Pesquisar
Close this search box.
/
/
Dica pra que te quero: 15 orientações para economia de água

Dica pra que te quero: 15 orientações para economia de água

Parecia ironia, mas a preocupação com a falta de água no planeta ?coberto em 75% de seu território pelo recurso ? é grande

A ONU alertou: se não houver mudanças de hábitos no curto prazo, até 2030 quase metade da população global terá problemas de abastecimento – sem contar as 768 milhões de pessoas que já não possuem acesso à água potável e podem ficar em situação ainda mais complicada.

O desperdício começa na própria rede de distribuição, por conta de problemas como vazamentos e “gatos” – sabia que, no Brasil, a cada 100 litros de água coletados, apenas 64 chegam ao seu destino? -, e se agrava quando o recurso entra na casa dos brasileiros.

Economizar água já é uma necessidade urgente em todo o mundo e, além de não ser tão difícil, pode aliviar as despesas no fim do mês. Duvida? Confira 15 dicas supersimples que selecionamos para você começar a poupar água em casa hoje mesmo.

1-    Boca aberta, torneira fechada
Não deixe a água correndo enquanto estiver escovando os dentes. Uma única pessoa pode economizar 1,9 milhão de litros de água ao longo da vida simplesmente escovando os dentes com a torneira fechada. Se todos os moradores do Brasil adotarem o hábito, a água economizada durante um mês equivalerá ao volume de um dia e meio de água correndo pelas Cataratas do Iguaçu;

2-    Nada de pinga-pinga
Ao fechar a torneira, certifique-se de que ela não ficou pingando. Ao longo de um ano, esse pinga-pinga de “apenas umas gotinhas” desperdiça, pelo menos, 16 mil litros de água limpa e tratada, o que custa cerca de R$ 1.200 na sua conta;

3-    Não dê furos
Canos furados e vazamentos são desperdício de água potável e dinheiro. Um buraquinho de 2 mm em um cano desperdiça 96 mil litros em um mês (praticamente dez carros-pipa de água limpa e tratada). Em um dia, a quantidade do recurso jogada fora daria para lavar todas as roupas que você precisa na máquina de lavar;

4-    Coloque camisinha na torneira
O nome técnico é aerador, mas muita gente também conhece como “peneirinha”. O fato é que aquela válvula que pode ser colocada no bico da torneira ajuda a economizar água, ao proporcionar sensação de fluxo mais intenso. O Instituto Akatu fez a conta: se 12 apartamentos de um prédio aderissem ao uso do aerador na torneira da cozinha, em um ano seria possível economizar água suficiente para encher uma piscina olímpica;

5-    Limpe antes de lavar
A dica é manjada, mas não custa repetir, já que tem muita gente por aí que ainda desperdiça (muita) água para lavar louça. O ideal é retirar o excesso de sujeira dos pratos, copos, talheres e panelas a seco, antes de abrir a torneira, e jamais deixar a água correndo enquanto está ensaboando as louças;

6-    Banho de gato
Sabia que, se cada brasileiro diminuísse em apenas um minuto seu tempo de banho no chuveiro, a energia economizada em um ano equivaleria a 15 dias de operação da usina Itaipu em sua geração máxima? E mais: se apenas duas pessoas em cada casa da Grande São Paulo reduzissem em cinco minutos o tempo que ficam debaixo do chuveiro com a água correndo, daria para economizar 13,4 bilhões de litros por mês – quantidade suficiente para abastecer uma população maior do que a de Salvador por 30 dias;

7-    Só na dança da vassoura…
Usar aquela “vassourinha hidráulica” para limpar a calçada não está com nada: em 15 minutos, o desperdício de água chega a 280 litros. A mangueira gasta menos, mas também pode ser substituída por um balde (de preferência, com água reutilizada da máquina de lavar). Adotando esse hábito, em um ano é possível economizar mais de 14 mil litros, o equivalente a um caminhão pipa e meio cheio de água. E, se a calçada não estiver tão suja, opte apenas pela vassoura e deixe o “banho” para outra ocasião;

8-    Economia no trono
Na hora de escolher um vaso sanitário para o seu banheiro, opte pelos modelos com caixa acoplada, que gastam bem menos água: são cerca de 6 litros por descarga, enquanto os vasos mais convencionais, com válvulas de parede, liberam até 20 litros. Se a descarga estiver com defeito, então, o gasto pode chegar a 30 litros e levar o valor da sua conta de água lá pra cima;

9-    Xixi no banho, sim!
Um adulto saudável produz de 0,5 a 2,5 litros de urina por dia, expelidos em média em quatro idas ao banheiro – o que gera um gasto de até 80 litros de água com descargas, dependendo do modelo do vaso sanitário. Por que não economizar, pelo menos, uma descarga por dia fazendo xixi no banho? Nada desse papo de que é nojento: 95% da sua urina é água. Os outros 5% são substâncias como ureia e sal. Se for feito logo no começo do banho, direto no ralo, seu xixi segue direto para a estação de tratamento, não compromete seu ritual de limpeza e economiza água;

10-    Cuidado com a água que você não vê
Tudo a nossa volta – alimentos, roupas, eletrodomésticos etc – precisa de água para ser produzido. É a chamada “água virtual”, que consumimos sem ver. Um litro de cerveja, por exemplo, precisa de 5,5 litros de água para ser fabricado, enquanto uma calça jeans demanda 11 mil litros e um celular, 16 mil. Por isso, quando o assunto é a economia de água, o consumo consciente de qualquer produto é importante;

11-    Lixo no lixo
O lixo que não é descartado no lugar certo, cedo ou tarde acaba indo para os cursos d?água da cidade e, quanto mais suja estiver a água, mais difícil e caro fica para limpá-la e usá-la novamente. Além do óleo de cozinha usado, que não deve ser jogado pelo ralo: além de entupir seu encanamento e deixar mau cheiro no ralo, um litro de óleo jogado na pia polui 25 mil litros de água. Procure uma cooperativa e encaminhe o resíduo para reciclagem. Seu óleo usado pode virar até sabão!

12-    Cadê a piscina?
Em residências ou condomínios, sempre que a piscina não estiver sendo utilizada, a dica é deixá-la coberta. Assim, a perda por evaporação diminui em até 90%. Em uma piscina de tamanho médio, isso representa economia mensal de 3.785 litros de água – quantidade suficiente para suprir as necessidades de uma família de quatro pessoas por cerca de um ano e meio;

13-    Regue para crescer
…mas com regador! Esta é a forma mais econômica de regar suas plantas (que, lembre-se, não precisam de água o tempo todo). Se o uso da mangueira, realmente, for necessário em gramados muito grandes, opte pelo menos pelo modelo de “esguicho-revólver”. Em dez minutos, ele usa cerca de 96 litros de água, contra os 186 litros desperdiçados pelas mangueiras convencionais;

14-    Carro não precisa de banho toda hora
Evite lavar o carro em períodos de escassez – como o que a região metropolitana de São Paulo está enfrentando -, mas, se for realmente necessário limpar o possante, esqueça a mangueira: balde com água e panos podem muito bem dar conta do recado. De quebra, você economiza na conta do fim do mês: o gasto médio de uma mangueira, em 30 minutos, é de 560 litros de água. Se usar um balde de 40 litros, você economiza 520 litros;

15-    Lavar roupa todo dia? Que agonia!
Deixar acumular roupas para, só então, ligar a máquina de lavar é uma boa dica para economizar água. Para aqueles que têm um pouquinho mais de tempo, lavar as peças na mão é melhor ainda quando o assunto é desperdício. E, se você quiser ser ainda mais ecológico, vale colocar um balde vazio perto do chuveiro, quando estiver tomando banho. A água coletada ali pode ser usada para colocar as roupas mais sujas de molho, antes da lavagem.

Fonte: Planeta Sustentável.

Leia mais:
9 dicas para economizar no consumo de água
Gestão financeira: 7 dicas para um ano adverso
Plástico no dia a dia: ser ou não ser, eis a questão
 

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]