por estímulo do medo, do receio de sofrer alguma represália, perder o emprego ou ficar sem dinheiro pagar as contas no final do mês. O líder não atua dessa forma, mas busca tocar o seu liderado a partir do seu interior. 

“Com o líder, as pessoas realizam suas tarefas porque a maneira como ele conduz o processo é tão emocionalmente segura, com propósito, com sentido, que elas têm o desejo genuíno de fazer as coisas pela autoridade que ele confere”, explica Mioto. “Ele, ao fazer com que o trabalho aconteça, tem uma postura tão eticamente cuidadosa, de muita transparência e respeito, que faz com que sua equipe, seus liderados, lhe autorizem a influenciá-los”.

Chefes tradicionais ainda têm lugar no futuro das organizações?

Na opinião da professora, não há dúvidas que as organizações precisam de pessoas em cargos de chefia que façam “a coisa” acontecer, que tragam junto com a equipe o resultado necessário para a sobrevivência do negócio. Contudo, a figura do chefe cobrador talvez não se sustente mais hoje em dia, principalmente porque cada dia mais as novas gerações ocupam o mercado de trabalho. 

Izabela Mioto lembra que, no passado, a própria criação das pessoas era diferente e a relação com as ordens recebidas em casa, por exemplo, era outra, mais passiva. “Hoje há mais questionamentos, as pessoas querem entender os porquês”, aponta. Ou seja, cobrar por cobrar, sem uma explicação ou orientação sobre o objetivo que está sendo buscado é uma prática que deve trazer cada vez menos resultados positivos para as empresas. Uma mudança de postura desse chefe se faz necessária.  

“Eu acredito que essa cobrança, essa forma de garantir os resultados, pode ser feita com muita transparência, sem que se perca o respeito pelas pessoas. Eu já conheci alguns líderes que até em processos de demissão conseguem se inspiradores por sua postura”, lembra a professora.

Em um artigo para a Harvard Business Review, publicado em livro no Brasil, intitulado “As sete transformações da liderança”, os especialistas David Rooke e William R. Torbert afirmam que são poucas as pessoas em cargos de chefia que tentam compreender sua própria lógica de ação, e menos ainda as que exploram a possibilidade de alterá-la. Mas isso é possível.

“Descobrimos que líderes que mergulham em uma viagem de autoconhecimento e desenvolvimento pessoal podem transformar não apenas suas próprias potencialidades, mas também as de suas empresas”, escrevem os autores.

É preciso se conhecer para ser um líder inspirador

Para Izabela Mioto, o caminho para que lideranças consigam desenvolver habilidades inspiracionais, começa no autoconhecimento. “Eu acredito muito que a compreensão do impacto da atitude no outro, vem do autoconhecimento. Quando você se conhece bem e está bem consigo mesmo, consegue gerar boas conexões com as outras pessoas, por mais distintas que sejam. Então eu acho que esse é o caminho para uma liderança inspiracional”, afirma.

Segundo a professora, o líder que se conhece bem se torna um facilitador que escuta e compreende o liderado, mesmo que nem sempre concorde com ele. Ele é capaz de “entender os contextos antes dos textos” quando se comunica. Nesse processo, pode olhar para os liderados procurando compreender os seus potenciais e comunicar esses potenciais de uma forma “tão incrível”, que mesmo a pessoa que não acredita em si, passa a crer e colocar em prática esse potencial.

“Esse líder tem uma credibilidade no outro que é tão genuína, que o outro passa a querer fazer e se superar, para poder atender ao olhar do líder”, explica Mioto. “Eu já vi várias histórias assim, que eu acho muito bacana. Um líder que não desiste fácil, que tem essa coerência daquilo que deseja e consegue lidar bem com as adversidades, até conectando com o potencial dessa rede, dessa equipe que vem junto com ele, constrói a força em momentos de adversidade, onde todos cooperam, se ajudam. Para isso tem que ter muita humildade”.

Mesmo que enfrente constantemente situações novas e desafiadoras, um líder bem resolvido traz a segurança emocional para a equipe e, assim, promove ambientes emocionalmente seguros, que estimulam a criatividade e fazem com que as pessoas não tenham receio de dar ideias, trocar experiências.

“Eu digo que liderar é a arte de conhecer a si mesmo para então mobilizar os outros para que queiram lutar por aspirações compartilhadas. Porque a incoerência não mobiliza ninguém”, diz Izabela Mioto, inspirada em James Kouzes e Barry Posner, autores do best-seller “O desafio da liderança”.

Inspiração sem perder o foco

“Daqui para frente, cada vez mais, a gente vai precisar de líderes que tenham formas muito assertivas, muito transparentes e respeitosas de liderar sem perder a perspectiva das habilidades do chefe”, pondera a professora. “Porque também não é possível que eu seja um líder inspirador que não entregue resultado. Assim eu não me sustento como líder”.

“É uma junção que está no como, na forma de  exercer o papel de chefia. A chefia está ali, com o poder e a necessidade de fazer as coisas acontecerem, com poder sobre as pessoas. Mas esse poder com a autoridade amplia muito a qualidade da conexão, então os resultados vêm e eles se sustentam”.

CONAREC

O CONAREC 2024 será a maior edição já realizada do principal evento de Customer Experience do mundo. A conferência reunirá centenas de lideranças e profissionais para compartilhar experiências, desenhar jornadas com o mínimo de atritos, gerar networking, fechar novos negócios e muito mais!

Com a chegada da Inteligência Artificial generativa, que está revolucionando todos os setores, o desafio se torna ainda maior. Venha para uma imersão de conteúdo e ajude a construir o CX do futuro.

O CONAREC 2024 será realizado nos dias 10 e 11 de setembro, no Transamérica Expo Center, em São Paulo. Confira as novidades e participantes confirmados no site: CONAREC 2024.

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 285

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
Rhauan Porfirio | Nathalia Parra


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Angela Souto
[email protected] 

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
Nathalia Parra | Zootz Comunicação

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 285

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
Rhauan Porfirio | Nathalia Parra


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Angela Souto
[email protected] 

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
Nathalia Parra | Zootz Comunicação

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]