Pesquisar
Close this search box.
/
/
Experiências desastrosas: a falha da Disney ao interromper o pedido de casamento

Experiências desastrosas: a falha da Disney ao interromper o pedido de casamento

O vídeo do pedido de casamento interrompido por um funcionário da Disney tomou conta das redes sociais e aumentou a discussão sobre o impacto de uma experiência ruim

É de comum acordo como uma experiência pode ser um dos pontos mais importantes da jornada de vendas: é ela que cria o vínculo emocional do cliente com a marca, ela que estabelece a frequência do consumo, ela que mede o índice de satisfação do consumidor com a marca e direciona, como uma bússola, o que funciona e o que não funciona dentro do planejamento.

E ela, também, que agrega — ou desagrega — a própria reputação da empresa perante o mercado. Ou seja, da mesma forma que é possível ter uma boa experiência memorável, também é possível que ela seja memorável por um motivo ruim. E, nesse segundo caso, deve-se acrescentar: inesquecível.

Assine a nossa newsletter e fique atualizado sobre as principais notícias da experiência do cliente

Essa experiência ruim, que está sujeita a qualquer empresa, vale destacar, ficou muito visível na última semana, com o caso do (quase) pedido de casamento na Disney em Marne-la-Vallée, na França, que tomou o cenário de discussões da última semana.

https://www.youtube.com/watch?v=quEOC0DmYUA

Entenda o caso

Desde o final de semana, tem circulado um vídeo icônico que mostra um funcionário da Disney interrompendo um pedido de casamento dentro do parque. No momento em que o homem chega em frente ao local escolhido pelo casal, logo em frente ao castelo da princesa Aurora, a Bela Adormecida, ajoelha-se e mostra a aliança à companheira, um colaborador da Disney corre em direção ao casal, recolhe os anéis da mão do homem e os direciona para fora do local.

No vídeo, colaborador explica de forma sucinta que o casal não poderia estar no local original e pede para que eles se retirem do tablado. O grande problema de tudo isso — além da condução no mínimo constrangedora de uma situação única, cuja experiência tange não apenas um momento de vida mais um espaço específico do parque —, é que o próprio consumidor tinha uma autorização especial, de outra funcionária da Disney, para fazer o pedido naquele espaço.

Conheça o Mundo do CX

A repercussão de uma experiência ruim

No momento, os demais visitantes do parque vaiaram a ação do funcionário e toda a cena gerou um sentimento geral de insatisfação. A repercussão do vídeo foi tamanha nas redes sociais que a própria Disney Company veio à público para pedir desculpas ao casal.

“Lamentamos como isso foi tratado. Pedimos desculpas ao casal envolvido e nos oferecemos para consertar as coisas”, acrescentou o porta-voz da Disney à revista Newsweek.

O assunto foi um dos mais comentados no Twitter, TikTok e Instagram no último final de semana e gerou ainda mais prejuízos ao parque e ao próprio colaborador da Disney. Entre os principais comentários dos internautas, destacam-se as indignações a respeito da frustração do “sonho Disney”, da experiência frustrada mediante ao preço da entrada do parque e falha de comunicação entre a administração do parque e os colaboradores.

Sem dúvidas, tanto para o casal quanto para as pessoas em volta, que inclusive vaiaram a ação do funcionário, dizem muito sobre o quanto uma experiência ruim pode se alastrar e gerar uma repercussão negativa muito mais expressiva. E, no caso da Disney Company, uma das empresas mais valiosas do mundo, o cenário é ainda mais preocupante.

Leia mais: A reabertura da Disney World e de outros parques

Um sonho de fadas… só que não

Em linhas gerais, em um mundo de sonhos e contos de fada, interromper o consumidor em um momento delicado, íntimo e único da vida, é mais do que quebrar a expectativa; é mitigá-la às migalhas. Ainda mais em um parque pautado em magia, voltado para a experiência.

E as consequências, nota-se pelo impacto do caso nas redes sociais, podem ser desastrosas. Isso porque a experiência do cliente, sobretudo quando se vale de recursos nostálgicos e muito presentes no imaginário do consumidor, acaba transpassando a barreira da relação marca-cliente e interfere na relação autoconsciente do usuário. E esse dano, muitas vezes, é irreversível.

Eis, portanto, a importância da construção impecável do customer experience: é duro dizer, mas, na maior parte das vezes, o cliente oferece apenas uma chance.


+ Notícias

As 6 características que fazem da Disney um mundo mágico

Quatro pilares para alcançar o padrão Disney de excelência 

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]