Pesquisar
Close this search box.
/
/
Desafios da uniformidade no atendimento ao cliente

Desafios da uniformidade no atendimento ao cliente

Para driblar os desafios é necessário uma percepção analítica de que todos os canais precisam andar em conjunto. Ser ominichannel é a solução?

A omnicanalidade ganhou repercussão por gerar integração entre os canais das empresas e melhorar a experiência do consumidor. Contudo, um dos grandes desafios de implantar a estratégia, é o fato que boa parte das companhias, se preocupam mais em abrir novos canais, ao invés de investir em uma evolução e conexão entre os existentes. Ou seja, muitas acabam se tornando multi-channel e não omni-channel.

Outra dificuldade comum é conseguir reproduzir a mesma experiência positiva em todos os canais, para que o consumidor não sinta diferenças em informações e atendimento. Para driblar esses obstáculos, é necessária uma percepção analítica de que todos os veículos precisam andar em conjunto, porque o cliente muitas vezes não prefere o canal que ele está, mas sim, a experiência que o mesmo oferece.

Penso que é um desafio contínuo e acredito que já conseguimos avançar um bom pedaço dele. Por exemplo, quando você faz uma promoção com um aplicativo, no nosso caso, temos uma chamada de App Day, colocamos condições especiais ali, para que o cliente conheça mais esse canal. Há a opção de comprar e retirar em uma loja, ou a loja pode separar e levar até você. Mas, o preço dos dois podem ser diferentes, então, se esse produto chegar com o valor que era para retirar na loja, não vai gerar uma experiência boa para o cliente, é preciso ficar atento”, explica  Fernando Guglielmetti, head Sênior de e-commerce da C&A Brasil.

Ainda de acordo com o executivo, a tática gera um impacto em várias áreas, mas o foco, no final das contas, é sempre no cliente, que merece um bom atendimento. Seja por um aplicativo ou pela loja, a experiência precisa perceptível e valorosa em ambos.

Hoje quando você vai em uma loja nossa, se por acaso você receber um e-mail com algum produto e ele não estiver naquela loja, temos uma espécie de serviço que ele pode vir de outra loja, ou do estoque central do e-commerce. Tudo precisa estar conectado, não adianta ter excelência em uma ponta ou em outra. A presença precisa ser uniforme em todos os canais e a gente vem trabalhando para ter essa informação em todos os veículos, para que o cliente tenha uma personalização específica“, pontua ele.

Uma mudança cultural

Ser ominichannel mexe nos princípios e cultura de uma empresa, para que ela consiga ofertar o serviço com a qualidade esperada. Por isso, as companhias precisam priorizar os processos de integração entre sistemas e começar uma mudança cultural.  “Acredito que isso também é uma questão de cultura. Não é simplesmente disponibilizar os canais, mas sim, fazer com que as pessoas entendam que todos possuem sua dinâmica própria, mas o consumidor final recebe como uma dinâmica única e ela necessita ser uniforme, afirma Jacques Meir, diretor-executivo de Conhecimento do Grupo Padrão.

Na Sem Parar, a mudança cultural e a atenção com a experiência do cliente, é algo que já vem acontecendo há muito tempo. No entanto, Nicolau de Camargo, vice-presidente de Clientes & Operações, alega que é um processo que sempre pode melhorar.  “Eu não julgo hoje, que cultura seja um problema, eu acredito que nesta questão avançamos bem. Mas, não tenho dúvidas, que tem várias jornadas que ainda precisam melhorar. Hoje, temos bastante consciência que podemos entregar um ominichannel mais robusto. Geralmente, o que te limita nisso, são decisões que a gente toma… às vezes por uma tecnologia que vai atender uma canal, mas não atende outro”, relata.

Outra questão que a empresa da ênfase é o propósito de cada canal.  De acordo com o vice-presidente, às vezes pode acontecer de ter um canal que seja um pouco diferente de outro, mas isso só acontece pela percepção e viés do que o cliente quer.  Para ele, toda essa atenção para entender o comportamento do consumidor, resulta em canais efetivos de maneira unificada e fluida.

“Uma coisa que eu aprendi, é que para ter um resultado sólido, a forma como organizamos os times faz toda a diferença. Como organizamos as pessoas e como as decisões são tomadas faz muita diferença para que os canais andem o mais juntos possível. Sincronizados e principalmente sem dar uma verdade diferente. Quando acontece um delay, ainda pode ser que seja explicável, mas quando tem uma verdade é diferente, pode gerar muitos problemas”, conclui.


O consumidor é omnichannel?

Inovações para combater a COVID-19, do Pão de Açúcar à Amazon

Omnichannel: É agora ou jamais; não dá mais para ficar em dia com o atraso

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]