Pesquisar
Close this search box.
/
/
ESG na prática e bem-feito: as lições da AeC

ESG na prática e bem-feito: as lições da AeC

É necessário planejamento, cultura e exemplo para que ESG deixe de ser ambição e se torne ação

Motivadas por questões como redução de custos, reputação e atração de investidores, 54% das empresas brasileiras pretendem investir em projetos ligados à ESG (meio ambiente, social e governança). Os dados são de um levantamento realizado pela Grant Thornton, que também mostrou que apenas 39% das organizações estão desenvolvendo, de fato, um plano estratégico voltado para essa abordagem.

ESG acabou se tornando uma ambição nos últimos anos mas, para transformá-la em ação, resiliência e rentabilidade o caminho é longo. A AeC, por exemplo, é uma empresa que possui estratégias e práticas bem definidas: ela inclui as vertentes de meio ambiente, social e governança há anos na agenda prioritária.

“Apesar de não ter uma atividade potencialmente poluidora, a AeC, sempre se preocupou em construir sites verdes, adotar tecnologias de reaproveitamento de água da chuva, procurar fontes de energias alternativas e se utilizar das melhores formas de destinação de resíduos. Do ponto de vista social, sempre foi genuinamente diversa, é uma das pioneiras a fomentar a inclusão e a equidade nas operações e no corpo executivo”, conta Flavia Tomagnini, diretora Jurídica e de Compliance da AeC.

Ela destaca, ainda, a busca, ao longo dos 30 anos da empresa, pelas melhores práticas de governança corporativa. Todas essas iniciativas sempre tiveram objetivos claros: criar uma equipe mais engajada e feliz; atrair e reter grandes talentos, que incentivam a inovação e o aumento da eficiência e da produtividade; gerando segurança e tranquilidade para os investidores e consumidores, o que, consequentemente, traz novas oportunidades de negócios, em um grande círculo virtuoso.

Estrutura voltada para o ESG

Para chegar nesse estágio de aplicação e resultados das práticas ESG, é necessário criar uma estrutura voltada para isso. Por isso, na AeC, além de uma gerência Institucional e de ESG, outras áreas – como a Diretoria de Pessoas e a Ouvidoria – assumem projetos de manutenção da diversidade, inclusão e responsabilidade social.

O processo de implementação começou com um diagnóstico das práticas internas e das referências do mercado, para entender o estágio de atuação e identificar pontos de melhoria. Só então foram definidas metas e iniciativas, e a integração destas às estratégias operacional, comercial e financeira.

“Trata-se de cultura e exemplo. O mais importante pilar sobre o qual deve assentar-se um programa ESG é o comprometimento da alta administração. Cabe a ela a eleição dos valores que guiarão o desenvolvimento das atividades da organização, bem como a dos princípios nos quais se basearão as normas de conduta da empresa”, afirma Flavia Tomagnini.

“Nesse sentido, os líderes devem ser o exemplo da prática cotidiana da conduta ética, sustentável e socialmente responsável – o chamado exemplo tone from the top. Devem, assim, ter profundo conhecimento sobre os projetos, preceitos, regras e diretrizes que serão veiculadas pela empresa. É preciso garantir que os pilares e iniciativas ESG estejam não apenas alinhados, como também sejam parte da estratégia da empresa.”

Ações no dia a dia

A estrutura bem-preparada para programas ESG faz do plano uma realidade. Um exemplo disso é a “Caravana do Bem”, da AeC. Quando criada, em 2013, tratava-se de um fundo em que colaboradores somavam cotas de R$ 5 e R$ 10 e a empresa doava o dobro do valor. O fundo era revertido em doações de materiais didáticos e itens de higiene para instituições sociais parceiras. Com o tempo, o projeto cresceu e hoje, além das doações, também possui edições anuais e especiais, como a “Caravana do Bem – Todos por Elas” e “Caravana do Bem – Abraçando o Mundo”.

“’Todos por Elas’, é uma parceria com associações locais de acolhimento de mulheres em situação de abuso. A Caravana oferece um curso de capacitação para estas mulheres e as contrata em vagas da AeC, garantindo, ao menos, independência financeira e emancipação para que possam se reerguer. Já a ‘Caravana do Bem – Abraçando o Mundo’ é voltada para a inclusão de refugiados no mercado de trabalho, mas segue os mesmos preceitos”, diz Tomagnini.

Outro exemplo é o Comitê de Diversidade, Equidade e Inclusão, que promove a Semana da Diversidade, evento anual com ciclo de palestras, assegura o uso do nome social, participa de feiras de empregabilidade e inclusão, mantém um canal direto de denúncias tratadas pela Ouvidoria e garante um olhar inclusivo em toda a empresa.

Por entender que faz parte de um setor responsável por grande parte das vagas de primeiro emprego no Brasil, a AeC ainda busca valorizar o desenvolvimento pessoal (foram 3 mil funcionários promovidos no último ano) e promover capacitação por meio da universidade corporativa UniAeC. Há também o Digital Academy, um projeto de formação de colaboradores em programação para que estes possam ser realocados em vagas de tecnologia.

“A necessidade atual por modelos econômicos circulares e regenerativos traz para as empresas a responsabilidade pela busca de um desenvolvimento sustentável e essa é uma tendência sem volta. A inovação, a atração de investimentos, a retenção de talentos e a valoração da marca são algumas das muitas consequências diretas da adoção do modelo de produção sustentável provido pelo ESG”, conclui Flavia Tomagnini.


+ Notícias 

O que a Copa do Mundo pode nos ensinar sobre diversidade?

Marcas devem agir para o bem da sociedade 

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 284

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
YUCA | Estúdio Criativo

ILUSTRAÇÃO:
Midjorney


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

Fabiana Hanna
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
YUCA | Estúdio Criativo

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Líder de Marketing Integrado 
Suemary Fernandes 
[email protected]

Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 284

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
YUCA | Estúdio Criativo

ILUSTRAÇÃO:
Midjorney


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

Fabiana Hanna
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
YUCA | Estúdio Criativo

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Líder de Marketing Integrado 
Suemary Fernandes 
[email protected]

Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]