Pesquisar
Close this search box.
/
/
Quais os desafios e as novas fronteiras em CX para 2023?

Quais os desafios e as novas fronteiras em CX para 2023?

Quais são os desafios que ainda não superamos e as novas fronteiras em CX e para o atendimento ao cliente em 2023? Cinco executivos brasileiros respondem. Confira!

Como todos sabem, em Customer Experience (CX), o sucesso contempla fatores como inovação, atuação humana com alto valor agregado e a união dessas premissas de forma equilibrada e organizada. Para gerar uma ótima experiência é preciso ainda entender o consumidor e atendê-lo de forma ágil, personalizada, prática e segura.

Este foi um dos grandes desafios para o atendimento ao cliente em 2022. E o que esperar para 2023? Esses mesmo desafios ainda persistirão?

Procuramos respostas ouvindo cinco executivos brasileiros C-Levels de diferentes empresas, que nos responderem uma única questão: Quais são os desafios que ainda não superamos e as novas fronteiras em CX e para o atendimento ao cliente em 2023? Veja o que dizem cada um deles:

Expansão do 5G como diferencial em CX

“O grande desafio é na proposta de engajamento dos clientes ao utilizarem o canal de voz, que pela sua própria natureza, possui algumas limitações que prejudicam a experiência, como a correta transcrição daquilo que é dito devido à presença de ruídos no ambiente, por exemplo. Já no contexto geral, o mercado tende a investir cada vez mais nas tecnologias visando a imersão do consumidor de maneira proativa, tendo o relacionamento com o valor agregado ao produto ou serviço que a empresa oferece aos seus clientes” – Marco Aurélio Borges Matos, diretor de negócios de customer experience da Algar Tech. 

A expansão do 5G no país impulsionará a “explosão” do IoT e alimentará modelos preditivos 

Ainda há desafios a serem suplantados, como a integração entre canais, o gerenciamento das informações e a polemica relação de poder entre as áreas de negócios e as áreas de tecnologia 

“O cliente espera atenção plena e uma resolução rápida e eficaz, ou seja, precisamos já saber quem é esse cliente antes do agente de atendimento assumir o contato. Para isso, o modelo de análise de dados precisa ser alimentado constantemente, com o máximo de informações possíveis, porque a construção de contexto que otimiza cada atendimento depende desses dados. Pensando nessa jornada, a omnicalidade e a hiperpersonalização no atendimento tornam o atendimento mais coerente com a realidade do consumidor. Também estamos ligados na expansão do 5G no país, que impulsionará a “explosão” do IoT e poderá, em conjunto com nossos clientes, alimentar nossos modelos preditivos e prescritivos de forma a otimizar e individualizar o atendimento aos consumidores, além de abrir caminhos para novas oportunidades de negócios” – Alexandre Martins, diretor de transformação, inovação e produtos da Atento Brasil.

Conheça o Mundo do CX

“A pandemia transformou o comportamento humano e certamente contribuiu para acelerar o uso de tecnologias em diferentes áreas. No mercado de atendimento não foi diferente. Porém, além das questões técnicas atreladas à implantação das tecnologias, talvez o principal desafio desse mercado é de fato como transformar a experiência dos consumidores combinando a abordagem do “humano” com as diferentes tecnologias. É preciso pensar com cuidado na melhor jornada. O principal diferencial certamente está na rede 5G com conexões muito mais rápidas, menor latência e capacidade de conexão que melhorará não somente a qualidade das chamadas e atendimento em vídeo, mas habilitará novos patamares para o uso de tecnologias como Inteligência Artificial, Internet das Coisas, Realidade Virtual e Realidade Aumentada – Bruno Penha, Diretor de Transformação Digital & Eficiência da Almaviva no Brasil.

cx

Experiências pouco resolutivas criaram barreiras em CX

“A combinação de uso de voz para automação de processos de vendas e cobranças ativas somadas a experiências pouco resolutivas em atendimentos técnicos criou uma certa resistência no consumidor ao ouvir a “voz gravada” da empresa do outro lado. É importante não ignorar esse ponto de partida e entender que as empresas precisam criar experiências com voz que reconquistem a confiança e interesse do consumidor para sua adoção ampliada. Finalmente as empresas precisam ter clareza que o uso da voz não é apenas mais uma ferramenta de interação para incorporar em um mesmo fluxo de compra que antes era feito através de cliques. Os momentos de uso, formas de interação, expectativas e percepção de qualidade pelo cliente são bem diferentes. Uma boa conversa começa com uma boa escuta e por isso é tão importante entender em profundidade qual é esse novo comportamento antes de investimentos massivos em tecnologia” – Ivan Lucchini, Diretor de Design da Accenture Song.

“Ainda há desafios a serem suplantados, como a integração entre os canais de atendimento ou vendas, o gerenciamento das informações dos clientes, que muitas vezes estão espalhados em inúmeros sistemas que nem sempre se conectam um com o outro, os sistemas legados e a polemica relação de poder entre as áreas de negócios e as áreas de tecnologia, que nem sempre trabalham juntas em buscar o melhor para a empresa e seus clientes. Mas há uma luz no final do túnel e não é um trem vindo em sentido contrário, já se sabe que investir em experiência do cliente e tecnologia para suportá-la traz resultados concretos nas vendas, na redução do churn e na perenidade das marcas no mercado. O maior desafio que enfrentamos é a orquestração de tudo isso, de forma ágil e eficiente” – Rod Marcondes Presidente Genesys Brasil.


Redes sociais: O que esperar do social commerce em 2023? 

O varejo influencia o mundo positivamente: o recado dos CEOs do varejo na NRF 

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]